Networking: quais são os principais erros que você deve evitar?

networking

Veja os principais erros que os profissionais cometem ao fazer networking.

Em um mundo cada vez mais conectado e globalizado é crucial fazer networking para crescer em seu segmento. Interagir e trocar experiências com outras pessoas é importante para ampliar o seu horizonte. Também contribui para que você encontre boas oportunidades no mercado. 

No entanto, antes de sair distribuindo seu cartão é imprescindível pensar em estratégias consistentes para aumentar o seu círculo social/profissional. No artigo a seguir listamos os principais erros que os profissionais cometem ao fazer networking. Entenda quais são as ações que podem impactar negativamente os seus contatos. Evitando esses erros você terá muito mais oportunidades de sucesso. 

Afinal, o que é networking?

Fazer networking significa estabelecer uma rede de contatos que pode ser útil para impulsionar a sua carreira. Trata-se de conhecer e criar vínculos com pessoas que podem ser relevantes no decorrer da sua trajetória profissional.

No entanto, networking é mais do que simplesmente fazer contatos por interesse. Trata-se de se conectar com pessoas que podem agregar à sua vida e com as quais você também pode colaborar. 

O objetivo de fazer networking é estreitar relacionamentos com pessoas que podem contribuir para o seu crescimento pessoal e profissional. Assim, se tem suporte para diferentes demandas surgidas no dia a dia. Uma rede conta com acessos e informações que criam vantagens competitivas. 

Networking: confira os principais erros que podem ser evitados

Agora que você já sabe o que é networking e para que serve, vai gostar de saber o que não fazer. Abaixo listamos os principais erros que os profissionais cometem quando estão tentando estabelecer vínculos mais estreitos. 

1. Não ter uma conexão verdadeira

Lembra que mencionamos acima que networking tem a ver com se conectar com as pessoas? Os profissionais que estão criando a sua rede de contatos não podem se esquecer desse ponto. Sair simplesmente cumprimentando e distribuindo cartões não vai contribuir para o seu crescimento. Coloque em sua mente que você precisa encontrar um meio de realmente se conectar com as pessoas.

A relação deve começar de forma espontânea e ser mantida na base de trocas positivas para ambas as partes. Você manteria uma relação com alguém que não agrega em nada à sua vida? Provavelmente não, então lembre-se que precisa estimular as pessoas a querer manter uma troca com você.

2. Contatos baseados apenas no interesse

Um dos maiores erros que as pessoas cometem ao fazer networking é fazer contato com base única e exclusivamente em interesse. Cumprimentar e iniciar uma conversa tendo em mente apenas que você deseja um emprego ou uma indicação, por exemplo, já torna a conversa improdutiva.

Ainda que a ideia seja fazer contatos que lhe tragam benefícios para a carreira, evite ter apenas esse foco. Uma conversa pode e deve ter uma base mais profunda do que um simples interesse.

Buscar uma conexão e um ponto em comum é necessário para que esse contato possa frutificar. Inclusive, quando se adota essa postura é possível conquistar mais do que havia planejado.

3. Fazer pedidos sem conhecer a pessoa

Jamais se deve abordar alguém que não se conhece para fazer um pedido. Antes de pedir qualquer coisa para outra pessoa é necessário ter o mínimo de contato e conhecimento. Essa postura de pedir sem conhecer está cada vez mais comum, especialmente em redes sociais como o LinkedIn.

Antes de tomar qualquer atitude pondere se é elegante, necessário e se não há outro caminho melhor. Estabeleça um relacionamento mínimo para somente então começar a falar sobre seus interesses e desejos. 

4. Desconsiderar os valores e princípios do outro

Construir relações é essencial para o networking porque permite conhecer a outra parte mais profundamente. Após uma boa conversa é mais fácil entender se o indivíduo possui valores e princípios alinhados com os seus. Quando não existe compasso nesse âmbito é difícil estabelecer uma relação produtiva.

Além disso, se não existe esse alinhamento fica bem claro que o contato tem apenas como objetivo o interesse. Para ter uma ligação verdadeira com o outro é essencial estar alinhado com esses pontos guias da vida. 

5. Aparecer somente quando precisa de algo 

Com uma rotina atribulada, fica realmente difícil falar com todas as pessoas da rede contato todos os dias. No entanto, é importante se fazer presente de alguma maneira. As redes sociais são excelentes ferramentas para realizar contatos pontuais. Postagens podem ajudar a fazer com que as outras pessoas se lembrem de você.

Converse por chats de mensagem e sempre que possível comente e curta os posts de outras pessoas. Não tirar um tempo da sua rotina para atualizar e gerenciar suas redes sociais é um grande erro de estratégia de networking. Mas, lembre-se de não exagerar e nem ficar muito tempo apenas interagindo virtualmente.

6. Só pedir indicações 

Esse tópico pode ser considerado como um prolongamento do anterior. Por exemplo, imagine que você está em busca de uma oportunidade profissional. Se a sua rede está em contato ativo, nada mais natural do que falar sobre isso com seus contatos. No entanto, se faz muito tempo que você não conversa com seus contatos soará um pouco estranho aparecer apenas para pedir indicações.

Ao fazer isso você cai no erro de buscar os contatos somente quando precisa de alguma coisa. Quem adota esse comportamento de só aparecer quando precisa, costuma não ter suas demandas atendidas. As indicações tendem a acontecer naturalmente quando existe um contato constante entre você e sua rede.

As pessoas que te conhecem sabem do seu potencial e como estão sempre se lembrando de você, tendem a lhe indicar. Pode acontecer de você obter uma indicação mesmo sem ter pedido. Em resumo, o ideal é fazer conexões verdadeiras e se concentrar em não ter apenas interesse para manter seus contatos. 

Networking é fundamental!

Em um contexto mercadológico em que há cada vez mais conexão, é essencial estabelecer uma boa e confiável rede de contatos. Ser comunicativo e estabelecer boas relações é determinante para se colocar no mercado. Networking é mais do que simplesmente conhecer pessoas, se trata de estabelecer conexões verdadeiras.

Agora você já sabe mais sobre networking! Tem mais alguma dica a acrescentar? Comente abaixo e compartilhe o conteúdo em suas redes sociais para passar o conhecimento adiante!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds