Saiba o que fazer para evitar o desgaste de funcionários na sua empresa

Desgaste de Funcionários Saiba como evitar o desgaste de funcionários da sua empresa

 

Um ambiente de trabalho estressante e no qual haja desentendimentos entre os colaboradores certamente não é um ambiente produtivo. É importante que haja um clima organizacional focado no respeito e na colaboração entre os funcionários para alcançar respostas satisfatórias quanto às metas da equipe. Cabe à organização estruturar suas ações, no sentido de evitar o desgaste entre dos colaboradores.

Desgaste dos funcionários leva à queda de produtividade

Os colaboradores de uma companhia podem se sentir desgastados por uma série de questões, como acúmulo de tarefas, infraestrutura que não contribui para o bom andamento das atividades, picuinhas com os outros funcionários, entre outras. Independente do motivo, a verdade é que esse desgaste reduz a capacidade produtiva dos profissionais e faz com que a organização perca a oportunidade de um posicionamento mais estratégico no mercado.

Quando um gestor observa a queda dos resultados, deve se questionar até que ponto isso é um reflexo desse potencial desgaste dos membros de sua equipe. Um ambiente corporativo pouco salubre do ponto de vista social pode se tornar um grande impeditivo para o crescimento de ideias com potencial para criar mais competitividade. Evitar o desgaste é o primeiro passo para ter uma base de funcionários mais produtivos.

Comece a ter o

Destaque

que você merece!

Preencha os campos abaixo para receber o e-book.

10 Dicas de como evitar o desgaste dos funcionários da sua companhia

Se a equipe de funcionários da sua empresa está com uma aparência desanimada nos últimos tempos e o trabalho não parece fluir como deveria, é interessante avaliar como está o ambiente organizacional para encontrar os fatores motivadores para essa situação. O estresse é um dos principais males do novo século e está intimamente ligado a práticas profissionais que impedem a promoção de bem-estar corporativo.

As consequências físicas e emocionais que um ambiente estressante pode ter sobre os colaboradores são bastante expressivas. A seguir, confira dicas de como evitar o desgaste dos seus colaboradores e, assim, ter uma organização mais produtiva.

1 – Diagnóstico do caos

A questão mais relevante quando se percebe que os funcionários estão trabalhando no modo economia de energia, é identificar qual fator vem drenando o seu ânimo e boa vontade. Diagnosticar quais são os tópicos que podem ser melhorados e de que maneira isso pode ser feito, é essencial para iniciar um planejamento de mudanças para o ambiente corporativo.

Conversar com os funcionários que parecem mais afetados pode ser o início dessa jornada em busca de respostas. Também é interessante identificar qual foi o momento inicial de queda de produtividade para que se possa determinar o ponto de origem, de maneira a resolvê-lo com assertividade.

2 – Melhorar rotinas que são muito estressantes

Uma das bases da criação do caos no escritório é a existência de rotinas exaustivas para alguns funcionários. O gestor da companhia deve ficar atento para a necessidade de ter mais colaboradores em alguns departamentos. Se o volume de trabalho aumenta consideravelmente, é essencial ter mais pessoas para ajudar.

Verifique os registros de ponto para entender quais estão fazendo volumes desproporcionais de horas extras, podendo acarretar desgastes profundos. Os colaboradores da sua companhia precisam ter um tempo pessoal saudável, ou seja, tempo para descansar, ficar com a família e ter hobbies. A divisão mais assertiva de tarefas, bem como a contratação de reforços para a equipe, podem ser boas soluções.

3 – Definição de metas reais

Algumas empresas apostam em criar metas muito além do que os funcionários conseguirão realizar, objetivando incentivá-los a fazer mais, porém, o único resultado possível para esse tipo de estratégia é a sobrecarga emocional dos colaboradores. A frustração de não conseguir cumprir o que está no cronograma faz com que os profissionais deixem de acreditar em suas capacidades.

Então, a dica é definir metas realistas, que possam ser cumpridas dentro dos prazos e com os recursos disponíveis. Os gestores não devem passar o tempo acreditando que os seus colaboradores estão se nivelando por baixo para realizar menos. Ter um time que inspire confiança é fundamental para ter certeza de que cada colaborador está fazendo tudo o que está ao seu alcance para o sucesso.

4 – Momentos de descontração

Se a sua empresa tiver espaço físico hábil, vale a pena investir em áreas de convivência para que os funcionários possam eventualmente fazer algumas confraternizações. Uma celebração de final de ano ou uma festa bimestral para comemorar os bons resultados ajuda a integrar os colaboradores e reduz a sensação de desgaste que vai se acumulando com o passar dos meses.

Caso não haja um espaço para celebrações, é possível organizar uma festa de fim de ano em um restaurante ou um salão alugado. A companhia precisa demonstrar que se preocupa em dar alguma contrapartida para os colaboradores que estão na linha de frente da produção cotidianamente. Incentivar que os funcionários organizem happy hours de vez em quando também é interessante.

5 – Flexibilidade

O desgaste para alguns funcionários resulta de uma dificuldade crescente de conciliar os seus compromissos pessoais e profissionais. Os líderes de equipe devem ser orientados a ter atenção para os sinais que os colaboradores dão ao longo do tempo de que estão se desgastando e estressando, para que possam ter uma conversa relevante para tentar chegar a uma solução pertinente.

Adotar um sistema com flexibilidade de horários pode ajudar a tornar a rotina de trabalho menos pesada para os colaboradores que não estão dando conta de suas atividades corporativas e pessoais. A companhia pode, inclusive, fazer um estudo sobre a possibilidade de permitir que alguns funcionários tenham dias de trabalho home office. Essa decisão gera redução de custos de recursos do escritório, bem como permite deixar os colaboradores mais contentes.

6 – Otimização de processos

Tornar os processos corporativos mais simples no dia a dia para os colaboradores é uma forma de reduzir um dos principais fatores de desgaste. A otimização permite tornar algumas práticas mais inteligentes e assertivas no dia a dia. Reduzir o tempo que os funcionários precisam dedicar a tarefas exaustivas e pouco criativas pode ajudar a torná-los mais produtivos e criativos.

Passar várias horas preenchendo planilhas ou conferindo detalhes que seriam facilmente verificados por um sistema, certamente é algo que pode se tornar estressante conforme se torna repetitivo. Cabe ao gestor fazer uma avaliação periódica dos diferentes departamentos para entender quais podem passar por esse processo de transformação em que um software ou uma metodologia diferenciada se tornam a melhor resposta.

7 – Resolução de problemas entre os membros das equipes

Problemas não resolvidos entre os colaboradores de uma mesma equipe funcionam como ervas daninhas que vão minando o processo de produtividade. Líderes de equipe devem ficar atentos para comportamentos hostis entre os funcionários, partindo para uma investigação criteriosa dos motivos. Ao obter as respostas sobre o que gerou a situação, é essencial buscar soluções que sejam justas para as partes envolvidas. O mais relevante não é iniciar uma cruzada em busca de culpados ou da aplicação de punições e sim de estabelecer um clima amistoso.

8 – Plano de carreira para os funcionários

Parte do desgaste que surge com o tempo se deve à sensação de que o esforço e talento não estão sendo reconhecidos como deveriam. As companhias de diferentes setores devem investir na criação de planos de carreira que impulsionem o crescimento dos seus funcionários com maior potencial.

Se ao entrar na empresa o colaborador (mesmo que esteja em uma das funções mais básicas) sabe que pode ter um caminho de ascensão, certamente se torna mais dedicado e preparado para os desafios cotidianos. Vencer a barreira do dia após dia na mesma função é uma das mais fundamentais de serem deixadas para trás. Então, se a sua companhia ainda não tem um plano de carreira para os colaboradores deve começar a pensar a esse respeito.

9 – Investimento em treinamento e capacitação

Para que os colaboradores tenham chances reais de ascender a cargos mais elevados dentro da organização, é fundamental que recebam treinamento e capacitação adequados. Além de ser um investimento que traz retorno por meio do aumento da qualidade do trabalho, é também uma forma de reduzir a sensação de desgaste do funcionário em suas funções cotidianas.

Aprender mais permite ter novas perspectivas sobre o trabalho realizado no dia a dia, assim como se estruturar para alçar voos mais altos dentro da corporação. Dar a chance de crescimento é essencial para que os funcionários tenham planos palpáveis de como chegar mais longe.

10 – Estabeleça intervalos e mantenha as férias em dia

O descanso é fundamental para que as pessoas não se desgastem no ambiente que frequentam cotidianamente, o ambiente de trabalho. Entre as atividades, é essencial estabelecer intervalos para que o funcionário consiga oxigenar os seus pensamentos antes de ter que iniciar outra tarefa. Ter um local com cafezinho e permitir que as pessoas façam pausas de cinco minutos pode ter um grande impacto positivo.

O departamento de recursos humanos deve também ficar atento para a manutenção das férias. Além de ser uma questão legal e burocrática, deve ser entendida como uma ferramenta para impedir o colapso mental dos funcionários.

Gostou dessas dicas de como evitar o desgaste dos funcionários? Deixe sua opinião sobre o assunto nos comentários e compartilhe o artigo com seus amigos que também são empreendedores. 

E aí, curtiu esse conteúdo?

Saiba que ele é apenas a pontinha do iceberg e você pode desenvolver suas habilidades de liderança muito mais. Baixe agora o ebook Leader Coach e aprenda como extrair o máximo resultado da sua equipe.
Preencha o formulário, é de graça.

Copyright:1188695488 – https://www.shutterstock.com/pt/g/dmvasilenko



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010