Quais são os 7 Pilares da Sabedoria?

Livro aberto

Conheça os 7 pilares da Sabedoria.

A sabedoria pode ser definida como o resultado da soma das experiências acumuladas no decorrer da vida. Dentro desse tema um livro que se destaca por seu conteúdo é a autobiografia romanceada “Os Sete Pilares da Sabedoria”.

A obra foi escrita, entre os anos de 1919 e 1922, pelo arqueólogo e herói militar britânico Thomas Edward Lawrence. Provavelmente você já ouviu falar dele, mas com outro nome: Lawrence da Arábia.

Tornou-se um verdadeiro herói para toda uma geração por lutar na Revolta Árabe (1916-1918). O livro, escrito logo em seguida a esse turbulento período, é uma mescla de livro de memórias da guerra, descrição histórica e reflexão pautada pela autocrítica. Em alguns trechos da obra há escrita em pleno fluxo de consciência, o autor questiona-se a respeito da sua atuação, seus sucessos e fracassos.

Nessa parte mais subjetiva da obra o autor descobre o que passou a ser chamado de Sete Pilares da Sabedoria. Basicamente, esses pilares são frutos de uma atuação bastante dedicada de Lawrence como militar. Isso inclui as suas habilidades como estrategista e experiências ímpares junto aos povos árabes.

Seus pensamentos e escritos são constantemente atravessados pela situação de guerrilha. Continue lendo e entenda mais sobre esses pilares. 

Os 7 Pilares da Sabedoria

A seguir iremos falar de cada um dos sete pilares da sabedoria com mais detalhes. 

Primeiro Pilar da Sabedoria – O Tempo

O tempo é entendido pela Sabedoria como sendo o recurso mais precioso que uma pessoa possui. Os indivíduos têm no tempo o espaço necessário para fazer escolhas melhores para as suas vidas. Isso se aplica especialmente no que diz respeito a pessoas em posição de liderança. 

Quando não se tem o tempo necessário é possível tomar decisões apressadas e que levam à perda de oportunidades. Ainda no âmbito do tempo, a sabedoria promove o equilíbrio entre o passado, o presente e o futuro. Em algumas situações é necessário ganhar tempo para que se consiga atingir seus objetivos. 

Esse pilar da Sabedoria nos convida a refletir de que forma estamos empregando o tempo que temos. Quanto do seu tempo é usado pensando no passado, no presente e no futuro? Aproveitar o seu tempo considerando sua capacidade de realização é imprescindível.

Segundo Pilar da Sabedoria – A Experiência da Vida Reflexiva

Experiências são ordens práticas da realidade, dizem respeito aos eventos que vivenciamos. Por sua vez, a reflexão diz respeito ao intelecto e ao espírito. Pensamento sem ação gera vazio. Mas, a ação sem pensamento é vã. É a união de ambos que leva ao sucesso, aprendizagem e crescimento. 

Quando se vivem experiências sem reflexão é possível se manter repetindo um padrão que irá gerar os mesmos erros. A Sabedoria demanda que haja o olhar crítico para identificar o que está funcionando e o que não está funcionando. 

Quando não se olha para as ações com essa visão há a possibilidade de nunca alcançar os resultados desejados. Analise os seus sucessos e fracassos, mas não demore nessa reflexão. Afinal, a gestão do tempo também é um pilar da Sabedoria. 

Terceiro Pilar da Sabedoria – Dar Sentido à Ambiguidade

Embora Lawrence fosse inglês, havia momentos de dúvidas sobre sua atuação na guerra. Isso acontecia porque ele tinha boas relações com os árabes e pensava sobre os amigos que se encontravam no outro lado.

O indivíduo sábio dá sentido à ambiguidade para que, em um momento dúbio, possa atribuir significados lógicos para tomar uma decisão que, além de boa, possa ser justificada. 

É importante que as pessoas compreendam que os problemas são simples e tem soluções mais simples ainda. A confiança para enfrentar desafios vem do dogmatismo. Porém, ser guiado pelos dogmas não pode encurtar a visão sistêmica da liderança.

Mesmo seguindo uma doutrina a respeito do que é certo e errado, é fundamental observar os múltiplos significados. Tenha em mente que é para as ambiguidades que os fatos se apresentam.

Quarto Pilar da Sabedoria – Decidir Com Bom Senso

Para tomar boas decisões é essencial ter um bom panorama de informações. Nos dias de hoje é muito fácil reunir o máximo de dados a respeito dos mais variados temas. A decisão demanda a consideração de várias opiniões, inclusive divergentes.

O líder sábio sabe quando deve decidir e quando pode esperar que mais eventos aconteçam para ter uma resposta mais clara. O indivíduo sensato é prudente, aquele que cuida com tranquilidade do que precisa decidir.

Para agir com sensatez é essencial anular a ansiedade e aumentar o seu pensamento estratégico. Exige também um pouco de intuição. Cabe fazer o adendo de que intuição não é algo sobrenatural. Trata-se de um reflexo da combinação de conhecimentos antigos e atuais. Agir com bom senso é agir salvaguardando as relações evitando consequências negativas. 

Quinto Pilar da Sabedoria – Viver a Vida Com Pragmatismo

No final do século XIX, nasceu uma corrente filosófica denominada de pragmatismo. Ser uma pessoa pragmática nada mais é do que ter a capacidade de reduzir o sentido dos fenômenos à análise dos seus aspectos necessários, úteis e que limitam as especulações. Diz respeito a ter um pensamento mais utilitário.

Para ter um pensamento pragmático é importante considerar as consequências imediatas e a soma dessas consequências. É crucial considerar quais são os efeitos práticos daquilo que está em nossa concepção. Basicamente, as coisas são como são. Isso significa que o planejamento é indispensável, porém, os planos podem ser descartados.

Sexto Pilar da Sabedoria – Ser Empático

Ser empático significa ter a capacidade de se colocar no lugar do outro. Esse movimento permite sentir, pensar e entender como a outra pessoa enxerga o mundo. A empatia permite compreender os motivos que levam uma pessoa a agir como age. A complexidade humana é fascinante e precisa ser sempre considerada pelos líderes sábios. 

A empatia demanda ética, pensar no outro lado ainda que seja constituído de adversários. O sentimento de coletividade precisa estar acima das crenças. Ao adotar uma postura empática muitas vezes ficamos em um lugar em que o melhor é ficar calado. Aquele que não tem empatia dificilmente conseguirá desenvolver a Sabedoria.

Sétimo Pilar da Sabedoria – Ter Maturidade Emocional

Nossas emoções e sentimentos não podem ser submetidos à racionalidade. De tempos em tempos eles emergem e nos levam a testes do nosso autocontrole. Contudo, é válido dizer que razão e emoção não necessariamente são polos opostos. Todo mundo é constituído pelos dois. 

A maturidade emocional nada mais é do que ter controle sobre as emoções e sentimentos que emergem. Significa conseguir lidar com prudência num nível mais seguro com aquilo que nós sentimos. O indivíduo maduro emocionalmente não está suscetível à febre as paixões. Não significa esconder o que sente, apenas saber administrar. 

Gostou de conhecer os 7 pilares da Sabedoria? Aproveite para deixar seu comentário abaixo e compartilhar o conhecimento através das suas redes sociais!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds