Conheça os tipos de comunicação interna

Comunicação interna

A comunicação interna auxilia na consolidação da imagem da empresa perante os colaboradores, promovendo satisfação e comprometimento.

Atualmente, tem ficado cada vez mais evidente a importância da cultura organizacional para a conquista de resultados cada vez melhores. Isso ocorre porque a construção de hábitos e comportamentos que são compartilhados pelos integrantes da organização impacta diretamente a geração de ações favoráveis que impulsionam o crescimento contínuo da empresa como um todo.

Uma das principais estratégias para o estabelecimento da cultura organizacional de alta performance é a comunicação interna, que auxilia na consolidação da imagem da empresa perante os colaboradores, promovendo satisfação e comprometimento no trabalho e estimulando os funcionários a serem cada vez mais participativos e parceiros da instituição. Quer saber mais sobre o tema? Então, continue a leitura deste artigo!

O que é a comunicação interna?

A comunicação interna é uma área relativamente jovem das empresas, responsável pela comunicação eficaz entre os integrantes de uma organização, isto é, os seus colaboradores. Ela se utiliza de diversas técnicas da comunicação social tradicional, como o jornalismo, as relações públicas e o marketing, além de conhecimentos básicos em recursos humanos.

Esse setor é o responsável por desenvolver canais oficiais de comunicação, de modo que as informações da alta gestão sejam transmitidas a todos os funcionários de forma clara. Isso pode ocorrer por meio de e-mails corporativos, intranet, jornal interno e até mesmo do bom e velho mural de comunicados.

No entanto, mais do que isso, a área da comunicação interna também tem o objetivo de ouvir o que o colaborador da empresa tem a dizer, transformando o processo que era unidirecional em uma via de mão dupla. Dessa forma, é justo dizer que a comunicação interna estimula uma gestão mais democrática e participativa.

Outros benefícios da comunicação interna incluem:

  • Levar informações fidedignas aos trabalhadores, evitando os rumores e boatos;
  • Manter o colaborador bem-informado, garantindo uma gestão transparente;
  • Promover o compartilhamento de conhecimentos;
  • Construir relacionamentos colaborativos, ouvindo também o que o funcionário tem a dizer;
  • Integrar e engajar os colaboradores, fazendo com que se sintam pertencentes ao grupo;
  • Alinhar todos os funcionários na mesma direção (em respeito à missão, à visão, aos valores e aos objetivos da organização);
  • Aumentar a motivação e a produtividade do público interno.

Qual a importância de uma comunicação interna eficaz?

Algumas pessoas ainda veem a comunicação interna como “perfumaria”, ou seja, como uma área empresarial de menor importância. Isso não é verdade. Uma rede sólida de comunicação interna mantém a clareza da informação, de forma oficial, a todos os seus colaboradores. Isso evita qualquer tipo de boato, mal-entendido ou erro nas atividades diárias.

Além disso, ela promove sinergia a todos os colaboradores e departamentos, evitando que cada um siga um caminho diferente — o que certamente traria prejuízos às atividades da empresa, inclusive financeiros. A comunicação interna também confere transparência à instituição, pois o colaborador entende que nada está sendo feito “por baixo dos panos”, permitindo que ele confie mais e dedique-se mais à organização em que trabalha.

Por fim, vale ressaltar que a comunicação interna serve também como uma importante ferramenta de promoção e fortalecimento da imagem da marca junto ao seu público interno. Por meio dela, a empresa divulga a sua história, os seus valores, os seus resultados, as suas soluções, enfim, a sua razão de existir.

Além disso, ela também serve como uma maneira de valorizar o colaborador, mostrando como ele, com as suas habilidades e competências, faz parte dessa história e dessas conquistas.

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

Quais são os tipos de comunicação interna existentes?

Existem diferentes formas de comunicação interna que podem variar de acordo com o contexto e o objetivo. Confira as principais a seguir:

1. Comunicação escrita

A comunicação escrita é realizada de diversas formas: quadros de avisos, placas informativas, e-mails, rede de intranet e blogs internos. São excelentes canais para manter os funcionários alinhados com os acontecimentos e as novidades da empresa, avisos de mudanças, comunicação de resultados, definição de objetivos e projetos, entre outros.

Este tipo de comunicação também é muito utilizado para a elaboração de manuais internos de conduta, fluxogramas, cronogramas e registro de dados relevantes às equipes. A comunicação escrita ajuda a tornar a informação mais permanente e acessível a todo o público interno da organização, tornando esses dados mais “oficiais” no contexto corporativo.

2. Comunicação oral

A comunicação oral pode ser aplicada por meio de palestras, reuniões e confraternizações, trazendo um cunho mais interativo com os colaboradores. Há também o diálogo direto entre líderes e liderados, seja para a troca de feedbacks, discussão de ideias, ou mesmo para aproximar o relacionamento entre si.

Essa comunicação pode ser coletiva, como no caso das reuniões de departamentos ou confraternizações com toda a empresa, mas também pode ser individual. Este último caso é recomendado para as avaliações de desempenho dos colaboradores, por exemplo. É preferível que o líder reúna-se individualmente com o seu colaborador para comunicar-lhe dos bons resultados que ele obteve e também dos pontos em que pode melhorar.

3. Comunicação vertical

A comunicação vertical é aquela que ocorre entre indivíduos de diferentes níveis hierárquicos, como o presidente para os gestores e os gestores para os funcionários do seu departamento.

Esse tipo de comunicação pode ocorrer de cima para baixo (um líder conversando com o seu liderado) ou de baixo para cima (um liderado levando alguma informação ao seu líder).

4. Comunicação horizontal

É a comunicação entre pares — colegas de trabalho e funcionários de mesmo nível hierárquico. Este tipo de comunicação faz parte da habilidade de construir bons relacionamentos interpessoais, e é essencial para a fluidez dos processos e para um clima organizacional agradável.

É o que ocorre quando colaboradores conversam com colegas iguais na hierarquia. É também o que acontece quando o presidente da empresa reúne-se com os seus gestores, ou quando dois ou mais coordenadores de departamento reúnem-se entre si para discutir sobre ações estratégicas a serem tomadas. A comunicação ocorre sempre no mesmo nível hierárquico da estrutura da empresa.

5. Comunicação diagonal

Por fim, a comunicação diagonal preocupa-se em envolver os diferentes níveis hierárquicos, mas mesclando os diversos departamentos. É normalmente utilizada quando há a necessidade de informar alguma novidade na empresa, contextualizar os projetos em andamento ou transmitir mensagens motivacionais para manter o engajamento.

Quando o diretor de marketing conversa com um funcionário do setor de vendas, ou quando o coordenador financeiro conversa com um funcionário de recursos humanos, por exemplo, estamos diante de situações de comunicação interna diagonal.

Como você pode perceber, a comunicação interna é um setor que tem ganhado cada vez mais importância nas organizações. Ela pode se manifestar por meio de diferentes canais e em diversas direções, como você pôde conferir ao longo deste artigo. Por meio dela, as organizações fortalecem a integração entre os seus colaboradores, evitam a desinformação e aumentam a motivação e a produtividade dos seus públicos internos.

E você, querida pessoa, como vê a comunicação interna em seu ambiente de trabalho? Você tinha noção de que ela é assim tão importante? Então, deixe um comentário com a sua opinião no espaço abaixo. Além disso, lembre-se de compartilhar este artigo com todos os seus amigos, colegas e com quem mais possa se beneficiar destas informações!

Imagem: Por Vadym Pastukh

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63