Conheça os principais sintomas da labirintite emocional e saiba como controla-los

Conheça os principais sintomas da labirintite emocional e saiba como controla-los
O estado emocional de uma pessoa pode estar ligado ao aparecimento de diversas doenças, como é o caso da labirintite emocional.

O estado emocional de uma pessoa pode estar ligado ao aparecimento de diversas doenças, como é o caso da labirintite emocional.

Antes de falarmos sobre a labirintite emocional, vamos entender mais sob o olhar e diagnóstico médico sobre o que venha a ser essa desordem que a labirintite causa em uma pessoa.

Labirintite é uma desordem do equilíbrio do corpo humano. Tal desordem é causada por um processo inflamatório ou infeccioso que afeta os labirintos, que ficam dentro do sistema vestibular, órgão responsável pelo equilíbrio, postura e orientação do corpo e que se localiza no ouvido interno. Deve-se salientar que o termo “labirintite” é utilizado de forma equivocada para designar todas as doenças do labirinto, já que existem outras patologias que podem afetá-lo.

Como estão seus sentimentos? Você se sente sobrecarregado? Liberte-se dos pensamentos e comportamentos tóxicos acessando este link!

Sintomas da Labirintite

Os sintomas mais comuns da labirintite são a tontura e a vertigem (uma sensação de que o mundo está se movendo) Isso mexe no equilíbrio da pessoa. Além desses dois, outros sintomas importantes para o diagnóstico são:

  • Náusea;
  • Zumbido no ouvido;
  • Queda de cabelo;
  • Alterações na audição;
  • Sudorese;
  • Vômitos;
  • Desequilíbrio;
  • Acidificação do estômago;
  • Pressão no ouvido;
  • Febre a partir de 38°C;
  • Um pouco de secreção no ouvido.

O indivíduo afetado pela labirintite pode ter um constante zumbido no ouvido, que eventualmente leva a uma perda auditiva temporária até que a infecção seja totalmente tratada. A doença geralmente é causada por uma infecção no ouvido médio ou interno.

Cada dia mais, as pessoas vêm apresentando problemas de saúde que estão fortemente ligados ao estado emocional. São várias as doenças que podem ser desencadeadas por conta de aspectos como estresse e ansiedade, inclusive a labirintite.

Na maioria das vezes, a labirintite se manifesta em pessoas com idade entre 40 e 50 anos. Uma crise de labirintite pode passar em alguns minutos, mas dependendo da intensidade da crise, os sintomas chegam a durar horas e até mesmo dias. No caso da labirintite emocional, ela aparece quando o indivíduo apresenta algum tipo de problema psicológico, tais como: ansiedade, estresse ou depressão.

Como identificar os sintomas da labirintite emocional?

Pessoas que sofrem de labirintite emocional apresentam dois sintomas básicos: tontura e vertigem. Para controlar esses sintomas, deve ser realizado um tratamento à base de terapias psicológicas, sendo também recomendado o acompanhamento de um neurologista e, em alguns casos, um psiquiatra.

Durante o tratamento, os profissionais responsáveis detectam o agente causador dos sintomas (estresse, ansiedade e depressão) e selecionam algumas estratégias para controlá-los. Nesse sentido, é importante que as pessoas saibam identificar quando uma questão está afetando seu estado emocional. Independentemente de qual for o causador do estresse, a questão precisa ser controlada antes que outros problemas ainda maiores aconteçam.

Quais são as causas da labirintite?

As causas da labirintite são muito diversas e de difícil identificação pois, a doença pode ser causada pela associação de muitos fatores de risco, por exemplo uma alimentação desequilibrada e estresse.

Outros fatores importantes que dão pistas da doença são: rejeição (memórias intrauterinas), abandono, diversos traumas de infância, falta de inteligência emocional, entre outros.

Se faz  necessário uma avaliação por um profissional da saúde, verificar o histórico, testes laboratoriais e análise de alguns movimentos corporais para ter uma conclusão mais precisa e atacar o problema certo.

A labirintite, de acordo com a fonoaudióloga Priscila Santovito, já é considerada um mal deste século. “Os casos vêm aumentando a cada ano. Estima-se que pelo menos 42% da população adulta ainda sofrerá com a labirintite em algum momento da vida”.

Ainda de acordo com pesquisas da Sociedade Brasileira de Medicina, a labirintite é o segundo sintoma mais frequente na população idosa, sendo superado apenas pela dor de cabeça.

Conheça as possíveis causas para a crise de labirintite:

  • Infecção viral ou bacteriana;
  • Estresse e ansiedade;
  • Diabetes;
  • Doenças no ouvido;
  • Transtornos da circulação sanguínea;
  • Traumas sonoros;
  • Utilização de ansiolíticos ou anti-inflamatórios com ação no ouvido;
  • Alterações bruscas de pressão ou de altitude como prática de natação e em viagens de avião;
  • Consumo excessivo de cafeína, tabaco ou álcool;
  • Hipertensão arterial;
  • Reumatismos;
  • Vestibulopatia (doenças do vestibular – região interna do ouvido).
  • Problemas de coluna;
  • Problemas na mandíbula;
  • Lesão na cabeça;
  • Reações alérgicas ou qualquer tipo de alergia que afeta o ouvido;

Como tratar a labirintite emocional?

Para tratar a labirintite emocional, é fundamental identificar primeiro as causas que desencadearam o problema e todos os aspectos relacionados a essas causas.

Identificando as causas, há vários tipos de tratamento. Com medicamentos, quando necessário ou através de mudança de hábitos, ligados a alimentação e o estresse do dia a dia.  

  • Escolha a melhor posição: é recomendado que a pessoa escolha uma posição em que ela se sinta segura e bem, afinal tontura e vertigem são dois sintomas que causam grandes desconfortos para quem está em pé;
  • Selecione os alimentos: é interessante que as pessoas que sofrem de labirintite emocional tenham a preocupação de se alimentar de maneira leve, dando preferência a pratos de fácil digestão;
  • Uso de medicamentos: existem alguns medicamentos que podem aliviar os sintomas da labirintite emocional, mas é fundamental que eles sejam ingeridos apenas sob prescrição médica.

Remédio caseiro para tratar a labirintite. Verdade ou lenda?

Os remédios caseiros não podem tratar ou curar a labirintite, mas podem ajudar a aliviar os sintomas.

  • Usar uma compressa morna sobre o ouvido, pode aliviar a dor.
  • Ficar de pé ou manter a cabeça ereta;
  • Manter-se sentado e ereto pode ajudar a drenar a orelha;
  • Um gargarejo de água salgada pode ajudar a limpar os tubos de Eustáquio e aliviar a dor de garganta que pode acompanhar a labirintite;
  • Use técnicas de controle de estresse para controlar o estresse emocional e psicológico, pois esse fator pode piorar muito os sintomas ruins;

Alguns remédios naturais e tratamentos alternativos são apresentados como tratamento ou cura para labirintite, incluindo óleo de alho ou gotas de óleo de melaleuca, vinagre de maçã, manjericão, azeite de oliva e peróxido de hidrogênio.

Estudos científicos não mostram nenhum destes como eficaz.

Alguns quiropráticos também afirmam ser capazes de tratar a labirintite com manipulação; no entanto, atualmente não existem estudos que demonstrem que o tratamento quiroprático seja eficaz para a labirintite.

O ideal é conversar com seu médico antes de usar qualquer remédio caseiro.

É preciso estar bem sentimentalmente para que todo resto esteja equilibrado! Mude seu mindset com meu programa de incentivo à mudança de sentimentos e pensamentos. Acesse aqui!

7 Atitudes Valiosas para prevenir a Labirintite

  1. Beba bastante água durante o dia;
  2. Não abuse do café, chá mate e cafeína em geral;
  3. Faça atividades físicas regularmente;
  4. Não exceda em bebidas alcoólicas;
  5. Durma cedo e evite uma rotina estressante;
  6. Procure tratamento para ansiedade, caso se sinta estressado;
  7. Não faça jejum prolongado e tenha uma dieta equilibrada longe de gorduras.

Como não é possível identificar quem provavelmente pode desenvolver a labirintite emocional, os meios de prevenção devem ser adotados por todos.

E fique atento! Nos dias de hoje, adolescentes e crianças não estão imune de desenvolver uma labirintite emocional. Ela pode atacar a todos. O tratamento e a prevenção vale para todas as idades.

As doenças relacionadas à labirintite emocional que são: depressão, ansiedade, estresse, falta de equilíbrio emocional são tratadas com muita assertividade através das ferramentas do coaching.

Desenvolver sua capacidade de lidar com suas próprias emoções, aumentar sua inteligência emocional é de grande importância para sua saúde mental. Os sentimentos que guardamos ao longo de nossa vida, reprimidos, vão, com certeza, desencadear doenças físicas e emocionais num futuro bem próximo.

Conheça nosso sistema de coaching!

Se gostou e lhe foi útil, compartilhe nosso artigo em suas redes sociais.

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.

Imagem: pathdoc / Shutterstock

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010