SUPERE SUAS CRENÇAS LIMITANTES

Crenças Limitantes Supere as Crenças Limitantes

 

A essa altura, querido Ser de Luz, acredito que você já entendeu a importância de reprogramar suas crenças, não é mesmo? Mudar o nosso padrão mental, mudar nossas crenças cognitivas é essencial para realizar uma verdadeira transformação. Mas por onde começar? Eu proponho começar a partir de uma profunda reflexão interna, afinal toda mudança começa de dentro para fora.

O autoconhecimento é essencial para entender certos comportamentos e as crenças que sustentam esses comportamentos. Por isso, o primeiro passo é questionar as suas próprias crenças. O que sustenta as suas verdades? Como você costuma avaliar os fatos concretos: de forma mais emocional ou racional? A maioria das nossas crenças, por ser inconsciente, não costuma ter uma sustentação racional.

Esse é o ponto central para ressignificarmos nossas crenças. Como a maioria das nossas crenças são inconscientes e irracionais, vamos começar por aí! Primeiramente, tente racionalizar os motivos que te levam a acreditar em uma coisa, e não em outra. Seja racional e realista. Essa reflexão com certeza irá lhe revelar muitas crenças que não correspondem à realidade. Muitos dos nossos medos parecem ser bem maiores do que realmente são.

Quando analisamos cada situação com calma e tranquilidade, com olhar racional, podemos perceber isso facilmente. É muito importante observar também se existe, de fato, relação entre o que sua mente elabora e a realidade concreta. Porque é muito comum nossa mente criar uma infinidade de desculpas apoiadas em uma variedade de fatores, incluindo defesas cognitivas. Isso, aliás, é algo que acho curioso e fascinante, portanto, digno de comentário: quanto mais inteligente é uma pessoa, mais elaboradas serão suas defesas e suas crenças, tanto as limitantes quanto as motivadoras.

Por isto é preciso tomar cuidado: embora nossos processos cognitivos sejam extremamente importantes, eles representam apenas uma parte do conjunto total que é a mente humana. Saber reprogramar nosso mindset também exige que saibamos lidar tanto com conteúdos emocionais quanto cognitivos. Para auxiliá-lo na sua análise, separei três perguntas poderosas que podem ser muito úteis para identificar o que motiva seus pensamentos e a objetividade deles: Suas reações e ideias são baseadas mais em sentimentos e emoções ou na racionalidade? Seus pensamentos fazem você se sentir mais focado no positivo ou no negativo? Seu modo de raciocinar te auxilia a alcançar seus objetivos? Sempre duvide dos seus pensamentos, caso você perceba que eles não te auxiliam a realizar nada ou sejam negativos.

Cada pensamento negativo que temos ocupa um espaço que é muito valioso em nossa mente. Ao invés de perder tempo e energia com pensamentos negativos de qualquer espécie, experimente se dedicar a construir pensamentos mais positivos e vislumbrar as coisas boas. Todos somos filhos de uma mesma força criadora que nos guia e nos dirige. Mesmo que você não reconheça isso ainda, você tem dentro de você todas as capacidades da mente humana. Tudo depende de você e da sua força de vontade, da sua coragem e da sua ousadia.

Ouse questionar as suas crenças. Se suas crenças não aumentam a sua consciência sobre o Universo e sobre você mesmo, suspeite delas. Quantas ideias você já teve no passado que persistem da mesma forma até hoje? Nós mudamos nossos pensamentos conforme amadurecemos, o que é um fato. Qualquer pessoa é capaz de perceber isso ao relembrar sua adolescência. Nesse período da vida é comum nos rebelarmos e termos desejo de conhecer o mundo, mas ainda somos inexperientes e acabamos cometendo uma infinidade de erros e escolhas dos quais, mais tarde, nos arrependemos.

Amadurecer de verdade, entretanto, não é se arrepender das escolhas que fizemos no passado. Mesmo que não tenham sido boas escolhas, eram, provavelmente, as únicas escolhas que você podia fazer naquele momento. Na maioria das vezes nós fazemos só a única coisa que podemos, com os conhecimentos e limitações disponíveis no momento. Então, erros são precisamente aquilo que nos fortalece e nos ensina. Se aprendemos com erros, temos a chance de amadurecer. Crenças também são assim: cada uma pode servir a um propósito.

Mesmo as suas crenças limitantes servem como aprendizado e crescimento. Quando questionamos nossas crenças, crescemos espiritualmente. Aos poucos, vamos nos aproximando do cerne, da essência do nosso ser. O poder para mudar a sua vida está sempre, sempre, dentro de você mesmo. Seja fiel à sua verdadeira essência. O seu jeito é sempre o jeito certo. Mesmo quando você erra, você aprende algo.

Ser firme em suas decisões e resistir a influências negativas, tanto externas quanto internas, eis o verdadeiro segredo. Ninguém poderá te conhecer melhor do que você mesmo, se você decidir se autoconhecer. Você é a pessoa mais capacitada do mundo inteiro para tomar as próprias decisões, pois só você realmente conhece a sua própria história. Crenças não são verdades fixas. Elas têm, sim, certa estabilidade. Porém não são imutáveis.

Esses questionamentos que fazemos a nós mesmos são uma forma de desenvolver autoconhecimento e gerar insights. Ao se tornar mestre do próprio destino, você vai sendo guiado cada vez mais em direção a você mesmo. Reconhecer e aceitar a própria história, aceitar-se como você é e gerar mudanças de dentro para fora. Eu sei que, na prática, isso é mais difícil do que parece, mas atingir resultados extraordinários exige, de fato, comprometimento e ressignificação de mindset, que é o próximo tópico que irei explorar.

A ressignificação é uma técnica muito utilizada nos processos de Coaching. Trata-se de uma prática poderosa que visa dar novos sentidos a uma memória, uma crença, ou qualquer conteúdo cognitivo ou afetivo. Como o nome sugere, ressignificar quer dizer modificar o significado de algo. O processo de mudança e de atribuição de novos sentidos envolve uma escolha ativa: escolher uma história coerente o suficiente através da qual podemos nos sentir contemplados. Fazemos escolhas a todo momento.

Cada escolha nos afeta de alguma forma, evidentemente. Tanto as vitórias e acertos como as derrotas e erros são resultado de nossas escolhas, nosso esforço e nossas ações. São nossa responsabilidade. Sobre qualquer variável, somos os únicos responsáveis pela nossa história. O nosso mindset ou, em outras palavras, a nossa mentalidade, a nossa programação mental, é baseado nas escolhas que fazemos, nas coisas em que escolhemos acreditar. Se você escolhe acreditar que é azarado, que tudo dá errado para você, que o Universo conspira contra você, então você estará programando sua mente para agir baseada nessas verdades.

Mas, será que isso é realmente verdade? De um ponto de vista concreto, nada sustenta essas crenças. Então, por que não programar sua mente para agir baseada em verdades que te favoreçam e te impulsionem? Experimente substituir essas crenças de azar por expressões como “a sorte está do meu lado”, “eu mereço ser feliz”, “sempre existe uma solução para qualquer problema”. Essas expressões ajudam a reprogramar a forma como nossa mente trabalha. De acordo com estudos da Programação Neurolinguística — PNL, o nosso cérebro é capaz de assimilar qualquer coisa que repetirmos sistematicamente. Através de treinamento, podemos adquirir não só habilidades motoras e cognitivas, como também reprogramar nosso mindset. Isso significa que, para superar crenças limitantes, o jeito mais fácil é focar crenças motivadoras. Se nosso cérebro assimila tudo que repetimos temos que ter foco no positivo.

Se você tenta focar a resistência à negatividade, como não ter tal crença, não agir de tal forma, você estará focando o “não”! O que acontece nesses casos é exatamente o contrário do que se pretende: ao invés de superar a negatividade, nossa mente acaba assimilando-a ainda mais. Esse é o maior erro que algumas pessoas cometem e por isso acabam se autossabotando. Para ter crenças positivas, mantenha foco no positivo. Para superar crenças limitantes, troque-as por crenças motivadoras. Tire o “não” das suas expressões.

Ao invés de usar frases como “eu não sou fraco”, “eu não sou inútil” “eu não sou incompetente”, use frases afirmativas; afirme para o mundo e para você mesmo: “eu sou forte”, “eu sou útil”, “eu sou capaz”, “EU SOU LIVRE”! Liberando pensamentos negativos, você irá libertar a sua energia. Use-a de forma sábia e consciente. Você com certeza vai se sentir mais aberto para o mundo e para a vida, mais disposto e motivado.

Mudanças incríveis acontecem na vida daqueles que ousam quebrar suas próprias resistências e superar padrões de pensamentos limitantes. Devemos usar nossos recursos e direcionar nossa energia rumo aos nossos objetivos, e não o contrário. Aplicar energia em pensamentos de negatividade é um verdadeiro desperdício.

No fundo, nós mesmos somos nosso maior desafio. Superar a si mesmo é superar o inimigo que sabe todas as suas vulnerabilidades. Pergunte-se: “o que eu quero alcançar?” e “aonde desejo chegar?” Que essas perguntas te guiem sempre em sua jornada.

Copyright:  1496252768 – https://www.shutterstock.com/pt/g/Chumphontm

 

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds