Entenda o que é salário complessivo e os cuidados que devem ser tomados pela empresa

salário complessivo

A discriminação de todos os valores recebidos é obrigatória e quando isso não acontece temos a modalidade do “salário complessivo”

Vamos compreender primeiramente alguns termos que ainda insistem em confundir a mente de muita gente, salário e remuneração. Você sabe qual a diferença ente eles? É fundamental que você saiba a diferença entre esses termos, para que depois você saiba o que é salário complessivo, contudo, se você não conhece o significado desses termos, acredite, são muito mais fáceis de compreender do que você consegue imaginar.

Salário diz respeito ao valor das parcelas pagas pela empresa ou empregador, ao seu funcionário pelo trabalho e serviço que foi prestado. Remuneração é um conjunto de direitos que o profissional contratado possui, como por exemplo: horas extras, adicionais noturnos, comissões, e outras peculiaridades, nesse sentido, entende-se que o salário base é um quesito que está dentro da remuneração de um colaborador.

Nesse sentido, de acordo com as leis trabalhistas, o salário e os benefícios remunerados devem ser demonstrados e/ou especificados no contracheque ou o também conhecido holerite, o que nem sempre acontece. Por isso querida pessoa, a quebra dessa norma gera uma “nova forma de pagamento” conhecida como salário complessivo.

Normas trabalhistas VS Salário complessivo

Todo profissional tem o direito de saber a que exatamente se refere o valor que está recebendo, além de saber também o que está sendo descontado do seu pagamento, dessa forma, o não cumprimento dessa norma, ou a “forma de pagamento” salário complessivo não é uma forma permitida pelas leis trabalhistas do Brasil.

Falando ainda sobre contracheque ou holerite, veja algumas das informações necessárias que uma empresa precisa informar nesse documento:

  • Nome do colaborador;
  • Cargo;
  • Razão social e CNPJ da empresa;
  • Salário base;
  • Horas Extras (caso tenha)
  • Adicionais;
  • Gratificações;
  • Deduções (descontos como contribuição previdenciária e contribuição sindical).

Todas essas informações precisam estar descritas no contracheque do colaborador quando o mesmo for assina-lo, por isso, é interessante que a empresa mantenha sempre o contato com seu escritório de contabilidade para que tudo fique dentro da lei e do que é de direito do colaborador.  E por mais que o salário seja uma ideia acordada entre empresa e colaborador, é importante que ambos sigam as leis trabalhistas afim de evitarem quaisquer transtornos.

Agora que você conhece a diferença entre salário e remuneração, e ainda entendeu o que é verdadeiramente o salário complessivo, deixe sua opinião sobre o assunto, compartilhe conosco seu ponto de vista, aproveite para curtir e compartilhar o conteúdo nas redes sociais.

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.

Copyright: 313380641 – https://www.shutterstock.com/pt/g/enciktepstudio

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010