Coaches
Formados
Centrais de
Atendimento
(11)NoSkype 4062-0988
Instituto Brasileiro de Coaching

< Voltar

O que é Liderança Situacional

líderes em frente a mapa

© Depositphotos.com / depositedhar A Liderança Situacional é moldada de acordo com as situações apresentadas, conduzindo os colaboradores a reagir positivamente ao contexto.

Potencialize sua liderança

O assunto que mais tem sido abordado nas empresas ultimamente é a crise, e muito se discute a respeito das possibilidades e estratégias que auxiliam a organização a se manter consistente, mesmo diante do delicado cenário do mercado.

Um dos pilares organizacionais determinantes nesse período de desafios é a figura do líder, uma vez que ele possui a missão de manter o engajamento e produtividade das equipes, além de dar continuidade na produção de resultados satisfatórios.

Entre os diversos tipos de liderança, o que mais se destaca neste contexto é a Liderança Situacional, pois trata da habilidade de administrar mudanças, crises, conflitos e situações adversas.

Liderança Situacional – Teoria de Paul Hersey e Kenneth Blanchard

Liderança Situacional consiste na liderança que é moldada de acordo com a variação das situações apresentadas, ou seja, o líder tem a capacidade de adequar-se ao momento, conduzindo de forma efetiva seus colaboradores para que reajam positivamente, deem o seu melhor e alcancem os resultados esperados.

Hersey e Blanchard, estudiosos que desenvolveram a teoria da Liderança Situacional, identificaram que o líder de alta performance utiliza-se de diversas formas de liderar, adaptando-se de acordo com o perfil de cada profissional, avaliando aspectos como condições técnicas e inteligência emocional e aliando esses fatores ao contexto.

As estratégias utilizadas pelo líder situacional são diferenciadas, pois ele consegue delegar as tarefas adequadas aos diferentes níveis de capacidade dos colaboradores. Essa é uma das competências do Leader Coach — que realiza gestão por competência, pautada na identificação do perfil comportamental por meio da avaliação da ferramenta Coaching Assessment.

De acordo ainda com o nível de maturidade do profissional, este líder confere apoio e a motivação necessária para que sua performance atenda às demandas apresentadas.

Maturidade profissional

A maturidade profissional é a capacidade do profissional em adequar-se às diferentes situações, assumir responsabilidades e gerir seu trabalho efetivamente, sem precisar da interferência direta do líder.

Quando o colaborador alcança esse nível, sua produtividade é maior e ele consegue lidar melhor com mudanças, inovando e apresentando resultados expressivos mesmo nos momentos de desafio. Do contrário, o líder terá que assumir o papel de acompanhar todo o desenvolvimento de seu trabalho, motivando-o continuamente e apoiando-o na construção do resultado.

Como o Líder Situacional deve agir?

Dentro de uma organização, existem diversos tipos de profissionais, cada um com seu próprio perfil e modo de lidar com as diversas situações. Essas diferenças podem ser visualizadas cp, ajuda da pesquisa sobre Dominância Cerebral, do americano Ned Hermann (1922 – 1999), que apresenta nossos quatro modelos de comportamentos mentais.

De acordo com Hermann, os profissionais que utilizam mais o lado esquerdo do cérebro tendem a ser mais analíticos e organizados, enquanto aqueles que utilizam o lado oposto são mais criativos e emocionais.

O líder situacional deve, portanto, tentar conhecer cada um dos estilos de pensar e agir. Assim, ele consegue entender os comportamentos de seus liderados, de modo a potencializar as características de cada um, objetivando atender o que lhes foi proposto, de forma efetiva.

Ainda assim, é bom ressaltar que a maturidade não está ligada a um tipo específico de profissional ou perfil, mas às suas experiências, conhecimentos e à forma de lidar com as mudanças sem que estas interfiram negativamente em seus resultados.

Acesse o aplicativo do IBC e faça o teste para descobrir seu Perfil Comportamental predominante.

Competências do Líder Situacional

Direcionamento

Nesta abordagem, o líder deve ensinar ao colaborador como executar suas tarefas e acompanhar o desenvolvimento delas até a conclusão, até que o profissional tenha plena confiança para executá-la sozinho.

Orientação

O líder tem o papel de orientador: uma pessoa que mostra a tarefa ao colaborador, explica sua importância, contribui com novas ideias, ensina sempre que necessário e motiva de modo que a execução seja conforme o planejado.

Apoio

O apoio do líder é fundamental para que o colaborador adquira confiança, busque crescimento e desenvolva suas habilidades de forma contínua. Assim, o líder apóia sem precisar supervisionar seu liderado, pois ele consegue desempenhar seu trabalho sem tantas interferências.

Delegação

O líder situacional consegue delegar o trabalho sem precisar acompanhar seus colaboradores de perto, pois eles têm autonomia e liberdade para trabalhar e, muitas vezes, até autoridade para tomar decisões e fazer mudanças.

Gostou deste artigo? Comente e compartilhe o conhecimento com seus amigos nas redes sociais.


  • Fechar