Veja 4 dicas de como lidar com pessoas nervosas no trabalho

homem-em-pe-com-a-mao-na-cintura-mulher-sentada-com-cara-de-medo

Entenda qual a melhor forma de lidar com pessoas nervosas no ambiente de trabalho.

Em nosso ambiente de trabalho, encontramos e convivemos com pessoas de personalidades diversas. Pessoas alegres, extrovertidas, tagarelas, caladas e até pessoas nervosas. Essas últimas também são conhecidas como pessoas difíceis e isso tem uma razão bem simples: conviver com indivíduos assim não é tarefa fácil.

Muitas vezes, esses colegas são grosseiros, ríspidos e se envolvem em conflitos constantemente. Isso poderia ser algo ignorado se não fosse preciso conviver com essa pessoa por, no mínimo, 8 horas do dia, 5 dias da semana. As atitudes desses colegas influenciam no ambiente de trabalho, na produtividade dos demais colegas e, até mesmo, nos resultados da empresa. 

Aprender a lidar com pessoas nervosas é fundamental para conseguir driblar as dificuldades que eventualmente elas geram. No artigo a seguir listamos 4 dicas essenciais para ter uma relação mais saudável com os colegas que não tem um humor tão fácil. Vamos começar? 

Confira 4 dicas de como lidar com pessoas nervosas no trabalho

Conviver com os colegas de trabalho não é uma tarefa simples, afinal, não escolhemos estar junto dessas pessoas o dia todo. Porém, precisamos conviver e interagir com os colegas, por vezes muito diferentes de nós. Basta uma resposta atravessada do colega nervoso para que os outros comecem a se irritar.

Conseguir administrar essas tensões geradas pelos diferentes perfis é fundamental para que a equipe consiga bons resultados. Entender como criar um ambiente saudável é essencial. Mas, como lidar com as pessoas nervosas no trabalho? Confira algumas dicas que podem te ajudar neste processo.

1. Não julgue

Primeiramente, é preciso que você suspenda todo o julgamento. Entenda que está diante de uma pessoa que pode precisar de ajuda. Use a empatia e a cordialidade na hora de lidar com a situação. O primeiro reflexo quando interagimos com uma pessoa grossa é se irritar e querer revidar. 

No entanto, antes de iniciar uma animosidade desnecessária, considere que o indivíduo pode ter seus motivos para ser ou estar nervoso. Então, evite julgamentos precipitados como, por exemplo: “Fulano é grosso, não vou ficar o mais longe possível e não vou ajudar”. Pense quantas vezes você já sofreu quando pessoas que não te conheciam fizeram um julgamento precipitado a seu respeito. 

2. Procure entender a causa do nervosismo

Busque informações que te ajudem a entender o porquê deste comportamento. Compreender o que se passa com a pessoa é melhor que confrontá-la na hora da raiva. Além de não resolver o problema, o confronto pode gerar outros problemas. Se a pessoa está nervosa, dificilmente terá discernimento para entender naquele momento que está agindo mal.

A solução dos problemas está em encontrar a raiz deles. Somente assim é possível quebrar o círculo vicioso em que há um fator que gera o nervosismo e se agrava com o confronto. Lembre-se de que você não sabe o que acontece na vida do seu colega fora do escritório. Inclusive, você não sabe o que acontece na vida dele no próprio escritório.

A pressão de um prazo de entrega muito curto, um problema conjugal ou até a doença de um ente querido pode estar mexendo com o humor do outro. Tente entender o que está acontecendo. Se não for possível descobrir, procure ajudar no que puder para reduzir a carga emocional de estresse. Ter empatia pelos colegas é determinante para desenvolver um bom relacionamento com eles. 

3. Não leve a questão para o lado pessoal

Muitas pessoas são rudes e isso é algo que faz parte da personalidade delas. Portanto, se isso é parte da personalidade de alguém, não há problema com você. E se for o comportamento do outro, busque entender o que o faz agir desta forma.

É a maneira como a pessoa foi educada? É algum trauma? Um costume? Perceba que são causas que não têm nada a ver com você. Se for algo que possa ajudar a solucionar, ofereça apoio.

Ter essa compreensão de que não é nada pessoal ajuda a evitar o surgimento de mágoas. Não há nada mais improdutivo do que cultivar ressentimento por alguém que não está ressentido com você.

De forma generosa e tranquila demonstre para o seu colega que você está aberto para conversar. Deixe claro que não há nenhum problema entre vocês para que a outra pessoa não se sinta cada vez mais irritada. Responder o nervosismo do outro com tranquilidade e educação ajuda a conduzi-lo para esse mesmo lugar. 

Contudo, neste tópico precisamos fazer um adendo, considere se tem algo que você faz que possa ser irritante para o outro. Descubra se tem alguma atitude sua que não é agradável, ou se o difícil e nervoso da relação não é você. 

4. Peça ajuda, se for preciso

Quando existe um problema de convivência com um colega, é importante não julgá-lo e tentar entender a causa. Como também citamos acima, não se deve levar algumas respostas atravessadas para o lado pessoal. Ter uma conversa franca com o colega nervoso, em um momento em que ele esteja calmo, o fará entender que algo não está indo bem. 

No entanto, se mesmo seguindo todas essas dicas a situação não melhorou ou se chegou a um nível insustentável, procure ajuda. Fale com os seus superiores ou com o responsável pela gestão de pessoas da sua empresa para que eles encontrem a melhor solução para o caso.  Há momentos em que as soluções cordiais não são mais o suficiente.

Uma forma interessante de a empresa ajudar os seus profissionais a desenvolverem a inteligência emocional é oferecer treinamentos com um Coach. No processo de Coaching o indivíduo tem acesso a respostas valiosas através de perguntas transformadoras.

O autoconhecimento faz toda a diferença para se tornar uma pessoa mais tranquila e positiva no trabalho. Em muitos casos, tudo o que a pessoa precisa é de uma orientação para se tornar a melhor versão de si mesmo. 

Lidar com pessoas nervosas é mais fácil quando se tem empatia. E você, tem alguma dica para lidar com pessoas nervosas? Use o espaço abaixo para nos contar a sua experiência e a sua opinião sobre o assunto. Se este conteúdo te ajudou de forma positiva, compartilhe em suas redes sociais!

Copyright: Nattakorn_Maneerat / Site: https://www.shutterstock.com/pt/g/Nattakorn_Maneerat

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds