Como migrar uma empresa física para o digital?

Empresário usando um computador moderno

Confira cinco dicas essenciais para realizar a migração de empresa física para empresa digital.

A internet está cada vez mais presente em nosso dia a dia e isso fez com que muitas lojas físicas passassem a cogitar se tornarem digitais. Um empreendimento digital se mostra menos oneroso e pode satisfazer as necessidades dos clientes de forma mais ampla. Mas, como migrar uma empresa física para o digital? Existe uma forma certa para fazer isso?

Para quem está considerando realizar essa migração, é fundamental estar atento a alguns tópicos relevantes. No artigo a seguir você poderá entender como essa migração pode ocorrer de forma organizada e minimizando riscos. 

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

Migração de uma empresa física para o digital: conheça os desafios

A migração de uma empresa física para o digital é um processo que envolve alguns desafios. No entanto, é fundamental que o gestor entenda essa mudança como uma oportunidade de crescimento e consolidação no mercado.  

Dentre os principais desafios estão o investimento em ferramentas tecnológicas, mudança de processos e modificação do modelo de gestão. Confira a seguir quais são os principais desafios para realizar essa conversão com sucesso. 

1. Cultura organizacional

A cultura organizacional é um dos principais aspectos que impedem o desenvolvimento do varejo digital. Pode haver resistência das pessoas à transformação de costumes. Engana-se quem pensa que basta adquirir ferramentas tecnológicas de qualidade. Também é fundamental que os colaboradores estejam prontos para lidar com essas novidades.

2. Investimento em tecnologia

A transformação digital é o primeiro passo para a migração para o varejo virtual. Contudo, essa transformação não pode ser vista somente como a aquisição de equipamentos e automatização de operações. No processo de migração para o digital é importante mudar o planejamento das ações realizadas dentro das lojas. Os processos precisam ser pensados para essa nova realidade.

Outro ponto que não pode ser esquecido é o investimento na capacitação dos colaboradores. Os funcionários devem saber como trabalhar utilizando os novos recursos disponíveis para a empresa. É preciso que haja um período de adaptação a esse novo quadro.

3. Mudanças na comunicação

O cliente deve ser sempre o centro do negócio, ou seja, deve ser mantida a proximidade com eles. A empresa precisa se atentar para o desenvolvimento de soluções que atendam as necessidades e preferências dos clientes. Além disso, é necessário manter uma boa comunicação interna com os seus colaboradores. Entender como as mudanças impactam os funcionários é determinante. 

4. Logística

Uma das principais mudanças no processo de migração de uma empresa física para uma empresa virtual diz respeito à gestão do seu estoque. Registros e planilhas manuais são obsoletos, especialmente em relação a empresas digitais. Os sistemas precisam ser, além de digitalizados, modernos para acompanhar o ritmo da companhia.

O ponto crítico desse setor durante a migração é conseguir a sincronização das informações de estoque com os sistemas de marketing e varejo. Também é fundamental encontrar a conformidade entre os processos realizados pela equipe. A logística em uma empresa digital demanda parcerias fortes e sólidas com companhias de vários setores como transportadoras, operadoras e plataformas. 

4. Marketing digital

Nesse processo de migração de empresa física para empresa digital, é muito importante focar no desenvolvimento do marketing digital. A concorrência na internet é bastante acirrada, o que torna mais difícil alcançar o sucesso pretendido. Por esse motivo, é cada vez mais importante utilizar estratégias de marketing inovadoras. Chegar ao público e alcançar o lucro pretendido demanda dedicação. 

As marcas constroem sua identidade e imagem online através de redes sociais, sites, blogs e aplicativos. Por meio de novas ferramentas de marketing digital é possível ter acesso a dados mais precisos em relação às preferências do público. Tornou-se estrategicamente mais simples fidelizar os usuários através de canais digitais. 

Migração de empresa física para empresa digital: como fazer?

Há cada vez mais empresas digitais, algo fácil de compreender ao analisar o cenário atual. A pandemia fez com que muitos empreendimentos precisassem descobrir e desenvolver sua faceta virtual. A partir dessa necessidade, muitos gestores perceberam que tinham mais vantagens ao trabalhar online do que no físico.

Além disso, foram criadas diversas soluções tecnológicas para ajudar as empresas a contarem com mais valor agregado através da automação. Os softwares de gestão, inteligências artificiais, internet das coisas, computação em nuvem, big data, entre outros recursos contribuem para esse movimento rumo ao digital. As demandas dos clientes são cada vez mais bem resolvidas por meio desses sistemas.

Confira a seguir algumas dicas pontuais para fazer essa migração. 

1. Vendas online pelo Instagram e WhatsApp

Para os gestores que estão preparando essa migração do físico para o digital, é interessante ter uma estratégia de vendas online. Antes de ter uma loja virtual consolidada, é possível iniciar as vendas virtuais pelo Instagram e o WhatsApp. Esse modelo de vendas cresceu consideravelmente durante o isolamento social imposto pela pandemia. Os consumidores já estão acostumados com esse método.

2. Planejamento

Planejamento é a palavra-chave para esse período de transição entre o físico e o digital. O gestor deve se dedicar com afinco a elaborar um planejamento palpável e alinhado com a realidade da sua empresa e mercado. A equipe deve ser corretamente orientada para que possa atuar como um parceiro nesse novo momento. 

3. Estudo do mercado

O empresário deve estudar o mercado em que a sua empresa está inserida de maneira a encontrar o melhor posicionamento para seu empreendimento. Faça um estudo aprofundado do setor que corresponde ao seu nicho. É necessário entender se essa migração será realmente efetiva ou se poderá acarretar algum prejuízo. 

4. Observe a concorrência

Outro fator relevante nesse momento de transição é estudar o comportamento da concorrência. Como as empresas do mesmo setor se portam online? Quais são as suas estratégias de vendas? Essas estratégias estão tendo efetividade? Será que a sua empresa deve se portar de outra forma para ocupar esse espaço virtual? 

5. Aprofunde-se no entendimento da empresa digital

Por fim, é essencial que o gestor se especialize no entendimento do funcionamento de uma empresa digital. A gestão do empreendimento virtual é bastante diferente da gestão de uma empresa física. Compreender essas diferenças é determinante para ser bem-sucedido nesse mercado.

Gostou de saber mais sobre a migração de empresa física para o digital? Está pensando em realizar esse processo? Deixe seu comentário abaixo.

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds