Qual a importância da ecoeficiência para o futuro das empresas?

Uma pequena árvore nascida em uma lâmpada

Veja algumas medidas de ecoeficiência.

Vivemos um momento decisivo em que a sustentabilidade precisa fazer parte do planejamento de curto, médio e longo prazo das companhias. O desenvolvimento sustentável se baseia no atendimento das necessidades das gerações atuais sem comprometer as gerações futuras. Nesse contexto, a ecoeficiência vem ganhando cada vez mais espaço. 

Esse conceito se refere a uma característica de produtos e serviços que podem produzir mais e melhor utilizando menos recursos e resíduos. Continue a leitura para entender melhor o que é ecoeficiência e como é fundamental para o futuro das empresas.

O que é ecoeficiência?

O termo ecoeficiência foi criado em 1992, pelo Conselho Mundial de Negócios para o Desenvolvimento Sustentável. A definição diz respeito a companhias que cumprem responsabilidades socioambientais, mantendo-se lucrativas ao mesmo tempo. Trata-se de um modelo de negócios que atende às necessidades dos seus consumidores com qualidade, tem um preço competitivo e ainda tende à sustentabilidade. 

Atualmente, os consumidores estão muito mais conscientes no tocante à preservação dos recursos naturais. Dessa forma, é compreensível que empresas mais sustentáveis se destaquem dentre as escolhas desse público. Gestores que ignoram ou não adotam essa metodologia de trabalho estão colocando em risco o posicionamento das suas marcas no mercado.

Ecoeficiência: conheça os 8 elementos fundamentais

A seguir apresentaremos os 8 elementos fundamentais que fazem com que uma empresa ou sistema sejam considerados ecoeficientes. A partir desses elementos será mais fácil compreender o conceito. 

1. Minimização do uso de materiais dos bens e serviços

É determinante produzir utilizando o mínimo possível de materiais para reduzir o impacto ambiental. 

2. Minimização do uso de energia na produção de bens e serviços

Reduzir o uso de recursos não renováveis na produção de bens e serviços é decisivo. 

3. Minimização da dispersão de tóxicos

Quando a dispersão de elementos potencialmente tóxicos ao meio ambiente é reduzida, se evita uma série de problemas como a poluição, por exemplo.

4. Fomento da reciclagem de materiais

Através da reciclagem é possível reduzir o uso de recursos novos e também diminuir o volume de resíduos a serem descartados. 

5. Maximização do uso sustentável de recursos renováveis

O uso de recursos renováveis é fundamental para reduzir o impacto dos recursos não renováveis em nosso dia a dia. A sustentabilidade precisa ser o elemento guia da tomada de decisões das organizações. 

6. Aumento da durabilidade dos produtos

Empresas ecoeficientes produzem itens com maior durabilidade, de forma a evitar o descarte massivo que, por sua vez, aumenta a quantidade de lixo do mundo. A obsolescência programada é um dos fatores que levou nosso planeta à produção de um volume desordenado de lixo. 

7. Promoção da educação dos consumidores

A ecoeficiência também diz respeito à forma como a organização educa os seus consumidores para utilizar os recursos naturais e energéticos de maneira mais racional.

Medidas de ecoeficiência: confira exemplos

Para os gestores que desejam investir na ecoeficiência, listamos alguns exemplos de medidas a serem adotadas. Por meio de exemplos o conceito se torna mais palpável e de fácil compreensão. 

– Redução do uso de água através da troca de equipamentos convencionais por versões com fechamento automático. Quando os gastos por falta de eficiência de equipamentos são colocados na ponta do lápis apresentam resultados alarmantes. 

– Redução de gastos supérfluos de luz, adotando sistemas de iluminação automáticos. Esses sistemas inteligentes tornarão a sua empresa muito mais eficiente. 

– Busca por formas alternativas de geração de energia. Muitas organizações têm investido em projetos com esse foco por identificar a sua relevância. 

– Separação dos resíduos e investimento na reciclagem e utilização dos resíduos sólidos. Reciclar é uma das bases para garantir um futuro ecologicamente seguro e sem a falta de recursos. 

– Realização de compostagem dos resíduos orgânicos. Uma solução prática e que pode se refletir em uma redução considerável do volume de lixo da sua empresa. 

– Troca de lâmpadas convencionais pelas lâmpadas de baixo consumo. Uma simples ação que reduz o gasto energético da empresa e contribui para o bem-estar das gerações futuras. 

– Criação ou aprimoramento de ações sociais que envolvem a comunidade local, além da implementação de políticas de reflorestamento. Pensar nas florestas é determinante para combater o aquecimento global. 

Por que a ecoeficiência é importante?

Como já mencionamos, vivemos um momento ímpar no âmbito dos debates ambientais. Mostra-se cada vez mais urgente a adoção de medidas que contribuam para reduzir a escassez de recursos naturais por meio de métodos de produção mais inteligentes. Os consumidores estão mais atentos a esse quesito na hora de escolher de que marcas irão comprar.

Além de ser uma questão decisiva para se manter competitivo no mercado, é também uma grande aliada da economia. Empresas ecoeficientes reduzem consideravelmente seus custos operacionais. A economia de água e energia, por exemplo, leva a uma redução considerável dos valores dessas faturas.

O uso de equipamentos e máquinas focados na ecoeficiência permite produzir mais com o uso de menos recursos. Com a adoção dessas medidas, torna-se ainda mais fácil estabelecer preços mais competitivos, criando mais um diferencial para a sua marca.

Em suma, a ecoeficiência é positiva para as organizações em diferentes esferas. Os colaboradores e os consumidores dos produtos/serviços da sua empresa serão impactados pela sua mensagem, levando-a adiante.

A questão ambiental é uma questão do agora e do futuro

Organizações que desejam permanecer no mercado em longo prazo precisam estar abertas à ecoeficiência. Esse conceito está diretamente relacionado com a sustentabilidade, que é imprescindível para o futuro da humanidade. As gerações atuais precisam repensar o estilo de vida propagado pelas anteriores para que as futuras tenham um planeta habitável.

Adotar medidas de preservação dos recursos naturais não renováveis é mais do que economizar financeiramente, é criar uma poupança de recursos para o planeta. Projeções e estudos científicos demonstram a grande urgência de agir para tentar sanar os problemas já existentes e evitar que novos surjam. Cabe a todos fazer a sua parte para um futuro melhor e com mais responsabilidade. 

Agora você já conhece o conceito de ecoeficiência e sua relevância! Aproveite para deixar seu comentário abaixo e compartilhar o conteúdo em suas redes sociais!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds