Reciclar é aprender coisas novas e é preciso

Homem estudando

Reciclar é aprender coisas novas e rever a carreira de um jeito eficiente.

O mercado de trabalho está cada vez mais dinâmico, e o profissional não pode ficar estagnado. Muitas vezes, quando a tão desejada vaga de trabalho é conquistada, entramos em uma zona de conforto e acabamos não nos preocupando em reciclar o nosso conhecimento. Como o mundo não para de mudar, deixar de atualizar-se é algo terrível.

Provavelmente, isso se dá porque o indivíduo já se recolocou no mercado de trabalho. Entretanto, para crescer profissionalmente, ou até mesmo para assegurar o seu atual cargo, é preciso renovar o conhecimento. Buscar inovar e estar aberto a mudanças faz parte desse processo de renovação, independentemente da fase em que a sua carreira se encontre.

Reciclar é preciso e, neste artigo, você vai conhecer 7 formas para fazer isso. Confira!

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

1. Defina objetivos profissionais

A vida profissional deve ser encarada como um projeto e, por isso, deve ser planejada. Assim, tenha um plano de ação e uma previsão com prazos para serem executados. Sem objetivos bem definidos, não existe um ponto de chegada. Portanto, defina os seus objetivos, trace as suas metas e planeje o alcance de cada uma delas. O seu sucesso só depende de você!

Um bom objetivo precisa ser realista, realizável, específico, mensurável, relevante e em prazo definido. Tenha, portanto, ao menos alguma noção do que você deseja fazer profissionalmente, dos cargos que você almeja, do tipo de atividade que fortalece o seu propósito de vida, enfim, daquilo que fará com que você se sinta feliz e realizado. Pesquise as suas possibilidades, conheça a si mesmo e tome as suas decisões.

2. Desenvolva conhecimentos de outras áreas

Hoje em dia, as empresas procuram pessoas altamente capacitadas, que sejam responsáveis e que saibam tomar decisões — resolver situações complexas com eficácia, eficiência e segurança. Para atingir esse nível, é importante e fundamental estar em constante aperfeiçoamento, ou seja, adquirir conhecimentos novos frequentemente!

Além do conhecimento específico da sua área, é necessário que você beba de outras fontes para expandir a sua visão. Assim, de uma forma mais ampla, será possível desenvolver melhor as suas atividades e reciclar os seus saberes de uma maneira mais eficiente e construtiva.

Um arquiteto, por exemplo, precisa ter também noções de sustentabilidade e preservação ambiental, de modo que faça projetos e escolha materiais que não provoquem danos à natureza. Percebe por que devemos ser profissionais completos?

3. Busque opções diversificadas de aprendizagem

Aliar a busca por conhecimento, a vida profissional e a vida pessoal não é uma tarefa fácil. Por isso, é importante aproveitar as oportunidades que a sua empresa oferece, como os treinamentos, os workshops e as palestras. Cursos a distância também são opções que podem ser viáveis e tendem a facilitar a hora de reciclar tudo o que foi aprendido em um determinado período de tempo.

Além disso, entenda que você também pode aprender por conta própria. A leitura, por exemplo, é um exercício individual que melhora as capacidades dos indivíduos de compreender informações, raciocinar, associar ideias, fazer deduções lógicas e comunicar-se de forma precisa e clara. Contudo, se você prefere os encontros e as trocas de conhecimentos com outras pessoas, participe de eventos, como exposições, simpósios e congressos.

4. Não se esqueça das competências comportamentais

Toda profissão depende de competências técnicas, ou seja, de conhecimentos e habilidades típicos de cada área. O arquiteto, que já tomamos como exemplo, precisa reciclar os seus conhecimentos em arte, sustentabilidade, economia, bem-estar, matemática, urbanismo, paisagismo, aproveitamento e funcionalidade de espaços, e por aí vai. No entanto, também é preciso desenvolver as competências comportamentais.

As competências comportamentais são aquelas que não são específicas de uma profissão, mas que dizem respeito ao comportamento humano. Aqui, estamos falando de aspectos como: empatia com o cliente, organização, planejamento, habilidades de negociação, criatividade, inteligência emocional, definição de prioridades, resolução de problemas, bom relacionamento interpessoal, entre outras. Não adianta que um profissional seja expert em saberes técnicos, mas que se descuide do seu comportamento.

5. Acompanhe as tendências

Já que o assunto é a reciclagem de saberes, não podemos nos esquecer de que o mundo muda constantemente. Aliás, nos dias de hoje, é muito fácil e muito rápido que algo que funciona perfeitamente se torne obsoleto, ultrapassado por uma solução mais moderna e inovadora. Todas as profissões estão sujeitas a isso, de modo que é obrigação de todo profissional acompanhar as tendências.

Dessa forma, fique atento às revistas, às notícias e aos portais referentes ao seu segmento de atuação. Descubra o que está sendo feito de novo no Brasil e no mundo e verifique como você pode acompanhar esse movimento em seu dia a dia. Além disso, também é bacana acompanhar as inovações de outras áreas profissionais, afinal de contas, podemos nos inspirar e identificar soluções em um segmento que podem ser aplicadas em outros.

6. Encontre mentores

Outra maneira extremamente útil para que você aprenda coisas novas e recicle os antigos saberes é ter mentores. Um mentor é alguém em quem você confia e que tem mais experiência do que você na sua área de atuação. Pode ser um chefe, um professor ou mesmo um colega de trabalho mais experiente. O importante é que você admire esse indivíduo e tenha liberdade para ter conversas enriquecedoras com ele.

Trocar ideias com quem tem mais experiência é essencial. Você pode tirar as suas dúvidas com os mentores, pedir conselhos, solicitar que eles compartilhem as experiências e conhecimentos deles, enfim, aproveitar a sabedoria do indivíduo e aprender tudo o que for possível com ele. Futuramente, quem sabe você não se torna o mentor de alguém, não é mesmo? Esse tipo de troca é o que nos enriquece e faz a sociedade evoluir!

7. Conheça a si mesmo

Por fim, nem só de conhecimento técnico vive uma carreira. Conhecer a si mesmo, identificando os seus pontos fortes e de melhoria, visando a desenvolver o seu potencial, é fundamental para o crescimento pessoal e profissional.

coaching é um grande aliado nessa jornada. Por meio desse processo, podem ser desenvolvidas competências emocionais, psicológicas e comportamentais, direcionadas ao alcance de metas e objetivos, obtendo, assim, resultados extraordinários em um curto intervalo de tempo.

Torne-se líder de si mesmo e direcione com eficiência a sua vida pessoal e profissional. O Instituto Brasileiro de Coaching — IBC é a maior e melhor escola de coaching do Brasil, sendo reconhecido por 7 renomadas instituições internacionais. Aqui, desenvolvemos na prática diversas formações em coaching com excelência.

conhecimento é a melhor maneira de estar sempre à frente. Por isso, beba em fontes de outras áreas, desenvolva o seu potencial infinito e experimente resultados extraordinários. Desse modo, reciclar conhecimentos, experiências e aprendizados contribuirá de forma plena para o âmbito profissional e pessoal da sua vida!

Confira também outros posts sobre Gestão de Pessoas.

Gostou deste tema? Então, deixe o seu comentário no espaço a seguir. Por fim, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010