Quais são os seis processos da Gestão de Pessoas?

Gestão de Pessoas Gestão de Pessoas – Conheça 6 processos

 

As pessoas são o elemento mais importante de uma organização. Isso porque elas fazem parte do capital intelectual da empresa, sendo responsáveis por colocar em prática seus conhecimentos e trazer o diferencial competitivo, que a organização precisa para se destacar no mercado em que atua.

O processo de Gestão de Pessoas contribui para que as organizações sejam eficazes, conquistando a cooperação dos profissionais, tanto para alcançar seus objetivos individuais quanto os organizacionais. Para que esse nível de reciprocidade seja alcançado entre organização e indivíduo, a Gestão de Pessoas desenvolve seis importantes processos. 

Confira, no artigo de hoje, cada um destes processos e como eles podem ser aplicados na sua empresa. 

Quer saber como motivar e potencializar os resultados de sua equipe?
Clique aqui e baixe agora meu ebook “Leader Coach”! É um presente!

Os 6 processos da Gestão de Pessoas

Entre as principais preocupações que fazem parte das ações da Gestão de Pessoas estão elaborar e colocar em prática estratégias que visem o bem-estar e a motivação do colaborador, com o objetivo de alinhar seus anseios de carreira às necessidades e resultados que a empresa deseja alcançar. 

Tudo isso é essencial, pois, dessa maneira, mais do que colaboradores, a empresa contará com membros verdadeiramente empenhados e engajados em atingir metas e objetivos individuais e coletivos. 

Porém, por mais que pareça algo simples, este é um grande desafio desta área. Por isso, é fundamental contar com processos de Gestão de Pessoas previamente definidos, pois eles vão contribuir, efetivamente e na prática, para que as ações do setor de Recursos Humanos – RH sejam realmente assertivas dentro da empresa. 

Confira abaixo quais são estes processos:

1 – Agregar pessoas

É o processo utilizado para encontrar novas pessoas para a empresa, incluindo o recrutamento e seleção de profissionais. Aqui, as atividades são desenvolvidas, no sentido de encontrar profissionais qualificados, que atendam às necessidades da organização e ajudam esta a se tornar cada vez mais bem-sucedida em seu mercado de atuação. 

2 – Aplicar pessoas

Esse processo desenha as atividades que as pessoas realizarão na empresa, tendo a função de orientar e acompanhar seu desempenho. Ele também é responsável pelo desenho, análise e descrição de cargos, além de orientação das pessoas e avaliação de sua performance. 

Nas atividades relacionadas a este processo está também realizar práticas de integração do novo profissional, a fim de que ele se familiarize com a equipe que vai trabalhar, com os gestores e com a forma como a organização atua de maneira geral. 

3 – Recompensar pessoas

A Gestão de Pessoas sabe que não é só a empresa que tem anseios e necessidades, uma vez que cada profissional que dela faz parte também os têm. Neste sentido, entende que é preciso desenvolver estratégias para atender às expectativas individuais dos colaboradores, para que estes sintam-se plenamente motivados e realizem um trabalho de excelência no dia a dia. 

Assim, este terceiro processo é utilizado para que os colaboradores sintam-se recompensados e também como incentivo para as pessoas satisfazerem suas necessidades individuais. Aqui estão inclusos recompensas, remuneração, benefícios, bônus e serviços sociais, que não tenham a ver apenas com retribuições financeiras.

Estes programas de incentivo que são desenvolvidos de empresa para empresa, têm também como objetivo diminuir, consideravelmente, a taxa de rotatividade destas, para que assim se tornem cada vez mais estáveis e reconhecidas por serem bons lugares para trabalhar. 

4 – Desenvolver pessoas

Mesmo que se encontre profissionais altamente qualificados para compor o quadro de colaboradores da organização, é de fundamental importância que a empresa defina estratégias de desenvolvimento de pessoas, que tenham como objetivo adaptar o indivíduo aos seus processos organizacionais, bem como à sua cultura corporativa.

Por este motivo, o quarto processo de Gestão de Pessoas é voltado a capacitar e desenvolver o grupo de colaboradores, por meio de treinamentos, cursos, palestras e programas que os ajudem a crescer em suas carreiras.

Com este processo, a Gestão de Pessoas acaba por capacitar e aperfeiçoar as ações do indivíduo, não só no âmbito profissional, mas também no pessoal. 

5 – Manter pessoas

Este processo é também responsável por diminuir o índice de turnover da empresa. Neste sentido, ele age para que os colaboradores mantenham-se sempre satisfeitos e motivados, com relação ao trabalho e à organização, e continuem exercendo suas atividades com excelência no dia a dia.  

O objetivo é criar condições ambientais e psicológicas para o indivíduo colaborar com a boa prática das atividades profissionais — como a administração da disciplina, higiene, segurança, qualidade de vida e manutenção de relações sindicais.

Além disso, o incentivo à manutenção de bons relacionamentos interpessoais, entre colaboradores, líderes e empresários, são também essenciais para que o indivíduo tenha vontade de permanecer por um longo período na empresa.  

6 – Monitorar pessoas

Acompanhar e controlar as atividades dos profissionais, verificando sempre seus resultados individuais. Isso é o que faz o processo de monitoramento de pessoas. Tudo para que a empresa possa manter todos os processos iniciais e seus colaboradores satisfeitos com a organização a longo prazo.

Cada um desses processos tem o intuito de manter seus colaboradores satisfeitos e motivados para que, assim, possam atingir os resultados esperados pela organização.

Como aplicar a Gestão de Pessoas em sua empresas?

Conforme você teve a oportunidade de acompanhar até aqui, garantir a implementação destes processos na empresa, garante também a boa gestão dos profissionais que dela fazem parte. Com isso, é possível contar com colaboradores cada vez mais motivados, satisfeitos e reconhecidos, que se esforçarão ainda mais no trabalho, para contribuir com o alcance do sucesso organizacional. 

Assim, acredito ser verdadeiramente importante compartilhar com você boas práticas, que você e sua equipe de gestores podem utilizar no dia a dia, para aplicar a Gestão de Pessoas com eficiência e eficácia nos negócios. 

Veja, a seguir, como isso pode ser feito:

O primeiro passo é planejar

O segredo para uma boa Gestão de Pessoas é investir em um planejamento eficiente, que ajude gestores e empresários a alcançarem o objetivo de oferecer bem-estar aos colaboradores, mantendo-os sempre motivados, aumentando cada vez mais a produtividade, capacitando e desenvolvendo seus talentos, para que assim contribuam diariamente com uma performance de excelência. 

Ao se dedicar à elaboração de um planejamento, que leve em conta estes pontos que citei acima, as chances de que haja uma implementação e manutenção das ações, bem como que se crie um ambiente produtivo, são muito maiores. 

Ouça na essência 

Um outro passo importante para que se aplique uma Gestão de Pessoas eficiente nos negócios é desenvolver o hábito de ouvir o que os colaboradores têm a dizer, já que são eles que lidam com os processos organizacionais e os executam diariamente. 

Neste caso, é importante que você veja seus colaboradores como grandes aliados, capazes de contribuir, efetivamente e na prática, para que se encontrem soluções eficazes para os problemas e desafios da organização, bem como para que esta mantenha-se sempre em constante processo de melhoria. 

Ao adotar esta postura, você acaba ganhando credibilidade frente a seus profissionais, já que eles sentirão altamente valorizados e peças importantes, para o alcance do sucesso organizacional. 

Comunicação livre e transparente

Um dos grandes gaps enfrentados pelos mais diversos tipos de empresas é em seus processos de comunicação. Isso porque eles geralmente não são claros, transparentes e objetivos, o que causa confusão na interpretação dos profissionais que compõem a empresa. 

Neste sentido, é fundamental que se encontre e coloque em prática estratégias em que se estimule uma comunicação mais aberta entre todos, principalmente entre colaboradores e gestores, uma vez que ao fazer isso, evita-se, por exemplo, que fofocas sejam disseminadas e isso prejudique o trabalho diário de uma forma geral. 

Invista em reuniões e comunicados, que informem os principais acontecimentos relacionados aos negócios, pois, ao fazer isso, você deixará claro ao profissional como tais situações vão impactar, direta e indiretamente, o seu dia a dia, bem como a execução de suas atividades, deixando-o tranquilo, já que receberá as informações mais importantes de fontes oficiais e não de outras pessoas. 

Alinhamento entre profissionais e cultura organizacional

Este é um ponto de fundamental importância para a aplicação da Gestão de Pessoas nas empresas atualmente. Digo isso, pois, mesmo que a organização conte com indivíduos altamente qualificados, suas ações não serão verdadeiramente eficientes se eles não estiverem alinhados com a cultura organizacional que a empresa prega. 

Diante disso, buscar este alinhamento se faz necessário, pois é preciso contar com profissionais que queiram caminhar na mesma direção que a empresa como um todo. Assim, é importante sempre se lembrar de nunca esquecer, que esta premissa é válida, tanto para a manutenção das equipes, quanto para a seleção e recrutamento dos futuros colaboradores da organização.

Promova um clima organizacional positivo 

Outra coisa que de nada adianta e investir na contratação de profissionais qualificados e alinhados com os objetivos da empresa, se o clima organizacional estabelecido nesta não é positivo o suficiente para o desempenho das atividades de cada um. 

Neste sentido, é essencial que se incentive e promova um clima organizacional positivo, principalmente na relação entre líderes e liderados, uma vez que são estes líderes que estarão em contato direto com os profissionais e terão a responsabilidade de mostrar que estão ao lado de cada um na caminhada rumo a conquista dos resultados extraordinários que todos almejam. 

Mostre que a sua empresa e um excelente lugar para trabalhar

Além de trabalhar para a retenção de talentos, é importante que a Gestão de Pessoas desenvolva mecanismos voltados também para a atração de talentos, mostrando que a empresa é um ótimo lugar para trabalhar e também para que profissionais desenvolvam suas carreiras de forma satisfatória. 

Mostre ao mercado que você oferece salários compatíveis com as atividades exercidas por cada profissional, que a sua empresa trabalha com bônus, benefícios, que sabe reconhecer a contribuição que cada um dá no dia a dia, tem programas de desenvolvimento de talentos e carreiras e que também conta com um plano de cargos e salários, que permite a ascensão e o crescimento de todos. 

Fazendo isso, além de atrair cada vez mais talentos, que vão te ajudar no alcance de bons resultados diários, você também constrói uma imagem positiva do seu negócio, tanto para os profissionais, quanto para os seus clientes. 

Quer saber como motivar e potencializar os resultados de sua equipe?
Clique aqui e baixe agora meu ebook “Leader Coach”! É um presente!

Os feedbacks são essenciais

Se tem algo que tem deixado profissionais cada vez mais insatisfeitos dentro de uma organização é não saber se sua forma de trabalhar está de acordo com o que a empresa precisa e espera dele. Sabendo disso, é preciso que a Gestão de Pessoas desenvolva estratégias que tornem o feedback uma prática comum, capaz de contribuir para a avaliação, bem como para o crescimento e desenvolvimento do colaborador. 

Oferecer feedbacks constantes, sobre os pontos em que profissional está acertando e também sobre aqueles em que ele precisa melhorar a sua atuação, fará com que ele se sinta mais tranquilo, pois, dessa maneira, ele saberá se está indo no caminho certo ou se precisa fazer ajustes em sua jornada. 

É importante lembrar que a cultura do feedback deve ser implementada, de maneira que o colaborador também tenha a oportunidade de informar a seu gestor o que ele está fazendo de positivo e os seus pontos de melhoria. Assim, todos conseguem progredir juntos e de forma mais igualitária. 

Autonomia e liberdade de ação

Uma das coisas que os profissionais que estão no mercado atual mais desejam é contar com a confiança de seus gestores, e também da empresa, de uma forma geral, para que assim possam agir com autonomia e liberdade suficientes, durante a sua rotina de trabalho. 

Uma forma de incentivar isso, é transformar o gestor em um líder, que trabalha mais como uma espécie de consultor, orientando e acompanhando as ações, o progresso e o trabalho de sua equipe, do que como um chefe autoritário, que precisa saber de cada passo dado por todos. 

Demonstrar confiança e empoderar o colaborador, oferecendo-lhe as ferramentas, técnicas e o suporte necessário, para que ele faça suas atividades com excelência, e ao mesmo tempo se desenvolva, é algo que motiva a todos de forma intrínseca. 

Com isso, os resultados extraordinários desejados pela empresa como um todo e pelos membros que a compõem, são alcançados com mais rapidez e naturalidade. 

Comece agora mesmo a aplicar estes processos de Gestão de Pessoas nos seus negócios e em pouco tempo você colherá bons frutos destas ações. Invista nisso e alcance o sucesso que tanto almeja. 
Agora, diga-me: sua empresa utiliza algum desses processos? Conte no espaço abaixo os resultados obtidos. Leve também essas informações a mais pessoas: curta e compartilhe esse artigo nas redes sociais, com seus amigos.

Copyright: Melpomene / Shutterstock

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010