Motivação no Trabalho em Equipe

equipe motivada

Entenda qual é a importância que a motivação é capaz de propor no para o trabalho em equipe.

Existem habilidades que sempre são exigidas por qualquer empresa, e uma dessas habilidades é a facilidade de trabalhar em equipe. Para alguns, o trabalho em equipe chega a dar arrepios, e outros o encaram apenas como filosofia de psicólogo na hora de fazer entrevista de emprego.

Contudo, a capacidade para trabalhar em equipe está cada vez mais sendo valorizada, e quem não se adaptar a essa nova tendência corre o risco de ficar excluído do mercado de trabalho. O problema é que encontrar profissionais com essas habilidades não é o bastante, pois é preciso que toda a equipe esteja motivada.

Dessa forma, precisamos entender que uma equipe deve trabalhar em conjunto e de forma harmônica. Se algum membro não estiver na mesma sintonia, todos correm o risco de se prejudicar e pôr os projetos a perder.

Cada pessoa funciona como uma célula dentro de um sistema e tem uma função importante. Por isso, é preciso estimular constantemente o envolvimento de todos no progresso e no desenvolvimento dos trabalhos. Para ajudar você a estimular essa postura nos membros das suas equipes, separamos algumas dicas importantes. Continue a leitura deste artigo para descobri-las!

Comece a ter o

Destaque

que você merece!

Preencha os campos abaixo para receber o e-book.

1. Conheça os seus colaboradores

Os membros de uma equipe se sentem muito mais motivados quando os seus líderes os conhecem a fundo. Infelizmente, há empresas em que os chefes mal sabem os nomes dos colaboradores. Como uma equipe pode ser motivada dessa maneira?

Dessa forma, leia os currículos de cada colaborador e analise, nas atividades do dia a dia, os conhecimentos e habilidades de cada profissional. Além disso, atente-se também aos traços dominantes da personalidade dessas pessoas, pois isso oferecerá a você um importante auxílio na hora de lidar com elas.

Demonstre interesse em suas vidas, sem ser invasivo ou inconveniente. Interaja com as pessoas e crie vínculos com elas. Em um ambiente de trabalho, passamos aproximadamente 8 horas interagindo com os colegas. Portanto, é interessante que esse convívio seja mais profundo. Na posição de líder, cabe a você dar o primeiro passo para criar essa relação positiva.

2. Delegue tarefas estimulantes

Muitas pessoas afirmam que o trabalho em equipe é estressante. De fato, ele pode ser assim em diversas ocasiões. Contudo, é necessário ressaltar que existe o chamado nível de estresse positivo. Esse tipo de estresse surge quando um indivíduo realiza uma atividade complexa, que não é fácil de ser realizada, mas que também não é impossível, dado que ela é compatível com as habilidades dele.

Para que o trabalho em equipe ocorra nesse nível positivo de estresse, cabe aos líderes delegarem tarefas estimulantes aos seus liderados, ou seja, que não sejam fáceis demais ou monótonas. No entanto, também é preciso que essas tarefas demandem habilidades de acordo com o perfil de cada profissional — daí a importância de conhecê-los bem, conforme citamos no item anterior.

Quando um líder encontra esse nível ideal para o grau de dificuldade das tarefas que delega aos seus funcionários, ele produz esse estresse positivo. Assim, as atividades não são vistas como problemas impossíveis, mas como desafios estimulantes.

3. Seja um líder presente

Você já percebeu que, em algumas empresas, há alguns “líderes” que aparecem no departamento, dão ordens, desaparecem e reaparecem ao fim do dia apenas para cobrar resultados? Esse tipo de líder, além de faltar com responsabilidade e competência, ainda desmotiva completamente a sua equipe.

Um gestor empenhado em motivar os seus colaboradores reúne a equipe, explica os objetivos do departamento, comunica os projetos que serão desenvolvidos, atribui as tarefas de cada um, dá detalhes sobre como elas serão realizadas, tira dúvidas e, ao longo do processo, se faz presente para dar apoio e orientações adicionais.

Saber que há alguém zelando pelos membros da equipe faz com que eles se sintam mais tranquilos e confiantes para trabalhar. No entanto, o líder também não deve intervir demais, pois isso pode roubar a autonomia dos seus liderados. Incentive-os e demonstre, com palavras e atitudes, que você confia nas capacidades de cada um!

4. Ofereça feedbacks construtivos

Um dos aspectos mais essenciais para a motivação de um funcionário é saber como está o seu desempenho. Por isso, é necessário que o líder, de tempos em tempos, se reúna (individualmente, se possível) com os seus colaboradores para dar-lhes um feedback.

Esse processo deve ser conduzido com seriedade e respeito ao profissional. O líder deverá comunicar o seu liderado sobre os critérios utilizados em sua avaliação. Assim, deverá pontuar os aspectos em que o desempenho já foi satisfatório, reconhecendo as qualidades do profissional, mas também os itens que podem melhorar, dando recomendações de como isso pode ocorrer.

A ideia não é punir ou bajular, mas fazer uma avaliação justa de pontos positivos e negativos. Independentemente do resultado desse “saldo”, o colaborador deve sair dessa reunião sem perder a motivação — confiante de que é possível fazer mais e melhor, mas também tranquilo, pois os méritos são reconhecidos naquela equipe!

5. Estimule o diálogo e o bom relacionamento

Por fim, deve-se ressaltar que a motivação no trabalho em equipe depende não apenas da boa convivência entre o líder e os seus liderados, mas também de um relacionamento positivo entre os próprios colegas.

Dessa forma, cabe ao líder determinar regras básicas de bom convívio e mediar as circunstâncias conflitantes. Para que esse tipo de situação seja adequadamente resolvido, é preciso instruir os membros da equipe a fazer uso do diálogo, sempre com respeito, ética e empatia.

As divergências de opiniões fazem parte do trabalho em equipe, mas elas devem ser expostas com cuidado, sem ser impostas e sem ferir os sentimentos de alguém. Decisões precisam ser tomadas, e nem sempre é possível agradar a todos. Um bom líder deixa esses aspectos bem claros à equipe, desenvolvendo a maturidade e a compreensão de cada membro.

Precisamos de uma mãozinha

Como você deve ter percebido, o trabalho em equipe requer mais do que bons funcionários. É preciso também haver líderes capazes de trazer motivação no trabalho em equipe. Todo grupo precisa de um líder, capaz de dar sugestões e criar processos que facilitam a relação entre todos os integrantes deste grupo.

Vivemos em sociedade, e, por isso, é preciso despertar a interação e o envolvimento com todas as pessoas. Entretanto, existem algumas programações provenientes do passado que tornam essa tarefa algo difícil de ser realizado. Romper com hábitos enraizados não é algo que ocorre da noite para o dia. Pensando em você, o Instituto Brasileiro de Coaching — IBC conta com o excelente curso de formação e certificação internacional em Coaching, Professional & Self Coaching.

Por meio desse curso, você vai ganhar uma mãozinha para impulsionar a sua carreira e motivar constantemente a sua equipe, além de criar ambientes ideais para estimular o espírito empreendedor, o companheirismo e a criatividade. Com as formações do IBC, a motivação no trabalho será a sua filosofia, e todos perceberão esses diferenciais em você. Opte por ser um verdadeiro líder, capaz de trabalhar em equipe e de transformar o ambiente organizacional que existe ao seu redor!

E você, querida pessoa, como avalia as suas competências para o trabalho em equipe? Qual das dicas acima mais foi relevante para você? Deixe um comentário com as suas respostas no espaço abaixo. Além disso, compartilhe este artigo nas suas redes sociais. Se estas informações foram úteis para você, elas também poderão ajudar os seus amigos, colegas, familiares e quem mais estiver interessado no assunto!

Imagem: Por ASDF_MEDIA

E aí, curtiu esse conteúdo?

Saiba que ele é apenas a pontinha do iceberg e você pode desenvolver suas habilidades de liderança muito mais. Baixe agora o ebook Leader Coach e aprenda como extrair o máximo resultado da sua equipe.
Preencha o formulário, é de graça.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010