O que é liderança democrática

Líder com sua equipe

Confira as principais características do líder democrático.

A liderança é um convite à descoberta. Trata-se do processo de conduzir pessoas, transformando-as em uma equipe e gerando resultados. Liderança é saber motivar e influenciar os liderados de maneira ética e positiva. O líder contribui para o entusiasmo de todos e impulsiona o alcance de resultados positivos para a organização.

A habilidade de liderança pode tanto surgir de forma natural, como ser desenvolvida. Seja qual for o caso, a liderança é um comportamento que pode e deve ser exercitado e aperfeiçoado constantemente. Dentre as habilidades essenciais para um líder de sucesso é possível destacar o carisma, paciência, respeito, disciplina e, principalmente, a capacidade de influenciar pessoas.

Perfis de liderança

A liderança possui três perfis diferentes que apresentam influências distintas nos resultados de desempenho e comportamentos individuais. São eles:

Liderança Autocrática

Esse estilo de liderança é o mais tradicional e se relaciona com a imagem antiga de chefes e governantes. A liderança autocrática se caracteriza pela centralização das decisões e valorização da obediência dos liderados. Tem mais rigidez no controle dos processos. 

Liderança Democrática

Esse modelo de liderança se caracteriza pelo estilo de gestão em que os colaboradores são envolvidos em quase todos os planos e processos corporativos. Trata-se de um modelo em que o líder distribui as responsabilidades entre os colaboradores da equipe. Dessa forma, todos os participantes da equipe auxiliam no processo de tomada de decisão

A Liderança Democrática é um estilo de liderança que deveria ser mais aplicado no dia a dia, uma vez que é capaz de propiciar um ambiente saudável, comprometido e focado no desenvolvimento dos colaboradores.

Liderança Liberal

A liderança liberal é chamada também de lasseiz-faire. Tem como característica principal o fato de o líder dar completa liberdade para que os membros da equipe tomem decisões individuais. A liderança participa da tomada de decisões somente quando é solicitado. O grupo é que tem ênfase nesse modelo de liderança. 

Características da Liderança Democrática

A Liderança Democrática envolve os subordinados nos planos, políticas, procedimentos e metas empresariais, facilitando as discussões e a produtividade. Esse perfil de liderança tem maior eficácia e traz bons resultados em situações como:

– Na rotina de cada dia de trabalho;

– Quando houver maior necessidade de comprometimento por parte das pessoas;

– Desenvolvimento dos subordinados em termos de comportamento e no estabelecimento de um relacionamento baseado em confiança.

Adotar o estilo de liderança democrática demanda tempo e dedicação. Isso porque é preciso envolver, discutir e acompanhar as equipes. Em uma liderança democrática, tanto o trabalho quanto as tomadas de decisão são feitas em conjunto com os subordinados, sempre ouvindo, orientando e impulsionando os mesmos. 

Liderança democrática: conhecendo um pouco da história 

A liderança democrática tem como principal característica o fato de que as decisões são tomadas de forma participativa. Dessa forma, os colaboradores estão diretamente envolvidos na gestão da companhia. Embora tenha se tornado popular apenas nas últimas décadas, é importante destacar que seu conceito foi desenvolvido entre os anos de 1930 e 1940.

Nesse período, o pesquisador comportamental Kurt Lewin conduziu estudos que contribuíram para entender a relevância da liderança democrática nas empresas. Nos livros de Lewin são citados como os três estilos principais de liderança o democrático, o autocrático e o liberal (laissez-faire). 

O trabalho de pesquisa de Lewin incluiu entrevistas com líderes e colaboradores que o ajudaram a identificar que o estilo mais popular de liderança era o democrático. Os subordinados se sentiam mais participativos e bem guiados nesse estilo de liderança. 

Liderança democrática: como funciona na prática nas empresas?

O líder que deseja investir na liderança democrática deve saber compartilhar tarefas e responsabilidades com os colaboradores. Também é importante que esse líder saiba ouvir a equipe e absorver as suas sugestões e contribuições. 

Em contrapartida, é essencial que os colaboradores também sejam capacitados para serem eficientes nesse modelo. Os membros da equipe precisam saber como oferecer o seu melhor para construir uma equipe mais forte.

Apesar desse estilo de liderança parecer “perfeito”, é importante entender como colocar em prática de forma correta. Quando não há uma boa condução, pode se tornar desastroso manter o foco na construção coletiva, pois o ambiente corporativo pode se tornar estagnado. Pode entrar naquele registro de que muito se fala e pouco se faz. 

Por esse motivo, esse tipo de liderança tende a funcionar melhor em equipes com mais experiência. Grupos acostumados a resolver problemas de maneira autônoma tendem a apresentar soluções mais completas e complexas.

Observando esse modelo é fácil entender porque esse líder tende a se dar bem em quase todas as esferas da companhia. É uma modalidade que pode ser facilmente adaptada para diferentes valores e missões. 

Características do líder democrático

Ser um líder democrático demanda ter paciência e saber ouvir a equipe, entendendo as suas necessidades. Inserir os colaboradores nas decisões nem sempre é uma tarefa fácil, demandando uma boa visão estratégica. Esse líder precisa ainda ter uma boa autoestima e o entendimento que sua principal função é orientar e não resolver tudo sozinho. 

Ao decidir se tornar um líder democrático, é essencial buscar o desenvolvimento das principais características desse estilo. Ter a palavra construção em mente é imprescindível, pois é basicamente sobre construir dia a dia essa visão.

Isso vale especialmente para as lideranças que estão acostumadas com o antigo jeito de liderar. Para quem está habituado a fazer uma liderança autocrática, por exemplo, pode ser impactante essa mudança. São características do líder democrático:

– Encorajar e ajudar a tomar decisões de grupo em todas as atividades;

– Empatia para compreender a posição dos seus liderados em diferentes situações; 

– Foco na produtividade, sempre observando o bem-estar dos colaboradores; 

– Incentivar a realização dos planos e alcance dos objetivos;

– Escuta ativa para ouvir e compreender o que os colaboradores estão transmitindo; 

– Boa capacidade interpessoal para desenvolver bons relacionamentos com os liderados; 

– Inteligência emocional para conduzir todas as situações com o máximo de tranquilidade; 

– Deixar a direção do trabalho à escolha do grupo.

E você, em quais situações adotaria um estilo democrático? Compartilhe com a gente deixando o seu comentário abaixo!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds