Conheça a teoria dos sistemas

gerente tocando engrenagens

Você sabe o que é a teoria dos sistemas e como ela funciona?

A teoria dos sistemas consiste em um conjunto de elementos que interagem entre si, operando sobre entradas e fornecendo saídas processadas. Assim é possível atingir um objetivo em comum. O método foi desenvolvido pelo cientista alemão Ludwig von Bertalanffy em 1960, com base em três premissas. 

A primeira é a de que todos os sistemas existem dentro de outros sistemas. Por sua vez, a segunda é que os sistemas são abertos. Por fim, a terceira é a de que as funções de um sistema dependem de sua estrutura. Continue lendo para entender melhor sobre o tema. 

O que é teoria dos sistemas?

Essa teoria é um estudo interdisciplinar de vários sistemas de maneira geral. Tem como objetivo descobrir padrões, identificando regras que podem ser aplicadas em inúmeros campos distintos. Nela, se entende por sistema qualquer organismo que possui partes interligadas e interdependentes. 

Inclusive, é essa amplitude do conceito que o torna passível de ser aplicado a diferentes áreas do conhecimento. A teoria dos sistemas tem base no conceito de homem funcional, considerando o relacionamento interpessoal como um sistema aberto. Segundo ela, as organizações são como um sistema de papéis e as pessoas são os atores que desempenham esses papéis.

Os principais fundamentos da teoria dos sistemas são: 

– Integração das ciências naturais e sociais;

– Construção de um modelo mais abrangente para estudar os campos do conhecimento científico;

– Desenvolvimento de princípios de unificação que atravessem os universos particulares das diversas ciências envolvidas.

As organizações são constituídas de um sistema que conta com recursos para o desenvolvimento da atividade proposta. Consequentemente, podem alcançar os resultados almejados e realizar as mudanças necessárias.

Mudanças de perspectiva

Algo muito interessante a respeito da teoria dos sistemas é que ela propõe uma mudança de perspectiva sob diferentes vieses:

Das partes para o todo

Essa teoria propõe tirar o foco do objeto de estudo de cada área, levando-o para investigar as relações entre essas áreas diferentes.

Mapeamento

A teoria também possibilita sair da medição para o mapeamento das relações.

Análises

Há a migração das análises quantitativas para análises qualitativas.

Conhecimento epistemológico

Sai do conhecimento objetivo para o conhecimento epistemológico (conhecimento sobre o conhecimento).

Qual é a origem da teoria dos sistemas?

A teoria dos sistemas teve origem com os estudos do alemão Ludwig von Bertalanffy, na década de 1960, na área da Biologia. As metáforas utilizadas pelo cientista para se referir a organismos vivos logo passaram a ser usadas no contexto organizacional. A ideia era tentar entender como as empresas funcionam, usando por base as ideias aplicadas aos organismos.

A popularização da Teoria Sistêmica no segmento organizacional se deu através da obra “Psicologia Social das Organizações”. Esse livro foi escrito pelo psicólogo Daniel Katz e pelo informático Robert Kahn. Em seguida, começou a ser utilizada com as mesmas finalidades em outras áreas do conhecimento. 

Teoria dos sistemas: os conceitos mais importantes

Para ter uma compreensão mais profunda do tema é interessante conhecer alguns conceitos chave. A seguir listamos os principais, acompanhe:

Sistema – Organismo formado por partes independentes e interligadas. 

Fronteiras – Que definem um sistema separando-os de outros. 

Entropia – Essa grandeza tem como objetivo mensurar o nível de irreversibilidade das alterações que um sistema físico sofre. 

Ambiente – Contexto externo em que o sistema se encontra. 

Entrada, importação ou input – Fenômeno ou causa que dá início ao funcionamento do sistema. 

Saída, exportação ou output – Trata-se da consequência final que é gerada pelo funcionamento do sistema. 

Processamento ou throughput – Processo de conversão utilizado para as exportações e importações. 

Retroalimentação (ou feedback) – Pode ter viés positivo ou negativo. No caso do feedback positivo, o sistema age conforme a entrada recebida. Já o feedback negativo força o funcionamento contrário, ou seja, resistente. 

Características dos sistemas

De acordo com os estudos de Bertanlanffy, os sistemas são constituídos por partes diversas independentes. Contudo, têm características e atributos únicos que não podem ser encontrados em suas partes isoladas. Entenda a seguir quais são essas características: 

Propósito

Sistemas sempre objetivam realizar uma finalidade. Essa finalidade não pode ser realizada pelas partes isoladas do sistema. 

Totalidade

Uma vez que os sistemas são organismos, qualquer alteração ocorrida em uma das partes levará a consequências nas demais. 

Teoria dos sistemas e tipos de sistemas

A natureza e a constituição dos sistemas permitem a sua classificação. De acordo com a constituição, sistemas podem ser dos seguintes tipos: 

Físicos

Nesta categoria estão os sistemas formados por coisas reais e palpáveis, como equipamentos, objetos, computadores, maquinários, entre outros. 

Abstratos

Esses sistemas são constituídos por ideias e conceitos formados por várias partes. São exemplos: teorias, áreas do conhecimento e argumentos. 

No tocante à sua natureza, os sistemas podem ser: 

Abertos

Aqueles que se encontram suscetíveis a influências do ambiente do seu entorno. 

Fechados

Aqueles que não interagem com o ambiente no seu entorno. 

Teoria dos sistemas aplicada à psicologia

Na área da psicologia, a teoria dos sistemas é usada para avaliar a psique humana. Entendendo-a como um sistema aberto, se compreende que ela interage por meio de entradas e saídas com o ambiente exterior. Nesse contexto, eventos traumáticos funcionam como input para mudanças no sistema psicológico. 

O evento é processado, apresentando então outputs na forma de sintomas. Na tentativa de manter o sistema psicológico equilibrado, entram em ação mecanismos de defesa como a negação. 

Teoria dos sistemas aplicada à administração

Na Teoria Administrativa, considera-se que as organizações são sistemas abertos. Sendo assim, elas recebem entradas na forma de energia, pessoas, suprimentos entre outros.

Também fornecem saídas na forma de seus produtos e serviços. Essa metáfora é válida para compreender como as empresas funcionam determinando, assim, as melhores estratégias de mercado.

Trata-se de uma metodologia bastante didática que ajuda os entusiastas dessa área a entender como cada parte da empresa é fundamental. As partes constituem o todo e cada parte não pode cumprir a função geral sem as demais. 

Agora você conhece a teoria dos sistemas e sabe como ela é aplicada na administração! Gostou do artigo? Quer contribuir com mais alguma informação? Deixe seu comentário e compartilhe nas redes sociais.

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds