Entenda o que é o efeito chicote e como reduzir seu impacto financeiro

Efeito Chicote Conheça quais são as causas do Efeito Chicote

 

Os numerosos estágios de uma cadeia de suprimentos, fatores como o tempo e o fornecimento de decisões de pedidos, demanda pelos mesmos, falta de comunicação e organização, são ótimos exemplos do porquê acontecem os problemas mais comuns no gerenciamento de uma empresa. No caso do mal gerenciamento da cadeia de suprimentos, especificamente falando, esse problema tem um nome: efeito chicote.

O efeito chicote é um fenômeno que está ligado diretamente à cadeia de abastecimento e significa a distorção da procura, no qual os pedidos para os fornecedores costumam variar para o comprador. Ele pode ser explicado como uma ocorrência detectada pela cadeia de suprimentos. Essa irregularidade na parte inferior desta cadeia é diferente no restante dela.

A partir do momento que você consegue eliminar este efeito, é que será possível obter vantagens em termos de custos. Este efeito distorce a percepção que os empreendedores têm de seus pedidos, o que pode causar um grande prejuízo na gestão de estoques. Essa variação pode interromper a suavidade do processo da cadeia de suprimentos, já que cada elo desta superestima ou subestima a demanda do produto, resultando em flutuações exageradas.

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

Problemas do Efeito Chicote

Além de ser um problema de difícil detecção, o efeito chicote causa os mais diversos problemas em uma empresa, como os seguintes:

  • Aumenta o custo dos estoques: como o volume dos pedidos aumenta, a empresa também tem que estocar cada vez mais para supostamente não ficar sem produto para venda;
  • Lead Time de ressuprimento;
  • Custo de transporte e mão de obra para embarque e desembarque: por ser imprevisível, o volume de pedidos e os gastos com a atividade de transportes tendem a aumentar;
  • Disponibilidade do produto: o risco que você corre de não ter o produto para vender devido a estas oscilações é maior;
  • Desgaste no relacionamento com os fornecedores: aumento da possibilidade de ocorrer algum estresse entre as partes.

Causas do efeito chicote

O Efeito Chicote pode ser causado pelas mais diversas razões. Porém, em primeiro lugar, existem os fatores operacionais mais básicos. Provavelmente, alguns deles você até experimentou. Por exemplo, problemas de lead time são um grande e comum desafio na cadeia de suprimentos. Mas, além dos fatores operacionais, as cadeias de suprimentos são bastante influenciadas pelo comportamento humano.

O comportamento humano é um risco não apenas em relação ao negócio, mas também, por como se porta no mercado financeiro. Dessa forma, é fácil entender que o medo é um fato motivador.

E o mercado de ações demonstrará toda a força desse fato em ações brutais. Geralmente as ações caem mais rápido do que sobem. Especialmente em condições de mercado difíceis, abaladas pela venda de pânico. Consequentemente, o medo da perda – ou de estar errado – também se torna uma questão importante.

Por isso, é preciso que os gerentes de cadeia de suprimentos hajam com calma, de acordo com um plano. Devem apresentar bom desempenho dentro do seu setor. Pessoas que agem com medo ou ganância, juntamente com mais um montante de pessoas reativas no mercado, geralmente se enganam, não se beneficiam e acabam causando danos reais aos seus negócios.

Outras causas do Efeito Chicote

Desorganização: esse é um problema sério! Entre cada elo da cadeia de suprimentos não pode haver desorganização. Resultando em pedidos maiores ou menores do que o necessário devido a uma reação excessiva ou insuficiente à esta cadeia.

Falta de comunicação: trata-se de outro ponto importante e que causa diversas dificuldades durante o processo. Geralmente acontece entre os links na cadeia de suprimentos, dificultado a execução dos processos. Os gerentes podem até perceber uma demanda de produto de maneira diferente dentro dos diversos elos da cadeia de suprimentos. Por isso, encomendam quantidades diferentes.

Políticas de devolução gratuitas: se a sua empresa permite esse tipo de política, pode ser um grande erro. Porque os clientes podem exagerar de forma intencional no pedido de demandas em períodos de escassez e, em seguida, cancelar quando o fornecimento se tornar adequado de novo.

Variações de preço: descontos especiais e outras alterações de custo podem atrapalhar os padrões de compra regulares. Os compradores querem aproveitar os descontos oferecidos durante um curto período de tempo, e isso pode causar uma produção irregular e informações distorcidas sobre a demanda.

Encomendas em lote: as empresas não podem fazer um pedido imediatamente com seu fornecedor. Muitas vezes acumulando a demanda primeiro. As empresas podem encomendar semanalmente ou, até mesmo, mensalmente. Isso cria viabilidade na demanda, pois pode haver, por exemplo, um aumento na demanda em alguns estágios, seguido por nenhuma demanda depois.

Como funciona o processamento das variações na procura

Como o aumento no volume de pedidos é influenciado por um aumento da procura e pela redução dos níveis de estoque. O que ocorre é que há um aumento no volume das compras maior do que das vendas. Isso tudo se reflete nos dados de procura.

Racionamento

Quando há a expectativa de que falte produtos, os agentes tendem a fazer compras acima das reais necessidades. Isto só piora o efeito chicote.

Formação de lotes de compra e de produção

Com o objetivo de reduzir o custo total, as empresas agrupam pedidos.

Variações de preço

Quando se começa vendendo o bastante em promoções relâmpago e logo depois volta-se à situação normal de vendas, forma-se o efeito chicote.

Como resolver o problema do efeito chicote?

Como pudemos acompanhar até aqui, o efeito chicote causa problemas significativos dentro da empresa e se não for bem administrado, pode trazer diversos outros prejuízos aos negócios. Neste sentido, para que você não sofra com esta situação, aqui vão algumas dicas que te ajudam a lidar melhor e resolver o efeito chicote em seus processos organizacionais. Confira:

Tenha consciência sobre suas estratégias de vendas e o que está funcionando

É importante que você, como gestor, esteja ciente de suas estratégias de vendas. Fazendo isso, você estará a par de quanto geralmente compra e quanto vende, podendo identificar quando o efeito chicote está acontecendo.

Entre em sintonia com os seus parceiros

Todos os seus parceiros podem te auxiliar a controlar sua cadeia de suprimentos. Neste sentido, é essencial que você tenha uma boa relação e mantenha sempre contato com eles, pois, dessa maneira, vocês estarão se ajudando mutuamente a lidar com problemas como o caso do efeito chicote.

Melhore seu desempenho operacional

Em termos de desempenho operacional, você deve investir na sua empresa, aumentando vendas e observando se o efeito chicote não está instalado.

Você já perguntou a si mesmo se é verdadeiramente feliz?
Clique aqui e descubra qual é o grau da sua felicidade!

Ganhe confiança a respeito do seu negócio

Quanto mais ciente você estiver a respeito do seu negócio, mais respeito você ganha em seu mercado. Isso porque você consegue elaborar estratégias eficientes de crescimento, colocando-as sempre em prática e alcançando, com isso, resultados extraordinários, algo que, por si só, já agrega valor à sua empresa.

O efeito chicote é um fator indesejado em todas as empresas. Imagine que você tem uma demanda mensal e, de repente, descobre que os números estão furados e que você tem comprado a mais para suprir as supostas demandas. Quando este efeito perdura ao longo dos anos, a situação fica catastrófica.

Diante disso, é fundamental estar sempre atento a tudo o que acontece em seus processos organizacionais e contar com uma equipe preparada e coesa, para que estes se comuniquem bem, saibam detectar problemas e te ajudar a resolvê-los na mesma medida.

Agora me conte, querida pessoa: o que você achou deste artigo? Já conhecia o conceito de efeito chicote? Deixe o seu comentário, contribuindo com a sua opinião, e lembre-se de continuar acompanhando diariamente nossos posts.

Copyright: Dim Tik / Shutterstock

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.

 

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010