O amor acabou – Para onde seguir o meu caminho?

o amor acabou? O que fazer ao fim de um relacionamento?

Ao longo de nossa vida iniciamos relacionamentos sempre com a esperança de que estes sejam duradouros, que tragam o que precisamos para nos sentirmos mais completos e satisfeitos, tornando, assim, a nossa jornada mais leve e mais tranquila de ser vivida.

Você tem problemas em seu relacionamento?

Descubra como o coaching pode te ajudar.
Baixe agora nosso ebook tudo sobre coaching!

E é certo que durante muito tempo é realmente isso o que acontece: muitos casais se formam e vivem juntos por longos anos, renovando, diariamente, o compromisso um com o outro de ficarem juntos para sempre, conforme nos ensinaram os contos de fadas.

Entretanto, assim como este cenário é comum, tem sido também cada vez mais recorrente ver relacionamentos sendo desfeitos, como aponta pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística – IBGE, que diz que em 2017 o número de divórcios aumentou 2,48% em comparação com 2016, que apresentou uma taxa de 2,38%, além de apontar também uma queda no número de casamentos, que diminuiu 2,3% em relação também a 2016.

São diversos os fatores que levam ao fim dos mais diversos tipos de relacionamentos, e as principais perguntas que ficam no final são: o que fazer e para onde seguir depois que o amor acaba? É sobre isso que vou falar um pouco neste artigo, para que você saiba que nem tudo está perdido neste processo.

Continue a leitura e confira:

O amor está acabando! Como perceber os sinais?

Muitas vezes, por estarmos bastante apaixonados, acabamos deixando passar alguns sinais, geralmente, bem claros, de que o amor está acabando. Em determinados momentos nós até percebemos, no entanto, preferimos não acreditar e tentamos, a todo custo, consertar o que já não vai tão bem, na esperança de nos sentirmos melhor e de que tudo volte a ser como antes.

Para elucidar melhor esta questão, vou abordar alguns dos sinais que deixam claro que o amor realmente acabou e que um novo caminho deve ser seguido por cada um que formava o casal. Confira:

Não sentem falta um do outro

Por mais que a relação já tenha alguns anos, quando ainda existe amor, o casal sempre sente falta um do outro, sente um frio na barriga quando estão prestes a se encontrar, quando recebem uma mensagem inesperada durante, entre outros pontos que deixam claro que ainda há companheirismo ali.

Entretanto, quando vocês marcam de ir ao cinema, por exemplo, e o outro diz que não pode comparecer, quando nem você e nem a pessoa fazem questão de estarem juntos em determinados eventos, encontros de família e por aí vai, pode ser um sinal de que ambos não sentem falta um do outro e de que o amor acabou ou pode estar acabando.

Começam a ver outras pessoas como opção

No começo e também ao longo do relacionamento, costumamos dizer que não temos olhos para outros indivíduos, somente para a pessoa amada. E, por mais que não deixemos que observar a beleza que existe nos outros, realmente não chegamos a sentir atração por estes.

Porém, quando o amor e o relacionamento estão chegando ao fim, um ou outro que compõe o casal passa a enxergar as pessoas ao seu redor como novas opções para estabelecer um relacionamento, mesmo que seja algo casual, deixando de lado esta velha premissa de que “Eu não tenho olhos para mais ninguém, somente para você”.

Não sente necessidade de agradar

Geralmente, durante toda uma relação, nós costumamos observar aqueles que estão ao nosso lado e sabemos exatamente o que fazer para agradá-los e deixá-los felizes, seja comprando um presente que ele goste ou fazendo um jantar, servindo o seu prato preferido.

Acontece que, com o passar do tempo, podemos não sentir mais essa necessidade de agradar e passamos a ter vontade de fazer apenas coisas para agradar a nós mesmos, sem pensar muito no que o outro quer ou deseja.

Talvez aí esteja um sinal de que o amor acabou e ambos não perceberam.

Vida sexual cada vez menos ativa

Outro fator determinante e que serve como termômetro para medir se ainda existe amor é a vida sexual do casal. É fato que conforme o relacionamento vai amadurecendo, existe cada vez menos a necessidade de se fazer sexo o tempo todo, como acontece bastante no início da relação.

No entanto, se você percebe que não há desejo sexual de nenhuma partes, que ambos se olham e não sentem mais vontade de se relacionar, sexualmente falando, e que nem mesmo sentem falta disso, é melhor analisar o que está acontecendo e rever a situação, pois o amor pode estar próximo do fim.

A relação virou amizade

Por fim, o que pode acontecer também, e muitas vezes é bastante comum, é o casal perceber que, na verdade, tornaram-se bons amigos e que ali não existe mais espaço para aquela chama do amor e da paixão que existia anteriormente.

Neste caso, ambos podem sentar e conversar, para analisar qual o melhor caminho a ser tomado neste processo de ruptura e transformação de uma relação amorosa, para uma relação de amizade.

Para onde seguir quando o amor acaba?

Se você se identificou com estes sinais, percebeu que o amor que existia em sua relação verdadeiramente acabou e agora sente-se um pouco perdido, sem saber muito bem o que fazer, vou compartilhar algumas dicas, que considero fundamentais, para que você saiba como definir o melhor caminho a seguir a partir de agora.

Ressignifique o fim de seu relacionamento através do coaching.
Baixe grátis nosso ebook e saiba mais sobre o poder dessa metodologia!

Encare a situação de frente

Acredito, verdadeiramente, que o primeiro passo é olhar para a situação e encará-la de frente. Muitas vezes ficamos céticos e evitamos ao máximo colocar um ponto final naquilo que acreditávamos ser para sempre. No entanto, este é o momento de encarar os fatos e entender que não há mais caminhos a serem seguidos em conjunto, que o melhor a se fazer é cada um definir a sua própria trajetória e, respeitosamente, dar adeus um ao outro.

Nada de empurrar com a barriga

Pode ser difícil, mas mais complicado do que dar um ponto final ao relacionamento, é tentar empurrá-lo com a barriga e continuar enganando o seu companheiro e a você mesmo, acreditando que tudo ainda tem chance de ser resolvido. Evite seguir por este caminho, pois ele só trará a probabilidade de trazer ainda mais dor e sofrimento à um processo que já é doloroso por si só, que é o término de uma relação.

Saia da zona de conforto

Quando estamos em um relacionamento, acabamos adquirindo hábitos e desenvolvendo uma rotina para comportar uma vida a dois cada vez mais confortável. Entretanto, a partir do momento que o amor e a relação acabam, é hora de sair da zona de conforto, olhar para si e definir uma nova rotina, com novos hábitos, colocando-se em primeiro lugar, no sentido de dar prioridade para as coisas que você gosta de fazer e que vão lhe ajudar a superar mais este desafio em sua vida.

Invista em você!

Como eu disse logo acima, este é o momento de sair da zona de conforto que o relacionamento lhe trouxe e investir ainda mais em você a partir de agora. Reflita: o que você sempre quis fazer, porém se sentia impedido ou impedida, em função da relação amorosa que tinha? Um curso, uma viagem, um intercâmbio, uma cirurgia plástica, investir em uma nova carreira, em outra cidade ou país? Qual o seu maior desejo neste momento?

Enxergue este término como um recomeço e uma nova oportunidade para que você possa, de uma vez por todas, investir mais em você mesmo, fazendo o que gosta e, com isso, aumentando a sua autoestima, a sua autoconfiança e, consequentemente, o seu amor-próprio.

Utilize o Coaching como seu aliado

O Coaching é o processo de desenvolvimento humano que mais tem ajudado pessoas ao redor do mundo a melhorarem, de forma significativa, a sua performance, seja pessoal ou profissional.

Através da formação Professional & Self Coaching – PSC o indivíduo conhece e tem acesso a técnicas e ferramentas, que podem ser aplicadas em sua vida, desde o primeiro dia de treinamento, e que vão lhe ajudar em seu processo de autoconhecimento, a entender quais são suas melhores habilidades e competências, que lhe auxiliam a superar grandes desafios, como o término de uma relação, por exemplo.

Além disso, há também o desenvolvimento da inteligência emocional, que é a capacidade que a pessoa tem de compreender melhor suas emoções, entendendo de onde e os motivos que fazem com que elas surjam, para que assim, nos momentos de maior dificuldade, haja a possibilidade de controlar os sentimentos negativos e dar cada vez mais espaço para os sentimentos positivos, ou seja, aqueles que serão de grande apoio para compreender que o amor acabou e para que se possa seguir em frente na vida.

Permita-se conhecer esta poderosa metodologia e contar com o seu apoio para encontrar, verdadeiramente, o caminho que você deve seguir, agora que percebeu que o amor acabou.

Entre em contato com a nossa equipe de consultores especializados e inscreva-se agora mesmo para a próxima turma do PSC em sua cidade!

Agora é a sua vez de escrever, Ser de Luz! O que você achou deste conteúdo? Gostou das dicas que compartilhei? Deixe o seu comentário, falando sobre as impressões que teve com relação ao texto e lembre-se sempre de continuar nos acompanhando, pois diariamente elaboramos novos conteúdos, tanto aqui, em nosso canal no Youtube, quando em nossas redes sociais, que vão contribuir significativamente para o seu crescimento pessoal, profissional e empresarial também.

Créditos da Imagem: Por Black Salmon – ID da foto stock livre de direitos: 1011979651

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010