O conceito de Coworking e a maneira como ele pode ser eficaz na produtividade do profissional

flexibilidade, coworking, home office

Conheça o coworking uma forma de trabalho flexível sem perder a produtividade/ Copyright: Rawpixel.com

A maneira como as pessoas trabalham já não é mais a mesma de alguns anos atrás. Atualmente, não vemos mais apenas empresas operando de forma engessada, com horários rigorosos e colaboradores dentro das salas por horas seguidas. É crescente o número de pequenos negócios, profissionais freelancers, startups e empreendedores inseridos no mercado. É nesse contexto que surge o coworking.

O coworking, também conhecido como trabalho cooperativo ou colaborativo, tem crescido muito no Brasil e em vários outros países. Se você nunca ouviu falar nele, saiba que ele está entre as tendências para o futuro da vida profissional. Neste artigo, você vai entender melhor o que é, como funciona e quais vantagens o coworking oferece. Boa leitura!

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

O que é o coworking e como ele surgiu?

O coworking surgiu nos Estados Unidos no ano de 2005, quando Brad Neuberg, um engenheiro de software criou uma comunidade de trabalho com os amigos. O conceito baseia-se na ação de um grupo de profissionais trabalhando em um mesmo espaço, independentes um dos outros. O objetivo é o compartilhamento de valores e a busca pela sinergia, por conta da troca de experiências (por estarem no mesmo espaço).

No Brasil, a definição surgiu no ano de 2008, e o país já conta com aproximadamente 1500 espaços de coworking para diversos profissionais, entre eles, designers, profissionais da área de comunicação, advogados, entre outros. A ideia é que as pessoas desenvolvam os seus trabalhos sem a pressão do meio corporativo e sem o isolamento do home office, podendo, assim, interagir entre si, trocar experiências, estabelecer relacionamentos e até mesmo parcerias.

Resumidamente, o coworking ocorre quando profissionais de diferentes empresas, incluindo profissionais autônomos, compartilham um mesmo espaço para trabalhar. Ainda que não sejam membros de uma mesma organização, eles podem se conhecer, interagir e trocar experiências.

Como funciona a dinâmica do coworking?

O coworking funciona da seguinte forma: o profissional que deseja utilizar o espaço paga um valor — que pode ser por hora, por diária, semanal, mensal ou por meio de pacotes específicos, dependendo da sua necessidade de uso.

No ambiente, o usuário tem acesso a uma mesa compartilhada para trabalho, internet, sala de reunião e treinamento, telefone, impressora, entre outros itens. Aluguel, eletricidade, conta de água e manutenção do espaço, ficam a cargo do proprietário da instalação.

Sendo assim, um engenheiro e um arquiteto que nunca se viram antes na vida podem, em um belo dia, compartilhar a mesma mesa de trabalho, já que ambos pagaram para utilizar um mesmo espaço de coworking. Esse pode ser o início de uma grande parceria de trabalho, não acha? E assim acontece todos os dias nos espaços de coworking do Brasil e do mundo.

Vantagens do coworking

A dinâmica do coworking traz diversas vantagens, como:

  • Corte de gastos por parte do empreendedor(referentes à criação e à infraestrutura de uma empresa), permitindo a contratação de colaboradores a distância;
  • Economia com pagamento de salários, taxas e impostos;
  • Promoção de networking, visto que os profissionais, por compartilharem a mesma sala, acabam interagindo entre si, o que pode despertar parcerias profissionais positivas;
  • Solução para o isolamento que um trabalho em home office pode causar;
  • Criação de um modo de trabalho dinâmico e colaborativo, em que os profissionais podem auxiliar uns aos outros;
  • Incentivo ao convívio social, estimulando os encontros aleatórios e as conversas espontâneas;
  • Facilidade na mudança de atividade, caso um negócio não progrida, aproveitando as oportunidades de parcerias que podem surgir no espaço de coworking;
  • Qualidade de vida ao profissional, por meio de uma boa infraestrutura, de uma flexibilidade de horários de trabalho e do convívio com outras pessoas.

Desvantagens do coworking

Como nada na vida é perfeito, também precisamos comentar sobre os aspectos que não são tão bons nesse sistema de trabalho. Confira.

  • Com a grande quantidade de pessoas em um mesmo espaço, o nível de concentração deve ser maior. Sem essa capacidade, o profissional pode acabar disperso e produzindo menos do que produziria em uma empresa específica ou em sua própria casa;
  • O fato de o coworking funcionar sem delimitação de espaço pode resultar em uma falta de privacidade nos processos do profissional. Assim, isso pode representar constrangimentos se você precisar ter conversas delicadas com colegas ou clientes ou se precisar lidar com informações confidenciais, por exemplo.
  • A informalidade do coworking pode ser um fator desvantajoso, caso o ramo do seu negócio exija algum tipo de protocolo, como ocorre em escritórios de advocacia. Marcar uma reunião com um cliente nesse tipo de local pode não ser a melhor ideia, se o contexto exigir mais formalidade e privacidade.

Uma tendência em crescimento

A escolha sobre trabalhar em um espaço de coworking depende única e exclusivamente do profissional. O mais viável é que sejam ponderadas certas questões do dia a dia de trabalho. Por exemplo: você produz melhor com metas e horários definidos? Você gosta de trabalhar em equipe? Ou prefere trabalhar em casa e sozinho? Você percebe que rende mais quando estabelece a sua própria escala de trabalho?

As respostas para essas e outras questões relevantes em sua profissão ajudarão você a entender melhor o seu perfil profissional. Para isso, o coaching é uma metodologia de desenvolvimento e capacitação humana capaz de promover esse autoconhecimento, por meio de técnicas diferenciadas e aprofundadas.

O coworking é um modelo de trabalho que ainda “engatinha” no Brasil e certamente divide opiniões, sobretudo porque o estilo de trabalho das pessoas pode variar consideravelmente, dependendo das suas respectivas áreas de atuação e até mesmo da sua própria personalidade. Contudo, não há como negar que as estatísticas apontam para uma expansão e popularização desse modelo, especialmente nas grandes cidades.

E você, querida pessoa, conhece algum espaço de coworking? Qual é o diferencial dele? Se ainda não conhece, se interessou pela dinâmica? Então, deixe o seu comentário no espaço a seguir. Por fim, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63