A diferença entre Protagonismo e Individualismo

Protagonismo e Individualismo

Entenda a diferença entre Protagonismo e Individualismo

 

Uma das maneiras de conseguir evoluir mais rapidamente no lado pessoal e no mundo profissional é se comportando como principal agente de mudança, independentemente das circunstâncias. Isso acontece somente quando você se torna mais ativo, participativo e envolvido em sua própria história. Quer saber mais? É só continuar lendo esse artigo!

O que é ser dono da própria vida

Ao assumir o controle de suas escolhas e atitudes, colocando em harmonia seus pensamentos e ações, o movimento acontece. É justamente nesse aspecto que se encontra a sutil diferença entre as pessoas de sucesso e os demais indivíduos. Aqueles que são bem-sucedidos se comprometem na criação de pensamentos e hábitos que favoreçam o alcance de suas metas e objetivos, ou seja, decidem estar sob os holofotes da sua própria vida. E isso jamais pode ser tido como um ato de egoísmo. Isso é apenas uma escolha.

As diferenças entre protagonismo e individualismo

A maioria das pessoas confunde protagonismo com individualismo. É importante ressaltar, portanto, que existe uma discrepante divergência entre esses dois fatores. Conheça a diferença abaixo:

O individualismo é um tipo de comportamento que auxilia o indivíduo a ser mais autônomo, mas que também pode atrapalhar e impedir que ele se desenvolva plenamente. Muitas vezes, o profissional se torna individualista ao longo do caminho, não por egoísmo, mas com a intenção de realizar suas atividades com excelência, pois confia mais seguramente em suas próprias competências, por isso atua de forma mais independente.

O protagonismo por sua vez, significa estar à frente, adotar medidas práticas que aproximem a pessoa dos seus mais profundos anseios. Os protagonistas identificam que sua jornada evolutiva depende unicamente de si mesmo, e compreendem acima de tudo que, ser independente é fundamental para ir mais rápido, mas que ser interdependente é poderoso para ir mais longe.

Eles contam com as pessoas a sua volta para impulsionar suas realizações, explorando da melhor maneira as potencialidades que suas conexões possuem. Afinal, o ser humano não é capaz de obter todas as habilidades e competências do mundo, mas pode contar com os talentos complementares aos seus, promovendo a coletividade para atingir resultados extraordinários!

Dicas para ser o protagonista da sua vida

Confira abaixo alguns comportamentos e hábitos que os protagonistas colocam em prática em sua jornada:

Autoconhecimento: em primeiro lugar o protagonista compreende claramente quem ele é e quem deseja ser, seu estado atual e seu estado desejado. Ele conhece amplamente quais são os seus recursos disponíveis, tanto no que se refere a intelecto e conhecimento, como também habilidades e competências comportamentais.

Visão e proatividade: depois da análise interna, o próximo passo do protagonista é estudar o ambiente, o mercado e os fatores externos como um todo, ou seja, tudo o que está além do indivíduo em si. O protagonista não espera as situações estarem em seu favor, ele estuda as possibilidades e cria suas próprias oportunidades, desenvolvendo as circunstâncias necessárias para seu crescimento.

Atitude e responsabilidade: a atitude é um fator determinante para que você construa uma história de sucesso. O protagonismo está, principalmente, no movimento que você gera em sua vida, sendo este promovido pela força de vontade, de sair de sua zona de conforto e fazer a diferença na prática. É o ato de assumir que você é o único responsável em mudar a situação, invariavelmente das condições em que se encontra, pois todo processo de transformação só pode acontecer verdadeiramente de dentro para fora.

Otimismo e inteligência emocional: outra característica muito latente dos protagonistas é o otimismo, pois eles se orientam com foco no resultado e mesmo diante das adversidades, ficam engajados e motivados. Vale ressaltar que o fato de se serem otimistas não significa que ignorem os problemas, muito pelo contrário, eles os enfrentam procurando as devidas soluções para resolvê-los. A clareza para identificar as soluções é original da inteligência emocional, que auxiliam o indivíduo a manter a serenidade e discernimento, inclusive em momentos de desafios.

Propósito: o provedor de todas as competências anteriormente citadas é o propósito. Todo protagonista possui o senso de significado muito claro, ele compreende quais são as motivações mais autênticas que sustentam seus projetos de vida. Está em um estágio do processo evolutivo do ser humano que vai além das necessidades físicas e materiais, então começa a construção do legado, a contribuição que deixará para a história da humanidade, ou seja, sua marca no mundo.

E aí, você acha que exerce alguns desses comportamentos no seu dia a dia? Escreva sua resposta nos comentários!

O coaching e o protagonismo

O Instituto Brasileiro de Coaching (IBC) trabalha a mais de 10 anos transformando a vida das pessoas para que elas sejam mais empoderadoras, tornando-se protagonistas da própria história. A formação Practitioner em Programação Neurolinguística (PNL) estimula você ser a sua melhor versão a partir do despertar do seu potencial. O curso é baseado no estudo de programação neurolinguística desenvolvido por Richard Bandler e John Grinder nos anos 70, nos Estados Unidos. De acordo com a pesquisa deles, é possível conectar os processos neurológicos, a linguagem e o comportamento para alcançar um objetivo.

Um grande entusiasta dessa teoria é o Tony Robbins, um treinador de performance mundialmente famoso. Ele usa a técnica da modelagem, em que se analisa as pessoas bem-sucedidas para encontrar padrões de comportamentos e ações que as levaram ao alto patamar em que estão.

Durante o curso de PNL do IBC, o coachee (aprendiz) irá entender profundamente diversos assuntos essenciais para se tornar um verdadeiro protagonista. Veja alguns dos temas: o que é programação neurolinguística; o que é o alinhamento de níveis neurológicos; o exercício do autoconhecimento, da inteligência emocional e do autodesenvolvimento; o que é e como praticar a linguagem não verbal; o que é e como funciona a estrutura do pensamento (aprendizagem, ação e reação); capacidade de analisar uma mesma situação por mais de um ponto de vista; redescoberta e ressignificação de diversos fatores pessoais e profissionais; quais são os processos de ancoragem; quais são os canais representacionais; como negociar e solucionar problemas de forma mais assertiva; e muitos outros.

Parece não faltar benefícios, não é mesmo? Após passar pela formação, você terá mais habilidade em ser flexível na medida certa em comportamentos e decisões; gerir melhor o tempo e a quantidade de tarefas; desenvolver a autoestima; como transformar estratégias fantasiosas em factíveis; aprender a eliminar bloqueios; ampliação da capacidade de comunicação com persuasão de colegas e de funcionários da equipe; como lidar com conflitos; entre outras vantagens.

A formação parece incrível, não é mesmo? E ela é! Aliás, desperte o seu potencial e corra atrás dos seus sonhos. O coaching irá ajudar profundamente nessa missão.

Sua vez de mover e peça

É possível que após ler esse texto você queira se tornar o protagonista da sua vida, caso já não seja. Por isso mesmo, que é essencial que você comece esse processo ao entender que precisa dar continuidade à sua educação. Aprender nunca é demais e faz parte da sua evolução pessoal e profissional. Com certeza, você será uma pessoa melhor após entender a necessidade do progresso constante e a importância de percebê-lo nos detalhes do dia a dia.

Este artigo foi útil para você? Comente abaixo e compartilhe o conhecimento com os seus amigos nas redes sociais.

 

Copyright: 1175803528 – https://www.shutterstock.com/pt/g/ismagilov

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010