Positividade Tóxica: o que é e quais as suas consequências?

Mulher com um sorriso falso

Confira as consequências da Positividade Tóxica.

O fenômeno conhecido como positividade tóxica caracteriza-se por exacerbar uma visão positiva de tudo, inclusive de situações ruins. Se você já ouviu de outras pessoas que deveria ser grato até por algo potencialmente traumatizante, então já foi uma vítima desse fenômeno. A tentativa de reprimir o negativo vem ganhando cada vez mais espaço.

O grande problema em estar constantemente dizendo a si e aos outros “está tudo bem, não fique triste” é a invalidação emocional gerada. Ao desabafar uma frustração ou o motivo de uma tristeza, as pessoas não devem ter suas dores invalidadas. A positividade tóxica acaba expandindo o raio de ação da invalidação emocional, atingindo a sociedade como um todo.

Esse fenômeno nos permite vislumbrar que nossa sociedade está o tempo todo nos dizendo que o correto é ser feliz. Logo, dentro desse pensamento, ter sentimentos tidos como negativos, como tristeza, medo e raiva é errado, e eles devem ser eliminados sem que sejam devidamente processados.

No artigo a seguir iremos explicar melhor o que é a positividade tóxica e quais são as consequências que ela pode gerar. 

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

O que é a Positividade Tóxica?

Em linhas gerais, a positividade tóxica é a crença de que as pessoas devem se manter sempre com uma mentalidade positiva, independentemente das dificuldades que enfrentem. Sendo assim, ainda que o indivíduo esteja diante de um grande problema, deve se manter pensando positivo. 

É importante esclarecer que há diferença entre ser otimista e pensar positivo de ser positivamente tóxico. A positividade se torna tóxica quando passa a rejeitar as emoções ruins, dando espaço somente para as emoções alegres. Aquilo que é ruim é substituído por algo falsamente positivo. 

Ter uma visão positiva da vida é importante para o bem-estar mental. No entanto, não dá para manter essa visão 100% do tempo. Precisamos vivenciar e lidar com as emoções e experiências negativas.

Ainda que essas emoções sejam desagradáveis, precisam ser sentidas para serem tratadas de forma honesta e aberta. A positividade tóxica faz com que o indivíduo leve o pensamento positivo para um lugar extremo e que o impede de processar as emoções ruins. 

Qual é o problema de focar somente no positivo?

Talvez você conheça pessoas que acreditam que pensar só no positivo é o suficiente para evitar que coisas ruins aconteçam. A positividade tóxica se baseia na ideia de que a saúde física e mental são potencializadas com a eliminação de pensamentos e sentimentos negativos. 

No entanto, na vida real não é possível evitar situações difíceis e desagradáveis o tempo todo. Há situações que não oferecem nenhum lado positivo para ser visto. E de acordo com profissionais da área de saúde mental, está tudo bem em compreender que algumas situações são apenas ruins. 

O ser humano possui uma ampla gama de emoções complexas e precisa dos pensamentos negativos para manter a harmonia. Então, está mais do que bem que as coisas não estejam sempre bem. Ao simplesmente negar sentimentos e situações desagradáveis, o indivíduo não vivencia e nem processa os mesmos como deveria. Em algum momento essa conta será cobrada.

Consequências da Positividade Tóxica

Como mencionamos acima, a positividade tóxica se baseia na negação de tudo que não for positivo. Quando as pessoas simplesmente negligenciam a forma como se sentem em situações desagradáveis, acabam acumulando dentro de si esses sentimentos.

Eventualmente, tais sentimentos ressurgem mais intensos, pois estavam guardados dentro do indivíduo. Não é incomum que adeptos da positividade tóxica em algum momento vivenciem um tipo de “explosão”. 

A repressão da raiva e da tristeza pode ser muito difícil de administrar. Tudo o que está sendo guardado em algum tempo será colocado para fora. Acumular emoções para depois vê-las saindo em uma explosão pode ser bastante prejudicial para si e para quem está a sua volta. Falar sobre como se sente no momento em que a emoção negativa lhe atinge contribui para que ela tenha uma dimensão menor.

Ao guardar sentimentos ruins por um longo período, a tendência é que eles se tornem maiores e mais poderosos. Para expressar seus sentimentos de maneira adequada é fundamental não deixar que haja acúmulo. O indivíduo que suprime as suas emoções negativas pode ser surpreendido por episódios de ataques de raiva e até mesmo falar coisas das quais vai se arrepender para aqueles que ama.

Vivenciar os sentimentos é fundamental

Há algumas formas de processar os sentimentos mais delicados e desafiadores. Por exemplo, quando se está com muita raiva de algo é possível ouvir uma música agitada e fazer atividades físicas intensas.

Já quando há uma grande tristeza é possível ouvir uma música triste que ajude a compreender e acolher esse sentimento. Algumas atividades como desenhar, escrever, ler e caminhar podem ajudar nesse processo de vivenciar e superar. 

O ato de admitir que possui esses sentimentos e falar sobre eles com alguém é essencial para estabelecer uma comunicação não violenta e não agressiva. Basicamente, quando estiver triste se permita ficar triste e se não encontrar um lado positivo naquele momento, saiba que está tudo bem. 

Quando um amigo desabafar com você sobre esses sentimentos, ouça sem procurar oferecer soluções que passem pelo viés “pense positivo e não fique triste”. Geralmente, as pessoas não esperam e nem querem soluções, elas querem apenas poder falar sobre como se sentem para vivenciar e depois poder deixar para trás. 

Como a positividade tóxica prejudica a sociedade? 

A positividade tóxica prejudica o indivíduo por não permitir que ele lide como deveria com seus sentimentos, mas também prejudica a sociedade como um todo. Esse tipo de movimento faz com que as pessoas se tornem menos empáticas de maneira geral. Quando um amigo desabafa a respeito de algo ruim, pode ser interpretado como alguém de “energia pesada e negativa”.

Muitas pessoas que enfrentam problemas sérios de saúde mental são colocadas à parte pelo simples fato de não conseguirem se portar como os positivamente tóxicos. Além desse abandono, essa cultura positiva extrema impõe um padrão inalcançável no qual todo mundo deve ser produtivo e “perfeito” o tempo todo. Ver o lado bom em absolutamente tudo e não se deixar abalar gera uma série de pressões totalmente desnecessárias.

Lidar com as emoções e não fugir delas é fundamental para manter a saúde mental em dia. Nem tudo estará sempre bem e está tudo bem com isso! Portanto, busque, sim, pensar positivo e ver o lado bom das coisas, mas sempre de forma equilibrada e respeitando seus sentimentos.

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds