Novembro Azul: um papo importante sobre o autocuidado

novembro azul saúde do homem

O Novembro azul vai muito além e hoje é muito mais do que uma simples campanha de conscientização

Querido leitor, hoje eu quero bater um papo com você, de homem para homem. Quando foi a última vez que você foi ao médico? Você tem se exercitado? Se alimentado de maneira saudável? Se você disse não pra alguma destas minhas perguntas, então precisamos conversar.

Muitos de nós, homens, somos criados para sermos pessoas fortes. E esse conceito de ser forte dentro da nossa sociedade nos faz acreditar que cuidar de nós mesmos não é importante. Uma ideia que nos distancia do autocuidado e nos traz inúmeros prejuízos.

Você tem se cuidado? Não deixe para começar amanhã, faça hoje mesmo!

Acesse este link, é grátis, e passe a cuidar mais de si.

Homens têm a tendência a viver menos que as mulheres. As doenças que acometem os homens são diagnosticadas em estágios avançados e fazem com que a cura seja mais difícil. Outras vezes, a ideia de “homem forte” nos faz resistir a exames e tratamentos. Um deles é o exame de toque retal que pode diagnosticar com precisão o câncer de próstata. Aí, você deve estar aí do outro lado, pensativo: “Zé, o que isso tem a ver com autocuidado e tudo mais?”. Para que possamos continuar nossa conversa, preciso te contar uma história: o surgimento do Novembro Azul.

A origem do Novembro Azul

Esta campanha mundial começou de maneira bastante despretensiosa, na Austrália. Um grupo de amigos se juntou para fazer uma ação de conscientização da saúde do homem. Eles deixaram os bigodes crescerem e se movimentaram para arrecadar quantias em dinheiro que foram doadas para algumas instituições de caridade. Novembro foi o mês escolhido para esta campanha pois no dia 17 é o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata.

O sucesso da campanha foi tão grande que se espalhou por toda a Austrália. Em 2004, foi criada uma instituição voltada para promover ações que conscientizassem os homens sobre os cuidados com a própria saúde: a Movember Foundation Charity. O nome veio da fusão de duas palavras em inglês – Mustache (bigode) e November (novembro) – e o objetivo era falar sobre a prevenção do câncer de próstata e depressão; estas doenças vitimizam muitos homens no mundo todo, ambas pelo diagnóstico tardio. As esposas dos participantes destas ações promovidas pela Movember Foundation Charity usavam bigodes da cor azul, para demonstrar o seu apoio. A MFC promove até os dias atuais ações que visam criar fundos para outras instituições que contribuam com a saúde do homem.

A campanha aqui no Brasil tem o nome de Novembro Azul, mas em vários países ela tem outros nomes: Movember e No Shave November (novembro sem se barbear). Diante do grande sucesso da campanha nos demais países Esta campanha chegou ao Brasil através da Sociedade Brasileira de Urologia.

Assim como no Brasil, várias instituições, ONG’s, celebridades e formadores de opinião apoiam o Novembro Azul para que mais homens entendam a importância de se cuidar e prevenir o câncer de próstata.

Alguns dados sobre o câncer de próstata no Brasil

O câncer de próstata costuma agir de maneira silenciosa e quando apresenta sintomas, costuma estar em estágio avançado. Tal característica aliada a falta de cuidados do homem resulta numa triste estatística: 95% dos casos de câncer de próstata são diagnosticados em fases bastante avançadas, segundo o Instituto Nacional do Câncer- INCA.

Outro dado preocupante: cerca de 60 mil brasileiros são diagnosticados com câncer de próstata, todos os anos. Existem alguns tabus que fazem com que os pacientes demore a procurar ajuda médica. Um deles é acreditar que o câncer de próstata é doença de homens idosos. A incidência desta doença é maior entre homens com idade entre 65 e 70 anos, mas isso não significa que homens mais novos não precisem se cuidar. Nos últimos anos, houve um aumento significativo de casos de câncer de próstata entre homens com idade entre 40 e 45 anos. No Brasil, 1 em cada 7 homens têm câncer de próstata.

É importante dizer ainda que este é o sexto tipo de câncer mais comum no planeta. No Brasil, a cada 7 minutos, um homem é diagnosticado com esta doença. Diante de tantos números, fica a pergunta: o que fazer para prevenir esta doença?

Diagnóstico e hábitos saudáveis são as melhores alternativas

Meu caro leitor, precisamos ser mais cuidadosos com a nossa saúde e com o nosso bem estar para que não sejamos vítimas de doenças como o câncer de próstata. É um processo que envolve enfrentar nossos medos, superar nossas crenças limitantes e se tornar um novo homem: que se cuida e se ama!

É importante lembrar que cuidar de si também significa cuidar daqueles que amamos. É garantir que estejamos próximos aos nossos filhos, nossos familiares, amigos nos momentos alegres e também nos momentos de superação. Falo isso como filho, pai, esposo e trabalhador, que assim como você, ainda cai em alguns momentos na triste ideia do homem forte. Para te ajudar neste processo, separei algumas dicas para que juntos, possamos ser mais saudáveis e felizes:

1- Não tenha medo e resistência para pedir ajuda

Este é um grande entrave na vida dos homens: reconhecer e pedir ajuda quando não está bem. Não é errado reconhecer que precisa ir ao médico, que precisa repousar e receber cuidados. Não resista a consultas médicas e aos possíveis tratamentos. Se cuidar é importante e necessário. Não deixe o autocuidado para segundo plano.

2- Fique atento aos sinais do seu corpo

O corpo fala e dá sinais constantemente para nos mostrar como ele está. É fundamental que você esteja atento ao que seu corpo te diz. Tem ido ao banheiro muitas vezes ao dia? Está mais disposto? Se sente cansado frequentemente? Sente dores? Está urinando normalmente? Doenças como o câncer de próstata agem de maneira muito sutil e muitas vezes, o menor dos sinais pode ser algo a ser investigado. Quando o câncer de próstata apresenta sintomas significa que ele se encontra em estágio bastante avançado. Os principais sintomas do câncer de próstata são:

  • Fluxo urinário fraco
  • Incontinência urinária
  • Vontade excessiva de urinar durante a noite
  • Dificuldades para urinar

3 – Não se deixe levar pelos tabus e preconceitos

Muitos são os tabus sobre doenças. O câncer de próstata não é diferente e estes (os tabus) são os principais responsáveis pelo diagnóstico tardio desta e de outras doenças. Por vergonha e por preconceito, muitos homens se recusam a fazer o exame de toque retal – que é o exame mais seguro para identificar possíveis tumores na próstata. Não deixe os preconceitos serem maiores que a sua saúde. Faça os exames e lembre-se que prevenir é melhor que remediar.

Você tem se cuidado? Não deixe para começar amanhã, faça hoje mesmo!

Acesse este link, é grátis, e passe a cuidar mais de si.

4 – Pratique exercícios físicos e se alimente bem

Esta é a combinação perfeita para todas as situações: exercícios físicos + alimentação saudável. Procure um profissional (educadores físicos, nutricionistas, por exemplo) e busque o exercício que melhor atende às suas necessidades. Procure se alimentar de maneira equilibrada e saudável. Isso contribui na prevenção de doenças e para que você tenha mais disposição para curtir o melhor que a vida tem para você.

Espero, meu caro leitor, que este singelo artigo contribua positivamente para que você cuide melhor de si mesmo. Que neste Novembro Azul, você consiga superar suas crenças limitantes e despertar o seu poder infinito. “Eu me amo e me cuido”, que este seja seu novo lema de vida.

Se este conteúdo te ajudou de forma positiva, curta e compartilhe em suas redes sociais. Um grande abraço!

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.

Copyright:703954291 – https://www.shutterstock.com/pt/g/noipornpan

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010