Crowdfunding – O que é?

Grupo de pessoas colocando dinheiro em uma caixa

Há diferentes modelos de crowdfunding no Brasil. Confira os principais deles.

O crowdfunding é uma prática que tem se tornado cada vez mais popular. Provavelmente, você já viu ou até contribuiu para um projeto com esse tipo de financiamento. O termo pode ser traduzido como financiamento coletivo.

Trata-se de um tipo de captação de recursos financeiros pela internet através de pessoas que se interessam por um determinado projeto. Então, que tal saber mais sobre esse financiamento e como ele funciona? Continue a leitura e confira!

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

O que é crowdfunding?

Crowdfunding, como explicamos acima, é um tipo de financiamento coletivo em que os recursos são captados pela internet. Algumas pessoas chamam de “vaquinha online” e nada mais é do que uma forma de arrecadar recursos para uma finalidade. Embora a arrecadação e o objetivo possam variar, é válido dizer que existem diferentes modalidades de crowdfunding.

O financiamento coletivo pode ter como finalidade um projeto cultural, social, pessoal ou até se destinar ao financiamento de um projeto empresarial. Conforme o formato do projeto a ser financiado, o crowdfunding pode ocorrer na forma de investimento ou doação.

No caso da doação, o indivíduo que contribui doa o dinheiro tendo como principal objetivo a concretização de um projeto. Já quem investe, financia o projeto com o objetivo de ter algum retorno. Entender como funciona as diferentes modalidades de crowdfunding é essencial para quem deseja aderir a esse sistema.

Como funciona o crowdfunding?

De maneira geral, o processo em diferentes crowdfundings é similar. Em uma plataforma online, os projetos que desejam financiamento são apresentados com o valor necessário para que sejam colocados em prática. Quem deseja receber esse financiamento, deve se cadastrar em uma plataforma de crowdfunding à sua escolha e simplesmente convencer os potenciais investidores.

O projeto precisa ser apresentado com minúcias na plataforma, incluindo no que consiste, qual é o seu planejamento e como será executado. Também é necessário dizer quanto se pretende arrecadar e em quanto tempo a arrecadação deve ocorrer.

Quem acessa as plataformas decide apoiar ou não os projetos por gostar da proposta ou por querer as recompensas. É interessante mencionar que essas recompensas podem ser vantagens, brindes ou até retorno financeiro.

O que acontece após o investimento?

Quem gostou da proposta de um projeto disponível para crowdfunding faz o aporte financeiro e aguarda o final da campanha. Quando a campanha chega ao fim, há três possíveis desfechos, confira abaixo.

Campanhas “tudo ou nada” sem atingir a meta

Nesse tipo de campanha, se o valor total da meta não tiver sido atingido, o projeto não se realiza. Basicamente, quem investiu no projeto recebe seu dinheiro de volta e a história acaba.

Campanhas “tudo ou nada” com meta atingida

Quando a meta de uma campanha “tudo ou nada” é atingida, se reverte no financiamento do projeto. O dono do projeto recebe o dinheiro dos investidores e deve levar a ideia adiante.

Campanha “flex”

Campanhas do tipo “flex” recebem o dinheiro independentemente de terem conseguido bater a meta ou não.

Objetivos do crowdfunding

Há diferentes modelos de crowdfunding no Brasil, esse financiamento pode ser utilizado para projetos pessoais, eventos, empreendimentos imobiliários, entre outros. A seguir vamos explicar com mais detalhes os diferentes tipos de crowdfunding mais comuns por aqui. Assim, você poderá decidir se algum deles está dentro das suas expectativas como investidor.

Crowdfunding de doação

Trata-se do tipo mais conhecido de crowdfunding, ou seja, quando o investidor doa dinheiro para um projeto, recebendo uma recompensa. Essa recompensa pode ser ter seu nome incluído na lista de apoiadores, receber um brinde ou até receber o próprio produto financiado.

Essa modalidade pode ser usada para realizar projetos sociais, culturais ou até para ajudar uma pessoa em necessidade. Há campanhas de crowdfunding que objetivam arrecadar dinheiro para ajudar vítimas de desastres naturais, por exemplo. Também há campanhas para ajudar a angariar recursos para moradores de rua ou que simplesmente visam realizar um projeto.

Alguns produtores de conteúdo para canais do YouTube ou podcasts têm sua renda a partir de crowdfunding. Nesse caso, quem gosta do conteúdo contribui para que o programa possa continuar a ser feito. As doações podem ser usadas para financiar a produção e até para remunerar os desenvolvedores.

Crowdfunding de investimento

Essa modalidade é conhecida também como equity crowdfunding ou investimento participativo. Trata-se de uma forma de investir através da internet em um projeto do seu interesse para receber um retorno financeiro. Startups utilizam esse tipo de financiamento para arrecadar recursos que viabilizarão seus empreendimentos.

É uma modalidade legalizada e regulamentada, funciona nos mesmos moldes de uma oferta pública de ações, só que em menor escala. Empresas que estão começando optam pelo crowdfunding porque abrir o capital na Bolsa de Valores pode ter custos bem elevados. Os investidores recebem como recompensa uma participação societária no negócio e participação nos seus resultados.

Crowdfunding imobiliário

O crowdfunding imobiliário se mostra como uma possibilidade interessante para quem deseja diversificar seus investimentos. Nessa modalidade, o modelo adotado é o P2P lending (empréstimo de pessoa para pessoa). É mais parecido com um empréstimo do que com um investimento na bolsa de valores.

Nessa modalidade, o participante pode investir no mercado imobiliário com pequenas quantas, normalmente a partir de R$ 1 mil. Também se destaca por não ter a burocracia da compra de um imóvel. Ressaltamos que o investidor não está comprando um imóvel e sim um título que lhe dará direito sobre o resultado daquele bem.

O crowdfunding imobiliário é bastante utilizado para empreendimentos em fase inicial, aqueles em que os bancos ainda não estão investindo. O seu grande diferencial é exatamente o investimento mínimo exigido. Permite que um leque mais amplo de investidores tenham acesso e não apenas os grandes investidores de sempre.

Esse investimento não garante rentabilidade certa, no entanto, cada empreendimento informa uma faixa de retorno esperada. Também é informado o tempo em que o investidor poderá fazer o resgate dos recursos e receber seu rendimento. É importante procurar por plataformas e empresas sérias para adotar esse tipo de crowdfunding.

Sabendo o que é crowdfunding é possível escolher a melhor forma de investir ou obter investimento! Já participou de algum projeto desse tipo? Deixe seu comentário abaixo falando a respeito da experiência!

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds