Como a impaciência vai te prejudicar?

Impaciência

Ser impaciente em todas as circunstâncias, pode prejudicar a sua vida pessoal e profissional em diversas formas.

Ser paciente nunca foi uma tarefa fácil, mas certamente hoje, é muito mais difícil do que em qualquer outra época da história. Vivemos em uma era onde a tecnologia possibilita a troca de mensagens e a mistura de culturas pelo mundo, onde os consumidores adquiriram maior poder de influência sobre o processo de fabricação e compra de produtos.

 

Os tempos modernos acabaram nos tornando seres imediatistas, dependentes de soluções e ações rápidas, práticas. E, dificilmente, nestas situações, agimos com calma e paciência para resolver os conflitos que surgem.

 

Independente da frequência, ser impaciente pode ser prejudicial de diversas formas. Esse sentimento está associado à frustração, irritação e raiva, anseios estes que podem levar ao aumento do nível de estresse e prejudicar a saúde. Entre os pontos mais críticos, a impaciência pode resultar em graves consequências para uma pessoa, como:

 

Obesidade

Uma publicação de três economistas no Economic Journal, em 2015, trouxe uma afirmação preocupante: “pessoas mais impacientes são mais afetadas pelo acesso fácil a alimentos rápidos e de baixa qualidade, como os fast foods”. Desta forma, o índice de obesidade em grupos que tem o ‘pavio curto’ é alto, traduzindo em problemas mais graves de saúde no futuro.

 

Hipertensão

Esse é um dos quadros mais comuns em quem é impaciente. Segundo a Associação Médica Americana (JAMA), a impaciência é um dos principais fatores na causa do problema em jovens adultos. O estresse do dia a dia e a correria das tarefas na rotina transformam muitas pessoas em impacientes, estreitando os vasos sanguíneos e aumentando a pressão arterial, causando o problema.

 

Envelhecimento

Um estudo de diversas universidades pelo mundo revelado na publicação Proceeding of the National Academy of Science apontou que ser impaciente também afeta no envelhecimento. Segundo especialistas, quem desenvolve a impaciência degrada mais rapidamente os telômeros (partes extremas dos cromossomos do DNA responsável pela longevidade). Uma das conclusões é que, quanto maior a impaciência, mais rápido perdemos essas partes e estamos expostos ao risco de envelhecer de forma acelerada.

 

Além disso, de acordo com um estudo feito pelo Centro de Pesquisas de Política Econômica de Londres, foi constatado que pessoas impacientes têm uma tendência a procrastinação crônica. Estes são alguns dados que constatam o quanto a impaciência pode prejudicar uma pessoa.

Como manter a paciência?

Independente do ambiente em que você se encontra, profissional ou familiar, manter a paciência pode ser tornar uma tarefa um pouco difícil, mas não impossível.

Saiba que é possível gerenciar a sua paciência! Existem algumas situações no nosso dia-a-dia que podem ajudar você a exercitar, como, enfrentar a fila mais longa no supermercado, tentar dirigir sem tanta pressa, sair antes do horário combinado, ouvir uma música relaxante.

 

Basicamente a paciência é autocontrole, uma característica que pode e deve ser aprendida por todos, pois se você não se controla, não pode controlar as pessoas ao seu redor. Em nosso meio, sempre existirão coisas que estarão alheias à nossa vontade, e, para não ter um ataque de nervos, é importante saber diferenciá-las.

 

Ser paciente não é o mesmo que ser passivo, ser paciente é saber gerenciar a si mesmo e isso requer atenção aos seus pensamentos, atos e palavras. Em momentos difíceis, procure respirar fundo, esvaziar sua mente e manter o pensamento no positivo. Preste atenção no seu inspirar e expirar, isso vai ajudá-lo a se manter calmo.

 

Trabalhe também onde manter o foco. Por vezes, focamos em um grande acontecimento ou em um momento de expectativa, o que nos deixa mais agitados. Tente pensar diferente, reflita sobre sua jornada, no que já conquistou e deixe o ponto de ansiedade para quando chegar a hora de fato. Isso evita focar em algo que trará impaciência.

 

Outra boa forma de se acalmar é fazer uma caminhada, que não precisa ser longa. O objetivo é ter um tempo para si, e fazer uma reflexão, tirar do pensamento aquilo que está incomodando. Nesse sentido, procure prestar atenção no caminho que está fazendo, nas pessoas e natureza ao seu redor, dedique-se a encontrar algo que te inspire. Distrair-se com outras coisas é fundamental para não gerar impaciência e aliviar o estresse. Saia mais vezes, faça passeios diferentes (museus, parques, exposições), procure cursos fora de sua área para gerar novos conhecimentos. Esse tipo de atitude é benéfico não só para a impaciência, mas também para toda nossa saúde mental e até corporal. As coisas acontecem no seu tempo e, enquanto elas não se realizam, não fique só esperando!

 

A pessoa impaciente costuma apresentar um comportamento que é bastante prejudicial: guarda suas angústias e frustrações, que acumulam e se transformam nessa carga negativa. Sem abusar muito dos amigos (ninguém deve ser seu “muro das lamentações”), procure alguém para dividir os problemas, pedir conselhos. Livre-se um pouco dessa carga que pode ser muito pesada, gerando ansiedade, estresse e, claro, impaciência. Quando estamos mais leves, vemos a vida de outra forma e sabemos conduzir os problemas com mais tranquilidade.

 

Sempre que você se encontrar em uma situação de estresse e impaciência, reserve um tempo para analisar o que te incomodou e como você pode lidar da melhor forma nestes casos. Encontre soluções para os problemas, identifique três pontos positivos e o que você aprendeu com tudo isso. Trabalhar dessa forma te ajudará aos poucos a encontrar seu ponto de equilíbrio e assim, manter a paciência em situações adversas.

 

Lembre-se sempre de ir em pequenos passos. O exercício de controle da paciência é gradual e você passará por momentos onde quer extravasar. Segure, respire, pense em algo diferente e tente manter o controle. Ao dar esse passo rumo à mudança de atitude, você ganhará em diversos setores da sua vida. Seja mais compreensivo, tolerante, comemore as pequenas conquistas, reflita e sorria sempre! Esses são alguns dos pontos mais marcantes em uma pessoa paciente.

 

Gostou do meu artigo? Compartilhe com os seus amigos nas redes sociais, levando conhecimento a todos do seu círculo. Se deseja contribuir com mais alguma informação sobre a impaciência, fique à vontade para deixar o seu comentário no espaço abaixo.

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.

CopyRight: 370320299 – https://www.shutterstock.com/pt/g/esb%20professional

 

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010