3 dicas de como trabalhar com pessoas egoístas

colaboradores e pessoas egoístas

Uma das atitudes mais comuns dos colaboradores egoístas é querer destaque para o seu trabalho a todo custo, ignorando a ajuda que tenha recebido dos colegas


No dia a dia de trabalho, convivemos com pessoas das mais diversas personalidades: enquanto alguns são mais comunicativos, outros são mais reservados e, enquanto uns são colaborativos e entrosados, outros são mais introspectivos. Há, ainda, os colaboradores egoístas e que têm atitudes que prejudicam o trabalho dos demais colaboradores.

Uma das atitudes mais comuns dos colaboradores egoístas é querer destaque para seu trabalho a todo custo, ignorando a ajuda que recebida dos colegas. Diante disso, fica a pergunta: como lidar com essas pessoas no trabalho? Existe algum meio de transformar o egoísta em alguém que se preocupe mais com as questões coletivas?

São estes questionamentos que vou ajudá-lo a responder ao longo deste artigo. Convido você a me acompanhar nesta leitura e conferir.

Identificando o perfil egoísta

Antes de entendermos melhor de maneira podemos lidar com pessoas que apresentam este perfil no ambiente de trabalho, é preciso identificar, no dia a dia, de que maneira estes colaboradores costuma agir.

Confira a seguir alguns comportamentos padrões:

São folgados

Estamos aqui falando de pessoas que não se acanham em se “escorar” no outro, ou nos outros, para alcançar seus objetivos. O indivíduo com perfil egoísta, em alguns casos, costuma deixar que seus colegas de trabalho desempenhem atividades que são de sua responsabilidade, ao invés de fazer o que lhes é demandado.

Muitas vezes, quando os colegas de trabalho percebem, já é tarde demais e não conseguem mais dizer não, pois acabam ficando com receio de estragar o clima no ambiente profissional.

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

Têm dificuldade de trabalhar em equipe

Como estamos traçando o perfil de pessoas que desejam ser reconhecidas a todo custo, é comum que estas não se sintam à vontade trabalhando em equipe. Isso acontece justamente por acreditarem que se compartilharem alguma atividade ou executarem suas demandas com outros colegas de trabalho, estes vão perder a oportunidade de crescimento e reconhecimento que tanto precisam para alimentarem seus egos.

São manipuladores

Para alcançarem seus objetivos, os colaboradores egoístas tendem a manipular as pessoas ao seu redor, com o intuito de que elas façam exatamente o que eles desejam e precisam para se tornarem bem-sucedidos. Este comportamento costuma ser apresentando, tanto dentro, quanto fora do ambiente de trabalho.

Dicas para lidar com pessoas egoístas

A maturidade emocional, bem como a profissional, são os principais elementos que vão lhe ajudar a lidar com esta situação, uma vez que é preciso ter bastante jogo de cintura para não se exaltar com a falta de colaboração do profissional egoísta.

Além disso, existem outros quesitos que podem te auxiliar neste processo. Veja alguns, que com certeza vão te ajudar, nos próximos parágrafos:

Não responda às provocações

As atitudes negativas de colegas egoístas podem fazer com que você perca a cabeça e queira responder à altura. Não se deixe vencer e levar por tais comportamentos. Mantenha o foco no seu trabalho, em sua equipe e em seus projetos. Mostrar a outra face em situações como esta é a melhor alternativa.

Não julgue

O julgamento limita sua capacidade de ver além. Muitas vezes, o colega egoísta não tem uma real noção do seu egoísmo. Tais atitudes podem ser reflexo de sua educação ou até mesmo de questões pessoais do passado.

Dê feedbacks

Caso você tenha oportunidade de dar um feedback, não hesite. O feedback, se realizado da maneira correta, sem apelar para ofensas pessoais, por exemplo, pode ser importante para que o colega faça uma autoavaliação com relação a seus atos e veja o impacto de seu egoísmo no ambiente de trabalho.

E se a pessoa não mudar? Caso seu colega egoísta não der a menor importância para seu feedback, use a maturidade emocional para compreender e aceitar que ele precisará de um tempo maior para descobrir que suas atitudes são negativas.

Quer descobrir qual grau da sua felicidade?
Clique aqui e acesse o “Termômetro da Felicidade”!

É preciso ter equilíbrio

Analisando esta questão, e diante das diversas experiências que já tive, não só no IBC, mas também nas empresas pelas quais tive a oportunidade de ministrar treinamentos, palestras, workshops e afins, vejo que é necessário que haja um aprofundamento maior neste assunto.

Digo isso, pois, às vezes, um pouco de “egoísmo” também é necessário para que possamos seguir em frente. Você deve estar se pergunta: Mas, Zé, o que você quer dizer com isso? O que quero dizer, querida pessoa, é que existem também pessoas que se doam em demasia, que pensam muito mais no próximo, no conforto e bem-estar do outro e acabam se anulando, anulando seus desejos e vontades.

É possível encontrar profissionais como estes nos mais diversos ambientes de trabalho. Entretanto, para que este tipo de perfil e também o egoísta não prejudiquem nem os demais colaboradores, nem a empresa como um todo, é fundamental estar de olho, identificar e encontrar as ferramentas necessárias para lidar com a situação da melhor maneira possível.

Assim, acredito, verdadeiramente, que o Coaching, por meio da metodologias e ferramentas voltadas para o ambiente profissional, pode auxiliar líderes e gestores a ajudarem seus colaboradores a encontrarem o equilíbrio entre o egoísmo e o altruísmo. Dessa forma, as chances de que todos saiam ganhando, visto que aprenderão quais são seus pontos fortes e pontos de melhoria, após o processo de Coaching, aumentarão significativamente, gerando resultados extraordinários a todos os envolvidos.

Vale a pena investir em algo que terá o poder de transformar, não só a história do seu negócio ou da empresa na qual você trabalha, mas também a sua, a de seus colegas de trabalho, líderes, gestores, empresários, empreendedores, enfim, da organização de uma forma geral.

E você, tem alguma experiência com colegas egoístas? Tem alguma dica para compartilhar conosco? Use o espaço abaixo para nos contar a sua experiência com o assunto. E lembre-se: se este conteúdo te ajudou de forma positiva, curta e compartilhe com seus amigos em suas redes sociais

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.

Imagem: phloxii / Shutterstock



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010