O que é Psicologia Cognitiva

psicologia cognitiva

O que é a psicologia cognitiva?

A cognição significa a função da inteligência ao adquirir um conhecimento. Para nos aprofundarmos nesse conceito, é correto dizer que o processo de conhecer envolve atenção à percepção, a memória, o raciocínio, o juízo, a imaginação, o pensamento e a linguagem. Então é o que acontece com todo mundo todos os dias? Isso mesmo!

Inconscientemente desde crianças construímos assimilações, aprendizados, recordações e pensamentos. Se você parar para analisar sua filosofia de vida e seus valores irá entender como eles são baseados nas experiências que vivenciamos e nos seguem por toda a vida. Podem ser os acontecimentos bons e os acertos pessoais e profissionais que cooperam para a construção da felicidade ou os eventos ruins e os erros que edificam sua força interior. Aprender com o lado bom e o lado ruim da vida são fatores essenciais para formar quem você é.

Se você quiser saber mais sobre o tema é só continuar lendo!

Dando sentido à vida

Para que você entenda melhor como esse processo mental funciona, é preciso compreender primeiramente o que é a psicologia cognitiva. Esse campo da psicologia estuda como o ser humano constrói e estrutura as percepções, os comportamentos, as ações e as visões de mundo a partir da realidade e das influências do meio em que está inserido.

Essa área de pesquisa se baseia em um ponto de vista evolucionista, pois trabalha com a teoria de que todos os processos mentais foram desenvolvidos para interagir melhor com o ambiente ao redor e ter maior chance de sobrevivência. São os sentidos que fazem a mediação entre o indivíduo e o ambiente que o cerca, por isso, o estudo dos processos de percepções e sensações é tão importante para entender como a mente funciona.

A psicologia cognitiva se instruiu de diversos processos mentais, tais como: a percepção, a criatividade, a tomada de decisão, a resolução de problemas, a representação, o raciocínio, a atenção e a atribuição de significado. Um processo de coaching, por exemplo, assemelha-se à esse estudo, pois traz ao cliente o confronto de dados referentes à sua realidade. Ele também busca reforçar os aspectos positivos, ressignificar eventos ruins e sempre focar nos pontos favoráveis ao desenvolvimento do cliente. Mais a frente eu explico melhor sobre esse assunto.

O psicólogo, epistemólogo e biólogo suíço, Jean William Fritz Piaget (1896 – 1980), é conhecido pelos seus estudos na área da educação, porém o embasamento dos seus pensamentos mora na teoria cognitiva, da qual foi um grande incentivador. Piaget afirma que os alunos só são capazes de aprender se estiverem prontos para tal. Por isso, os educadores são tão importantes na formação de um ser humano. Eles são os impulsionadores da reconfiguração da estrutura cognitiva do aluno para que ele esteja aberto para receber novas assimilações e somente assim adquirir novos conhecimentos. De acordo com os estudos do psicólogo, existem quatro estágios de desenvolvimento cognitivo humano.

São eles:

  • Sensório-motor (0 – 2 anos): fase em que uma pessoa usa de ações motoras para expressar seu conhecimento de mundo.

 

  • Pré-operatória (3 – 7 anos): fase em que a sapiência se torna intuitiva.

 

  • Operatória concreto (8 – 11 anos): estágio em que a inteligência se desenvolve no formato de operações lógicas com referências concretas.

 

  • Operatório formal ou abstrato (12 – 15 anos): momento em que a mente começa a realizar pensamentos abstratos.

 

Como é realizado o processo cognitivo

Agora que você já sabe o que a psicologia cognitiva, vou mostrar o que é e como é realizado o processo de cognição. Você já deve ter percebido que o nosso corpo é muito inteligente. Ele recebe um elevado número de estímulos a cada segundo, porém, nós não percebemos a maioria deles.

Quer ver como isso é verdade? Reflita sobre o exato momento em que você está lendo esse artigo. Você pode achar que seu cérebro está concentrado somente nisso, mas sua pele, por exemplo, recebe informações provocadas pelo toque da sua camisa as suas costas. Só que se eu não chamasse a sua atenção para esse fato você nem estaria sentindo a camisa, não é mesmo?

Para que o processo mental funcione corretamente, o cérebro precisa fazer um tipo de triagem para definir o que a pessoa irá focar em cada momento. Dessa forma, nossa mente funciona como um grande radar, que apesar de estar ligado o tempo todo, só vai mostrar na tela os elementos realmente relevantes para que o controle do tráfego aéreo aconteça. Basicamente, você tem a oportunidade de se concentrar em uma ou poucas coisas ao mesmo tempo, pois seu cérebro está com todo o esforço de pensar no que você focado e nos outros itens em que não está. Já pode agradecer seu cérebro!

Ao dissecarmos esse processo, é possível chegar ao modelo apresentado pelo filósofo escocês Thomas Reid (1710 – 1796). De acordo com os estudos dele, o senso comum deveria ser a base para qualquer reflexão filosófica. De maneira bem simples, o pensador afirma que o ser humano é capaz de analisar o mundo que está a sua volta. Para isso, ele precisa do poder do conhecimento, que acaba sendo libertador.

Conheça as etapas do processo mental

Fiz um passo a passo de quais são as etapas de um procedimento executado pela sua mente. Confira:

  • Sensação: esse sentimento é a primeira etapa do processo mental. Nela, toda informação conseguida por meio da interação com o ambiente é transformada em sinais elétricos. Esses estímulos irão viajar por meio dos neurônios até a área sensorial do córtex, produzindo o que entendemos como sensações.

 

  • Percepção: já nessa fase acontece a triagem de toda a informação captada pelos sentidos. A percepção é formada pela seleção, organização e interpretação dessas informações (sensações).

 

  • Cognição: essa é a última etapa do processo mental. Nela, acontece a manipulação das percepções, formando o pensamento em si.

 

Como funciona o coaching cognitivo

A psicologia cognitiva defende que a partir desse processamento das informações recebidas e dos registros delas é que as ações dos indivíduos são pautadas. Assim, entender a forma como cada um percebe e interage com o seu meio é fundamental para o sucesso de um processo de coaching.

O coach irá usar um método para conhecer como funciona a visão de mundo do profissional e como o meio em que vive pode influenciar nos comportamentos. Somente assim, o coach poderá entender profundamente seu coachee e aplicar as ferramentas e técnicas com assertividade e efetividade no seu contexto pessoal ou profissional.

Na formação Professional & Self Coaching (PSC) do Instituto Brasileiro de Coaching (IBC), além de outras abordagens da psicologia, também são usados elementos do modelo cognitivista. Desse modo, o coach consegue oferecer ao seu coachee a reflexão sobre seus comportamentos e ações. Essa ação funciona como um exercício de autoconhecimento, em que o indivíduo enxerga seu papel transformador, necessidades e objetivos.

Só conhecendo muito bem a si mesmo que é possível encontrar os pontos fortes e os pontos que precisam ser melhorados dentro do eu interior. E também quais serão as ações para alcançar os resultados desejados efetivamente. É uma forma de evolução constante e empoderadora.

Com essa metodologia é possível potencializar ainda mais os resultados de uma pessoa, uma vez que esse autoconhecimento, proposto pelo coaching, permite que o coachee amplie a visão dos seus comportamentos, tenha motivação para desenvolver suas capacidades, saiba evoluir de forma contínua e passe a tecer novas percepções a respeito de sua vida como um todo.

Gostou de entender mais sobre a psicologia cognitiva? Se tiver alguma observação é só escrever nos comentários!

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010