Entenda a diferença entre empréstimo e financiamento

Saco de dinheiro com moedas e uma bóia salva-vidas

Muitas etapas do empreendedorismo e da gestão de um negócio podem exigir investimentos que só podem ser realizados por meio de um empréstimo ou financiamento.

No mundo empresarial, desde a fase inicial de um negócio, o gestor se depara com momentos em que, talvez, ele precise buscar recursos financeiros, o que pode ocorrer na infraestrutura da organização, na reposição de estoques, na troca de maquinário, em novas contratações, na ampliação do negócio e, em casos mais extremos, nos pagamentos de dívidas.

Para que tais situações possam ser resolvidas, existem algumas opções que podem ajudar o gestor. Duas dessas opções são: pegar um empréstimo ou fazer um financiamento. Os dois conceitos são habitualmente usados como sinônimos, mas, na verdade, eles apresentam algumas peculiaridades que os distinguem.

Neste artigo, você vai conhecer as definições, as vantagens e as desvantagens desses dois processos. Assim, será capaz de compreender melhor o que é semelhante e o que é diferente entre empréstimos e financiamentos. Para saber mais sobre o tema, é só continuar a leitura!

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

O que é um empréstimo?

No contexto das finanças (tanto empresariais como pessoais), o empréstimo, de acordo com a definição clássica dos dicionários, é um contrato por meio do qual se toma ou se concede uma determinada quantia de dinheiro, com a pressuposição de que será devolvida ao emprestador, o que pode ocorrer com ou sem o acréscimo de juros.

Ao optar pelo empréstimo, o gestor não precisa justificar o motivo de tal necessidade à instituição financeira que o concede. Por conta da ausência de análise, o empréstimo sai de maneira mais rápida. Assim, a empresa pega o dinheiro, e, no prazo estipulado, paga o que deve ao credor.

Caso o gestor não quite o valor, os bancos e financeiras devem arcar com o prejuízo e efetuar o pagamento da dívida. Sendo assim, é natural que os juros do empréstimo sejam mais elevados. Portanto, o empréstimo é apropriado para a compra de itens, como materiais e produtos para estoque, pagamentos de pequenas dívidas, obtenção de capital de giro etc.

Quais são as vantagens do empréstimo?

  • Não é necessária a aprovação de crédito;
  • O dinheiro é liberado de forma rápida;
  • Trata-se de uma opção flexível de pagamento. A empresa pode escolher por parcelar ou pagar o valor à vista.

Quais são as desvantagens do empréstimo?

  • Se a empresa não conseguir pagar o empréstimo, as chances de endividamento aumentam, visto que os juros são mais elevados;
  • Consequentemente, se a organização aumentar gradativamente as suas dívidas, ela pode entrar em grave crise financeira e ir à falência;
  • O prazo para o pagamento do empréstimo é curto, e é necessário que a empresa pague todas as parcelas.

O que é um financiamento?

Nos mesmos moldes do empréstimo, o financiamento também é um processo por meio do qual uma pessoa ou empresa recorre a uma instituição financeira para obter dinheiro para alcançar determinado objetivo. Assim, esse indivíduo/empresa deverá pagar o montante obtido ao emprestador.

Ao requisitar um financiamento, porém, a empresa obrigatoriamente deve informar à instituição financeira por qual motivo ela necessita desse valor, bem como comprovar que o dinheiro foi realmente utilizado para tal finalidade. Dessa forma, o banco ou a financiadora estipula o montante a ser financiado, e o processo passa por análise. Isso permite que os juros do financiamento sejam mais baixos do que os do empréstimo.

Caso as parcelas não sejam quitadas, a instituição financeira pode pegar o bem ao qual o financiamento foi destinado. Portanto, essa opção é adequada para compras de bens maiores, como: aquisição de imóveis, investimentos, compra de maquinário, ampliação do negócio etc.

Quais são as vantagens do financiamento?

  • Aumento na possibilidade de lucro da organização, visto que o financiamento proporciona melhorias ao negócio;
  • As parcelas fixas garantem à empresa a quantia que deve ser paga por mês;
  • O bem é disponibilizado imediatamente.

Quais são as desvantagens do financiamento?

  • O pedido para o financiamento passa por análise de crédito;
  • Quanto maior o financiamento, maior será a quantidade de parcelas a pagar. A empresa deve tomar cuidado quanto ao pagamento das parcelas, de modo que não corra o risco de perder o bem financiado;
  • Com o grande número de parcelas, o pagamento integral do financiamento pode demorar, o que acaba tornando o bem obsoleto.

Conclusão

Podemos concluir que tanto o empréstimo quanto o financiamento são meios capazes de ajudar a alavancar uma empresa, visto que os dois podem ser usados na busca por melhorias na infraestrutura do negócio, na modernização de máquinas, na reposição de estoques, na compra de veículos, entre outras finalidades. São caminhos pelos quais uma instituição financeira oferece os seus recursos para que outra empresa prospere, de acordo com as suas atividades e com os objetivos que foram definidos.

Contudo, o gestor deve, antes de optar por um dos dois meios, se informar, saber sobre os seus direitos e deveres, compreender como o pagamento de cada método funciona, analisar o que aconteceria se a empresa não conseguisse arcar com as suas dívidas, fazer contas e executar um bom planejamento financeiro. É essencial que tudo isso seja analisado e ponderado, de modo que o sonho de uma empresa e o sucesso a ser alcançado não se percam em meio a dívidas, juros e cobranças.

Os empréstimos e financiamentos são recursos que podem ajudar as empresas, desde que elas tenham um plano sólido para pagá-los. Recorrer a esses meios no desespero, entretanto, pode não ser uma boa ideia. Dessa forma, avalie a sua saúde financeira e só recorra a essas alternativas se houver uma necessidade real e um plano estratégico de pagamento.

E você, ser de luz, o que pensa sobre o assunto? A sua empresa já precisou de um empréstimo ou de um financiamento? Você conseguiu quitá-los no tempo determinado? Como foi a sua experiência? Deixe o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!

 

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds