Conheça os 4 tipos de feedback

O feedback é uma eficiente ferramenta que contribui para a melhoria do desempenho e da performance de um profissional.

 

O feedback é um processo de fornecimento de informações que tem o intuito de contribuir para a melhoria do desempenho e da performance de um profissional. Receber um feedback construtivo é crucial para o aperfeiçoamento da performance e para trilhar um caminho de desenvolvimento.

Feedback não é uma opinião que expressa sentimento ou emoção. Trata-se, na verdade, de um retorno que valida ou invalida um determinado comportamento com base em dados claros, objetivos e verificáveis. Essa ferramenta também pode e deve ser utilizada como ação de validação e reconhecimento diante de condutas e resultados positivos.

O feedback deve ser utilizado sempre de maneira construtiva, de modo a fazer com que os profissionais que o receberam continuem motivados e empenhados a mudar, se desenvolver e evoluir.

Qual o melhor caminho para a felicidade?

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

Tipos de feedback

Dar um feedback a alguém envolve muito mais do que chegar e dizer sua opinião. Existem modos de fazer isso, alguns são mais eficazes e outros nem tanto. Veja quais são eles e entenda as possíveis consequências de cada um.

Feedback positivo

Tem como objetivo reforçar uma ação ou comportamento que desejamos que se repita. Em situações como essas, é sempre importante dar um feedback positivo para instigar esse comportamento. Ouvir um comentário elogioso sobre uma característica ou atitude pode ser bastante estimulante e levar o indivíduo a repetir aquela ação.

Feedback corretivo

É usado para corrigir um comportamento considerado inadequado ou prejudicial. Dar esse tipo de feedback pode ser um desafio, uma vez que a maioria das pessoas acaba confundindo o viés “corretivo” com “punitivo”, levando para o pessoal e tomando como uma ofensa. Sem o treino necessário, não é possível dar um feedback corretivo de forma eficaz, por isso é importante ter cautela ao fazer esse tipo de comentário.

Feedback insignificante

Trata-se de um feedback vago ou genérico, que não mostra com clareza o objetivo que há por trás, se é reforçar uma atitude positiva ou apontar algo que precisa ser aperfeiçoado. Em geral, a pessoa que o recebe não tem certeza de seu propósito, o que compromete totalmente os resultados da ferramenta.

Feedback ofensivo

Esse é um feedback arriscado e capaz de comprometer de forma severa as relações. Trata-se de um tipo de comentário que desvaloriza ou desqualifica a pessoa que o recebe, além de provocar sentimentos não recomendados à saúde das relações e dos envolvidos, podendo suscitar comportamentos indesejados, tais como defesa, revide agressão e submissão.

Como se pode ver, o tipo de feedback praticado tem grande influência na definição do tipo de resposta que obtemos. Afinal de contas, o modo como falamos para a outra pessoa sobre o seu desempenho determina qual será a reação dela. Por essa razão, é fundamental procurar agir com cuidado, com respeito e buscando sempre oferecer algo de positivo ao outro, até porque a intenção é essa, incentivá-lo a melhorar cada vez mais.

Feedback Burger – Uma fórmula muito eficaz

Dentro do processo de Coaching, existe uma técnica que costuma ser bastante utilizada por conta do seu grande potencial de estimular o coachee (cliente) a continuar trilhando um caminho de desenvolvimento. Trata-se do Feedback Burger, também conhecido como Feedback Sanduíche, que segue a seguinte fórmula:

  • Feedback positivo – Inicie elogiando algo que a pessoa tenha feito ou costume fazer de bom;
  • Feedback construtivo – Em seguida, chega o momento de sugerir melhorias, mudanças que podem ajudar a pessoa a se tornar ainda melhor;
  • Feedback positivo – Finalize valorizando outras características positivas, para que ela vá embora se sentindo motivada a se lembrar de tudo o que foi falado e buscar aplicar as sugestões de melhoria.

É importante lembrar que tudo o que for dito para a pessoa deve ser verdadeiro para que o Feedback Burger realmente traga os resultados esperados. Todos possuem pontos positivos e outros em que é possível melhorar, basta que olhe para o outro com atenção e encontrará as coisas certas para dizer.

A felicidade é imprescindível para o bom desempenho profissional!
Clique aqui, faça nosso “TESTE” e descubra como anda sua felicidade!

10 Dicas para dar Feedbacks da forma certa

O feedback é uma técnica fundamental e altamente eficiente para líderes e coaches. Inclusive, pode ser aplicada até mesmo em casa, na educação dos filhos, no casamento e nos relacionamentos pessoais em geral. Escolher a forma certa de falar faz toda a diferença e pode ajudar pessoas a se entenderem melhor e evoluírem juntas.

Acompanhe algumas dicas para dar feedbacks da forma certa.

1 – Evite violar o princípio da confiança

Antes de qualquer coisa, é precisa que exista um laço de confiança entre você e a outra pessoa. Assim, ela irá confiar no que disser, acolher as informações e realmente aplicá-las, de modo a valorizar os seus pontos fortes e aperfeiçoar o que for necessário.

2 – Evite violar o princípio do respeito

O respeito é um elemento indispensável para que o feedback traga bons resultados. A melhor maneira de escolher a forma certa de falar é sendo empático, se colocando no lugar da outra pessoa. Assim, evitará ser desrespeitoso porque, provavelmente, não gostaria que fizessem isso contigo.

3 – Respeite o princípio da ética

Evite sair pela empresa comentando com os demais sobre o feedback que deu para determinado colaborador, isso não é nada ético e poderá gerar constrangimentos. Portanto, lembre-se sempre dos princípios da ética, de fazer tudo com o máximo de discrição para que ninguém fique envergonhado ou se ofenda com o que for dito.

4 – Verifique se o tipo de feedback é o mais adequado para a situação

Embora o Feedback Burger seja uma fórmula bastante eficiente, é importante considerar que existem situações que pedem comentários mais dinâmicos. Sendo assim, procure considerar qual é o tipo mais adequado para cada momento, se é um comentário positivo, corretivo ou, caso tenha mais tempo, o feedback completo, seguindo os moldes de um sanduíche.

5 – Desabafo não é feedback

Despejar suas insatisfações a respeito do comportamento do outro sobre ele não é dar feedback, é desabafar, falar sem critérios. Se deseja realmente dar um feedback construtivo e incentivar a pessoa a melhorar, precisa fazer isso antes de as coisas chegarem ao ponto de perder o controle. E isso se aplica a todos os tipos de relacionamentos, pessoais e profissionais.

6 – Tenha em mente os objetivos e causas do feedback

É bem provável que a pessoa questione o que está motivando os comentários que você fizer. Então, é bom que tenha em mente quais foram as causas e quais são os objetivos. Além disso, essa clareza irá te ajudar a encontrar as melhores formas de falar a respeito.

7 – Procure sempre o momento mais propício para isso

Outro aspecto bastante relevante a ser considerado ao se preparar para dar um feedback a alguém é escolher o momento propício. É preciso que a outra pessoa esteja tranquila e não esteja fazendo mais nada, além de te ouvir. Chegar na mesa de um colaborador enquanto ele está trabalhando e começar a falar perto de todos não é nada positivo e pode gerar uma série de problemas e constrangimentos.

8 – A forma mais adequada para dar um feedback é pessoalmente

Por mais que, hoje, grande parte da comunicação de uma empresa seja realizada através de e-mails e chats, a melhor maneira de dar feedbacks continua sendo pessoalmente. Esse cuidado é importante porque, muitas vezes, a linguagem escrita soa um tanto quanto fria, dificultando que a mensagem seja passada da forma que gostaria.

9 – Procure fazer isso apenas com a pessoa envolvida para evitar constrangimentos

Jamais dê um feedback a alguém, seja em casa ou no trabalho, perto de outras pessoas, pois isso pode ser extremamente constrangedor. Espere um momento em que estejam a sós, para que ambos se sintam à vontade para conversar, apresentar os seus pontos. Mesmo que os comentários sejam apenas elogiosos, é melhor fazer isso de forma reservada.

10 – Certifique-se de que a sua mensagem foi clara e bem compreendida

Após terminar de falar, pergunte se a outra pessoa realmente absorveu a mensagem e se ela tem alguma dúvida a respeito. Um feedback só é válido quando aquele que o recebe entende o que foi dito e, também, compreende a intenção por trás, que costuma ser estimular o desenvolvimento e reforçar as boas atitudes e características.

Frases sobre Feedback

Para finalizar, fique com algumas frases sobre feedback para se inspirar e refletir um pouco mais sobre o assunto.

“Todos nós precisamos de pessoas que nos deem feedback. É assim que melhoramos.” – Bill Gates.

“A crítica, assim como a chuva, deve ser gentil o suficiente para nutrir o crescimento de uma pessoa sem destruir suas raízes.” – Frank A. Clark.

“A crítica pode não ser agradável, mas é necessária. Desempenha a mesma função que a dor no corpo humano. Chama a atenção para algum ponto que não está saudável.” – Winston Churchill.

“A comunicação, a conexão humana, é a chave para o sucesso pessoal e profissional.” – Paul J. Meyer.

“Não importa o quão bom líder você acredite ser, as pessoas ao seu redor sempre terão sugestões sobre como pode melhorar. Por isso, quando se trata de liderança, é fundamental ter a humildade de continuar a receber feedbacks e tentar melhorar.” – Jim Yong Kim.

Gostou do artigo? Deixe seu comentário, curta e compartilhe este conteúdo em suas redes sociais.

Imagem: pupunkkop / Shutterstock



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010