4 exemplos que mostram porque usar o Marketing Sensorial no seu negócio

Marketing Sensorial

Conheça 4 ações de Marketing Sensorial

 

Um dos principais objetivos das campanhas de publicidade e ações de marketing é instigar as emoções dos consumidores, por meio de mensagens criativas, veiculadas nos mais diversos meios de comunicação. Com isso, é possível chamar a atenção do público-alvo da empresa em questão, para que este sinta-se despertado, no sentido de adquirir determinado produto ou serviço que lhe é oferecido naquele momento.

Assim funciona o marketing, que se utiliza de diversos mecanismos para identificar as necessidades e anseios vindos do público que deseja atingir, para que, dessa maneira, passe a agregar valor às empresas, marcas, produtos e serviços, gerando os rendimentos e resultados necessário para a permanência dos negócios no mercado.

Para isso, existem inúmeras técnicas e ferramentas utilizadas no dia a dia empresarial, e é exatamente sobre uma delas que vou falar hoje. Então, se você é empresário ou empreendedor e deseja alcançar o consumidor e aumentar ainda mais as vendas, convido você a continuar esta leitura e conhecer o Marketing Sensorial.

O que é Marketing Sensorial?

O Marketing Sensorial é um segmento voltado para promover experiências sensoriais nos consumidores e, assim, fazer com que ele se conecte emocionalmente à marca. Ao chamar a atenção do público-alvo, por meio do despertar de seus sentidos, o intuito é fazer da marca uma lembrança agradável e feliz para o consumidor.

Enquanto o marketing tradicional trabalha para difundir as funcionalidades e vantagens dos produtos e serviços, de forma mais direta, o marketing sensorial trabalha para oferecer estímulos positivos, através da exploração dos cinco sentidos de um indivíduo, reforçando, assim, uma imagem e lembrança também positiva, referente à empresa, na mente de seu consumidor.

Seja por meio de um outdoor, de uma música que nos traga boas sensações, de uma roupa que faça com que nos sintamos confortáveis, do cheiro de um perfume que nos impacta a vida inteiro, entre muitos outros exemplos, a ideia é atrair e fixar a mensagem de que a marca pensou exclusivamente em nós ao criar determinado produto ou serviço, nos fazendo sempre lembrar dela na hora de adquirir algo que precisamos e que ela oferece no mercado.  

Exemplos de ações de Marketing Sensorial

Para que fique mais claro, vou abordar alguns exemplos de marketing sensorial, utilizados pelos mais diversos tipos de empresas, para alcançar, de forma assertiva, o seu público consumidor. Confira a seguir:

  • Nutty Bavarian

Famosas por suas nuts glaceadas, a Nutty Bavarian foi criada em 1989 por John Mauter, que se encantou com o sabor dessas delícias em uma de suas viagens à Bavária, na Alemanha. Ele gostou tanto do petisco que resolveu fazer da sua paixão pelas nuts glaceadas um negócio, criando a famosa marca no mercado. No Brasil, o primeiro quiosque da Nutty Bavarian chegou em Campos do Jordão, em 1996.

E como a Nutty Bavarian utiliza o marketing sensorial? Pelo olfato. Em uma pesquisa feita pela própria empresa, com 300 consumidores, foi identificado que 66,77% dos clientes se sentiram motivados a comprar o produto após sentir o cheiro dele. Detalhe importante: para proporcionar uma experiência sensorial ao seu público, a Nutty Bavarian não utiliza essências ou aromas especiais: o cheiro é das castanhas que acabaram de sair do forno.

Quem conhece ou já teve a oportunidade de sentir o cheiro das castanhas quentinhas saindo do forno, ao realizar um breve passeio pelo shopping, por exemplo, onde os quiosques da marca estão localizados, em sua maioria, sabe que se trata de algo realmente maravilhoso e atraente.

  • Lacoste

Fundada por René Lacoste em 1933, a Lacoste possui mais de 2500 pontos de vendas espalhados no Brasil e no exterior. Pensando em ampliar a experiência sensorial de seus consumidores, a empresa fez da audição uma aliada neste processo. Por meio da criação de uma trilha sonora harmônica com a história da marca e com sua identidade, a Lacoste criou um ambiente possível de ser sentido por quem vai em uma de suas lojas. O resultado? Uma experiência sensorial completa, pois o cliente sente o que é a Lacoste e isso reflete positivamente nos índices de venda.

Além disso, em 2011 a marca lançou a Lacoste L!ve, linha voltada para o público mais jovem, entre 15 e 25 anos, que mistura o estilo original que a própria Lacoste já tem, com as artes de rua espalhadas pelos grandes centros urbanos ao redor do mundo.

Para atrair este tipo de consumidor para suas lojas, com o intuito de conhecerem a nova linha, a empresa apostou mais uma vez no marketing sensorial, investindo em um ambiente mais descontraído, com uma decoração que substituiu os tradicionais manequins, dando lugar a painéis magnéticos, araras giratórias, adesivos coloridos no piso, que remetem à uma quadra esportiva, equipamentos eletrônicos e até mesmo mesas de pebolim para oferecer a seus clientes um ambiente de pura diversão, com o objetivo de fazer com que os mesmos sintam que estão em qualquer outro lugar, menos em uma loja de roupas escolhendo, experimentando, fazendo compras e gastando dinheiro.

  • Apple

Considerada uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, a Apple usa os sentidos para vender os seus produtos de diversas maneiras. A visão, por exemplo, é um dos mais instigados, uma vez que ela oferece produtos muito bonitos, com um design fino e elegante, que acaba por conquistar aqueles que são fãs de algo um pouco mais minimalista.

Além disso, o olfato e tato também são contemplados. Pensando em atender os consumidores com deficiência visual, os produtos da Apple possuem aromas específicos para que sejam identificados com mais facilidade, assim como o GPS disponível no Apple Watch que é tátil, ou seja, através de vibrações intensas, ele indica ao seu usuário qual o melhor caminho seguir.

  • Dunkin’ Donuts

A empresa norte-americana, Dunkin’ Donuts, conseguiu um feito verdadeiramente extraordinário através do marketing sensorial. Especializada em rosquinhas e café, a marca, em um de seus cases mais conhecidos mundialmente, instalou nos ônibus da capital da Coréia do Sul, Seoul, um dispensador de aroma com o cheiro dos seus cafés.

Todas as vezes que passava alguma de suas propagandas na rádio do ônibus, o dispensador era acionado, o olfato das pessoas que estavam no transporte era instigado e elas podiam sentir o cheirinho do café da empresa, criando, com isso, uma forte conexão e lembrança da marca.

O resultado foi um aumento de 29% das vendas do café feito exclusivamente pela Dunkin’ Donuts.

Como implementar o marketing sensorial em sua empresa?

Com os exemplos acima, entre muitos outros que existem no mercado, temos a oportunidade de perceber o quão poderosa é uma ação de marketing, quando realizada de forma verdadeiramente assertiva.

Neste sentido, as empresas que sabem desse poder e se utilizam dos mecanismos que o marketing sensorial oferece, tem como principais benefícios e resultados positivos a criação de uma identidade singular no mercado, podendo, com isso, se destacar de seus concorrentes; o aumento das vendas, uma vez que a conexão criada com o consumidor é capaz de determinar a sua decisão no momento da compra; assim como o fator fidelização do cliente, que faz com que ele sempre opte por adquirir produtos e serviços da marca quando precisar.

Como sei que você está interessado em saber formas eficientes de aplicar isso em seus negócios, aqui vão algumas dicas que você pode implementar, para que sua marca também colha os frutos que o marketing sensorial pode te oferecer:

  • Conheça com profundidade a sua marca, produtos, serviços, missão, visão, valores, entre outros fatores, que são essenciais para que se possa elaborar estratégias eficientes, com o intuito de criar uma experiência sensorial ao cliente;
  • Aprofunde seus conhecimentos sobre o perfil do seu cliente, para que assim a experiência, através do marketing sensorial, que você irá lhe oferecer, seja o mais assertiva possível;
  • Munido destas informações é possível ter maior clareza sobre as estratégias a serem implementadas, para oferecer aos clientes experiências positivas por meio de sua marca.
  • Uma última dica é que você lembre-se sempre de se lembrar de nunca esquecer, de levar em consideração mais de um dos cinco sentidos para determinar e elaborar suas estratégias.

Espero, verdadeiramente, que estas dicas tenham contribuído com você e que o artigo como um todo tenha lhe inspirado a tornar a sua marca ainda mais conhecida no mercado, através desta poderosa ferramenta que é o marketing sensorial.

Agora é a sua vez de compartilhar comigo: você gostou deste conteúdo? Acredita que pode usar os sentidos para alavancar as vendas da sua empresa? Use o espaço abaixo para me contar a sua opinião sobre o assunto e, se este conteúdo te auxiliou de forma positiva, compartilhe-o em suas redes sociais com seus amigos.

Copyright: 215934253 – https://www.shutterstock.com/pt/g/rawpixel

 

E aí, curtiu esse conteúdo?

Saiba que ele é apenas a pontinha do iceberg e você pode desenvolver suas habilidades de liderança muito mais. Baixe agora o ebook Leader Coach e aprenda como extrair o máximo resultado da sua equipe.
Preencha o formulário, é de graça.

 

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010