Conheça os 5 tipos de vendas mais comuns no mercado

Tipos de vendas Tipos de venda mais comuns no mercado – Saiba mais

 

Independentemente de qual seja o segmento de sua empresa, ela sempre estará vendendo algo a alguém, sejam produtos ou serviços. Por isso entender sobre os processos de venda é essencial para quem deseja empreender e ter sucesso no mercado em que atua. 

E quando falo em processos de vendas, não estou falando apenas daqueles da interação que acontece entre vendedor e cliente, que leva ao fechamento da compra por parte do consumidor. Estou falando de tudo aquilo que fica por trás desse contato e que  faz com que a venda seja verdadeiramente efetivada no final.

Por esta razão hoje resolvi escrever este conteúdo, ou seja, para te apresentar os tipos de vendas mais comuns realizados no mercado e como cada um deles funciona, efetivamente e na prática. Acompanhe-me e confira:

Tipos de venda mais comuns no mercado

Vender é um verdadeiro processo de conquista. Primeiro o vendedor apresenta o produto ou serviço ao cliente, depois fala sobre suas principais características, sobre os benefícios que a pessoa interessada vai obter ao adquiri-lo, sobre a marca, fabricante, entre diversos outros pontos, que vão conduzindo o consumidor ao fechamento da compra, que faz parte do início da relação entre ele e a empresa. 

Lendo assim, parece que estou falando de algo simples e que acontece bem rápido, não é mesmo? Porém, todo processo de compra e venda, assim como acontece na conquista, tem um período para se estabelecer, que vai depender da forma como a empresa, na figura do vendedor, aborda o cliente e do quanto este último está verdadeiramente disposto a iniciar este relacionamento, através da aquisição que possivelmente irá fazer. 

Por estas e diversas outras razões é que foram criados os tipos de vendas, ou seja, para ajudar gestores, empreendedores e empresários a desenvolverem o processo que mais se adequa ao mercado em que atuam e aos produtos/serviços que comercializam. 

Continue a leitura e conheça cada um dos tipos mais comuns de vendas praticados no mercado. 

1 – Vendas corporativas

As vendas corporativas são intensas e competitivas e, por esse motivo, esse modelo de venda é naturalmente complicado. Este tipo nunca é feito apenas entre duas pessoas, já que ele ocorre de empresa para empresa, tendo várias pessoas envolvidas em seu processo de comercialização, seja de produtos ou serviços.

Por esse motivo, o profissional de vendas corporativas precisa conhecer o mercado e estar familiarizado com as técnicas de venda, com as empresas, produtos, com a concorrência de uma forma geral, além de realizar um follow-up eficiente, que permita acompanhar a empresa cliente, até que a venda seja realmente e verdadeiramente efetivada. 

Trata-se de um tipo de venda bastante complexo, principalmente por não depender apenas de uma única pessoa para que a compra seja realmente efetivada, já que estamos falando de outra empresa na posição de compradora, e nela, são inúmeros os responsáveis por tomar decisões, inclusive no que diz respeito à aquisição de novos produtos ou serviços. 

2 – Venda casada

Considerada proibida no Brasil, a venda casada é aquela que “obriga” o consumidor a levar outro produto ou serviço junto à compra que ele realmente está interessado em fazer. É o caso de empresas que oferecem serviço de internet apenas junto à contratação de um telefone fixo e serviço de televisão a cabo. 

As empresas insistem tanto nesse sistema, que muitos consumidores acabam ficando sem saída e compram o pacote completo, sem nem mesmo saber se vão utilizar os serviços a mais oferecidos ou não.

Se a sua empresa adota esta prática ou algo parecido, o ideal é que repense a estratégia, para não sofrer prejuízos no futuro. 

Neste caso, o que você deve fazer é sugerir outros produtos/serviços, que possam complementar a compra que o consumidor já está fazendo. Fale sobre os benefícios ainda maiores que ele vai ter e ofereça-lhe combos com descontos especiais, para que, dessa maneira, ele veja vantagem em levar duas mercadorias, ao invés de se sentir pressionado e obrigado a comprar algo a mais, que talvez não lhe terá serventia alguma. 

3 – Venda direta

Este modelo é um dos mais conhecidos e praticados no universo empreendedor. Conhecido como um sistema de comercialização de bens de consumo e serviço, por meio do contato entre vendedor e comprador, a venda direta não necessita de um estabelecimento físico ou fixo.

Ela pode ser aplicada de diferentes formas, algo que vai depender de pessoa para pessoa, de vendedor para vendedor e de empresa para empresa. No entanto, é comum observarmos a venda direta sendo realizada principalmente de duas formas:

  • Através do contato telefônico com o cliente, oferecendo-lhe produtos ou serviços que ele esteja interessado, fazendo, com isso, que a lista de contatos da empresa seja movimentada;
  • Por meio de um ponto físico, de uma loja física, em que o próprio cliente se dirige ao estabelecimento para adquirir o que deseja.

O que mais chama a atenção na venda direta é sua capacidade de expansão, o que se torna importante para as empresas, uma vez que ela se transforma em um canal de distribuição a mais.

4 – Venda consignada

O processo de venda consignada funciona da seguinte forma: o consumidor ou a empresa interessada ficam com uma quantidade x de produtos para serem vendidos, em um período determinado. Caso não consigam vender tudo, eles podem devolvê-los, sem que isso gere ônus para nenhuma das partes. 

Geralmente utilizada como estratégia por varejistas e distribuidores, a venda consignada pode ser bem vantajosa, uma vez que dá ao empresário a possibilidade de vender ainda mais e de dar maior visibilidade à marca no mercado em que a empresa atua.

5 – Venda consultiva

Nesse modelo de venda, o vendedor trabalha como consultor. A intenção é atender as necessidades do cliente, sendo que esse posicionamento deve entendido pelo consumidor final. Para que esta ideia funcione verdadeiramente, o vendedor deve adotar uma postura de um grande especialista, de modo a fazer com que a pessoa interessada se sinta segura e confiante para buscar informações sobre um determinado produto ou serviço.

Por se tratar de um processo um pouco mais complexo, este tipo de venda exige mais do vendedor. No entanto, a partir do momento que ele consegue realmente fechar negócio com o cliente, as chances de fidelizá-lo são ainda maiores, uma vez que, durante toda a jornada de compra, é estabelecida uma relação de confiança entre ambos. 

Neste sentido, é possível dizer que aqui, muito mais do que uma simples venda, o vendedor realiza uma troca comercial com o cliente, falando sobre o produto/serviço, tirando todas as suas dúvidas, se colocando à disposição para ajudar no que for necessário e dando-lhe a garantia de que ele está fazendo uma boa compra e não vai se arrepender por ela. 

Em uma realidade em que as pessoas estão cada vez melhor informadas, em que elas chegam nas lojas para adquirir o que almejam, sabendo, muitas vezes, até mais do que os vendedores que lhes atendem, é necessário que as empresas incentivem sua equipe comercial a adotar esta postura consultiva, uma vez que ela tem um enorme potencial de atender às necessidades do consumidor de forma intrínseca, indo além da venda pura e simples. 

Por que adotar um tipo de venda?

Diante da realidade que apresentei no parágrafo acima, um dos desafios que os mais diversos tipos de empresas têm enfrentado atualmente no mercado é o de encontrar vendedores qualificados, que estejam verdadeiramente preparados, não só para simplesmente vender, como eu disse, mas também para atender às necessidades que o cliente apresenta e até mesmo aquelas que ele nem chega a apresentar durante o processo de compra e venda. 

Contar com bons vendedores no time comercial é praticamente meio caminho andado para garantir números cada vez mais expressivos para a empresa, aumentando, assim, o faturamento dentro dos negócios. É por este motivo que muitas organizações vivem constantemente em busca de profissionais qualificados, pois elas sabem que somente através de seus esforços diários é que é possível alcançar o sucesso almejado. 

Porém, o que acontece, é que, como eu disse, encontrar esses talentos é um grande desafio, ou seja, realizar processos seletivos constantes e intermináveis, no anseio de formar a equipe comercial dos sonhos, talvez não seja o melhor caminho a se tomar, uma vez que esta dinâmica torna a empresa extremamente dependente e estagnada.

Neste caso, o ideal a se fazer é definir um perfil de profissional que você almeja ter lhe ajudando em seus negócios, para que assim você tenha a oportunidade de treiná-lo e capacitá-lo plenamente para contribuir com as suas vendas de maneira efetiva. Fazendo isso, você tem mais chances de moldar o time conforme as necessidades existentes em sua empresa. 

E é exatamente neste contexto que a definição do tipo e venda que a sua empresa vai adotar entra. Isso porque ter em mente o modelo de venda a ser adotado ajuda você, enquanto empresário e empreendedor, e seus gestores a determinarem uma estratégia de atendimento a ser seguida, contribuindo, assim, para que as práticas adotadas pelos vendedores sejam uniformizadas e, com isso, seja possível gerar identificação nos clientes. 

Ao agir desta maneira, você será cada vez mais estratégico, assertivo e eficiente, tendo cada vez mais chances de tornar a sua empresa bem-sucedida e líder em seu mercado de atuação. 

Dicas infalíveis para aumentar as suas vendas

Além de definir o tipo de venda que você vai adotar em sua empresa, lembrando sempre que a venda casada não pode ser um deles, por ser ilegal em nosso país, existem diversas outras práticas que você e sua equipe podem colocar em prática para aumentar as vendas e, consequemente, o faturamento da empresa. 

Veja quais são elas, a seguir:

Conheça bem o seu público-alvo

Quanto mais informado você estiver sobre todas as nuances relacionadas ao público-alvo de sua empresa, mais chances de sucesso você terá em sua jornada empreendedora. Isso porque, ao saber a maneira como seu potencial cliente se comporta, a sua idade, gênero, preferências, gostos, renda média, estado civil, entre diversos outros pontos, você consegue oferecer a ele produtos e serviços que estejam verdadeiramente de acordo com as suas necessidades mais intrínsecas. 

Cuide da relação com os seus clientes

Trabalhar no sentido de conquistar cada vez mais clientes é algo que toda empresa faz e realmente deve fazer, para que assim a marca cresça e ganhe cada vez mais relevância no mercado. Porém, algo que também não pode faltar neste cenário é o cuidado com os clientes que a empresa já conquistou. 

É precisa construir uma relação de confiança e duradoura com estes, fazendo com que eles se sintam verdadeiramente especiais e continuem escolhendo a sua marca todas as vezes que precisarem de algo que você oferece no mercado. 

Concentre-se em sua missão 

Por fim, independentemente da forma que a sua empresa vai escolher para vender, o importante é que todas as ações realizadas dentro do negócio sejam concentradas para colocar em prática a missão da organização, uma vez que é ela que vai ser priorizada e vai dar o direcionamento para cada negociação e abordagem no processo de venda. 

Quando empresários e empreendedores agem, tendo como principal orientadora a missão que definiram para seus negócios, suas empresas têm a oportunidade de crescer e prosperar em seu segmento de atuação. 

Sendo assim, atender às necessidades dos clientes e cumprir, com excelência, a missão proposta dentro dos negócios, já é meio caminho andado para se alcançar o sucesso e se tornar referência perante os concorrentes. 

E se você quiser dar um up a mais nas suas vendas, permita-se ir além e conhecer a formação aqui do IBC especializada nesta área, o Coaching em Vendas:


Agora me conte: você já conhecia estes 5 tipos de vendas? Qual você pratica em sua empresa? Deixe sua opinião nos comentários e lembre-se de continuar nos acompanhando, pois sempre trazemos as melhores novidades sobre o mundo dos negócios e do desenvolvimento pessoal e profissional, para você se aprimorar constantemente. 

E aí, curtiu esse conteúdo?

Saiba que ele é apenas a pontinha do iceberg e você pode desenvolver suas habilidades de liderança muito mais. Baixe agora o ebook Leader Coach e aprenda como extrair o máximo resultado da sua equipe.
Preencha o formulário, é de graça.

Copyright: Nata-Lia / Shutterstock

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010