Conheça os Perfis de liderança presentes em Game of Thrones

Trono de Ferro Trono de Ferro – Game of Thrones

Para Chiavenato (1994) “Liderança é a influência interpessoal exercida numa situação e dirigida por meios do processo da comunicação humana para a consecução de um determinado objetivo.” Essa talvez seja uma das definições mais claras e concisas acerca de liderança. Em outras palavras, liderança consiste na habilidade de reunir um grupo de pessoas motivadas a conquistar um objetivo.

É com essa premissa que nos deslocamos a Westeros, continente fictício do seriado Game of Thrones. A série, hoje fenômeno mundial, conta com um aparato técnico invejável a diversos estúdios Holywoodianos, o que reflete em efeitos visuais de tirar o fôlego, uma ambientação maravilhosa, batalhas surpreendentes, romances cativantes e reviravoltas que nos mantém vidrados a cada segundo. E o que dizer da narrativa?

Eleve significativamente suas habilidades em liderança. Acesse “Leader Coach”.
Através desse meu livro você irá atingir um novo patamar em liderança!

É no meio de toda essa magia cinematográfica que nos deparamos com a essência do seriado, os personagens, e quão carismáticos eles são. É através deles, aliados a narrativa que resultam em uma verdadeira obra de arte, além de nos fornecer ensinamentos valiosos sobretudo em relação a liderança.

Incrível não é? Peço que continue a leitura e me acompanhe nesse mundo repleto de reis, príncipes, castelos e dragões, para aprender mais sobre diferentes perfis de liderança presentes em Game of Thrones.

O seriado

Contando um pouco sobre a série, sem muitas delongas. Ela se passa no continente de Westeros que é governada por uma única entidade política, conhecida por Sete Reinos a qual devem fidelidade ao Rei dos Ândalos, este que senta no Trono de Ferro. A história gira em torno de uma batalha, entre duas das casa mais dominantes, para assumir o trono e exercer seu domínio por todo o continente, além de se aquecer do inverno que está por vir.

Dessa forma, reis e rainhas devem apurar estratégias, mobilizar exércitos e exercer sua influência a fim de conquistar o maior posto de liderança, representado pelo Trono de Ferro. As decisões tomadas pelos líderes são cruciais no desenvolver da história, gerando, muitas vezes, perdas e mortes.

Essa talvez seja a primeira importante lição que o seriado nos apresenta, um bom líder não se acomoda perante os obstáculos, ele está em um processo de evolução contínua a fim de verdadeiramente conquistar seus objetivos, mobilizando todos ao seu redor a lutarem por ele.

Personagens e seus perfis de liderança

No decorrer da série somos apresentados a diversos personagens com características e motivações muito distintas. A percepção de mundo, desenvolvida por cada um, resulta significativamente no modo como os personagens exercem seu papel de influência. Irei comentar abaixo os perfis que se tornaram mais impactantes na disputa pelo almejado Trono de Ferro:

Jon Snow

No primeiro momento, podemos observar a liderança onde o caráter é fator que a define. Isto é, suas decisões são respaldadas de acordo com suas crenças e valores. Este tipo de liderança é capaz de gerar mobilização através de respeito e admiração.

Mas antes de nos aprofundarmos a respeito de Jon Snow,  não poderia esquecer de fazer uma menção honrosa a Ned Stark, pai adotivo de Jon. Ned deixou ensinamentos e valores que foram perpetuados por seus filhos, incluindo Jon, durante todos os episódios.

O mais marcante, talvez, sobre a importância de um líder assumir suas responsabilidades, representado pela sua frase mais icônica que é “O homem que dá a sentença deve brandir a espada”. Mostrando que um líder deve assumir as responsabilidades e consequências de suas atitudes.

Quanto a Jon Snow, ele possui um ponto de melhora importante e que o prejudicou em diversos momentos da série. A excessiva cautela e tomadas de decisões muito lentas. Essa hesitação gera, no decorrer da trama, muitas mortes, inclusive a dele mesmo.

A lição que isso nos passa é que um líder deve ser firme em suas escolhas, pensar estratégica e rapidamente, deve ser dinâmico, mas claro, sem passar por cima de ninguém ou dos princípios éticos e legais.

Jon também nos mostra uma importante aptidão, que é a capacidade de trazer pessoas brilhantes para o seu lado. Através dos seus ideais ele foi até mesmo capaz de conquistar e fazer com que vários de seus inimigos batalharem por ele.

Tyrion Lannister

Outra lição importante que podemos extrair da série e aplicar diretamente ao mundo corporativo é que o esse mundo se assemelha a um jogo, onde o que pode definir o sucesso ou fracasso de uma corporação são as atitudes e estratégias tomadas, afinal, um líder deve escolher as condições ideais para jogar este jogo.

Tyrion nos ensina que nem sempre um líder será respeitado e aclamado, porém é através de suas atitudes e conquistas que ele é capaz de demonstrar seu real valor. Entenda que você não precisa de todos os holofotes para efetuar um papel de soma e destaque em uma equipe.

Daenerys Targaryan

Um personagem que representa todo o empoderamento feminino é Daenerys, ou como é conhecida, A Primeira de seu Nome, Nascida da Tormenta, A Não Queimada, Mãe de Dragões, Khaleesi do Grande Mar de Grama… e mais alguns. São tantos nomes mas que representam importantes fatos relacionados a sua origem e suas conquistas durante o seriado.

Dany se revelou uma líder nata. Abastecida pelo seu senso de propósito, acreditando ser a única herdeira do trono, iniciou sua jornada sendo vendida como escrava. Passando por situações onde esteve em posições mais baixas, ela conseguiu sobressair-se através de sua convicção, empenho e por ser capaz de mobilizar exércitos para lutarem por seus ideais oferecendo a todos liberdade.

O papel dela também nos mostra a importância de buscarmos os aliados certos. Mesmo tendo muitos aliados e conselheiros, foi através da aliança com o estrategista Tyrion, que ela foi capaz de transformar todo potencial em ação, aliando todo seu poder e força de vontade a inteligência, sabedoria e estratégia.

Cersei Lannister

Não podemos encerrar essa lista sem falar de Cersei, que muito embora exale maldade e vilania, demonstra importantes aspectos que a tornam uma líder de impacto. Fria, calculista e estrategista, ela também percorreu um longo caminho. Após os fracassos, envolvendo seus filhos, ela assume o protagonismo na luta pelo Trono de Ferro.

Ela nos deixa alguns ensinamentos fundamentais a respeito de liderança. Primeiramente, é de suma importância construir alianças poderosas, que irão contribuir para seu sucesso. Outro ponto importante, este que impacta diretamente na luta pelo trono, é que você deve ir a luta para assumir seu posto almejado, deixando de delegar o papel de liderança e assumindo-a verdadeiramente para si.  

Eleve significativamente suas habilidades em liderança. Acesse “Leader Coach”.
Através desse meu livro você irá atingir um novo patamar em liderança!

Conclusão

E aí ser de Luz, conseguiu perceber o quão poderosa foi essa leitura? O que fica marcado para nós é que apesar das diferentes motivações, todos esses personagens conseguem exercer seu papel de liderança.

Isso nos mostra que a liderança pode assumir diferentes vertentes, tendo sua aplicabilidade variável de acordo com as condições com as quais nos deparamos, demonstrando que não necessariamente existe um modelo único e ideal para todas as situações.

Mais do que isso, somos presenteados com uma história incrível que nos evidencia a todo momento a respeito da coragem, predisposição, força de vontade dos personagens. Mais do que definir um estado desejado, eles são capazes de mobilizar multidões que apoiam e lutam por seus ideais mostrando que o papel de um líder vai além do que conquistar objetivos, ele é também capaz de conectar pessoas.

Créditos Imagem: Divulgação – HBO – Game of Thrones

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010