Quando a internet e o celular atrapalham suas relações sociais

Jovens lado a lado com celulares nas mãos

Entenda quando o uso da Internet e também do celular podem prejudicar os seus relacionamentos.

A modernidade e a tecnologia trouxeram muitos avanços e facilidades para a vida das pessoas. Uma delas, e talvez a principal, foi a internet. Nos anos 2000, outra criação tecnológica começou a mexer com os hábitos da população, facilitando a vida de muitos executivos – o smartphone. Porém, como todas as ferramentas, ele pode ser utilizado de forma construtiva e destrutiva.

A internet possibilitou a difusão de culturas e conhecimento, ou seja, a democratização da educação. Ofereceu a vantagem da conveniência: em poucos cliques você está no banco ou no mercado, faz pesquisas, emite documentos, conversa com amigos e familiares. Permitiu a inclusão social de muitas pessoas pelo acesso ao conhecimento, obtenção de serviços, pesquisas, entre tantos outros conteúdos gratuitos. Por fim, ela eliminou fronteiras, permitindo a cada um que tenha interesse, fazer um passeio pelas ruas de Paris ou Tóquio, por exemplo.

Já a chegada dos smartphones ao mercado possibilitou que uma série de funções e serviços, ligados ou não à internet, esteja sempre à mão, e tudo isso em um único aparelho. Utilizar a calculadora, checar a previsão do tempo, fazer anotações, enviar um e-mail, organizar a agenda e uma série de outras opções são oferecidas por aplicativos que podem ser escolhidos a gosto de quem utiliza o produto.

Então, com tantos benefícios, onde moram os prejuízos dessas duas maravilhas?

O lado negativo da internet e do celular

Esses artifícios roubam o tempo, atrapalham relacionamentos, facilitam a procrastinação pelo excesso de informação que oferecem e, o que é ainda mais grave, podem causar até mesmo acidentes. É um vício!

A qualquer hora do dia, em todo lugar, vemos pessoas de todas as idades grudadas em seus smartphones, vidradas em seus mundos virtuais e checando as suas vidas artificiais. Não conseguem mais deixar o objeto de dependência. Dormem com ele, muitas vezes na cama, acordam ao seu lado, levam o objeto ao banheiro, ao café da manhã, a jantares românticos, ao trabalho.

Segundo neurocientistas experientes, o telefone, com todas as redes sociais que possui, oferece pequenos estímulos prazerosos aos quais nos tornamos dependentes. Qualquer pequena notificação que chega nos inunda de neurotransmissores de prazer.

No entanto, é notório que essa dependência está causando danos às relações pessoais e profissionais das pessoas. O tempo gasto na internet e ao telefone, principalmente com as redes sociais, tem feito com que momentos reais e de qualidade entre amigos e familiares diminuam relativamente.

Além disso, muitas pessoas caem nas armadilhas das redes sociais. Acompanham as redes dos amigos e colegas, acreditando que a vida de todo mundo é mais legal do que a sua. No entanto, não podemos acreditar naquilo que vemos. As pessoas só postam os seus melhores momentos. Na realidade, todo mundo tem problemas e dificuldades. E ninguém tem aquela pele perfeita e aquele corpo escultural, mascarados por filtros e mais filtros.

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

Pesquisa revela dados sobre o mau uso do celular

Podemos dizer que é normal alguém se sentir rejeitado quando, no meio de um diálogo, a outra parte prefere atender ao telefone, em vez de ignorar o celular que toca. Ou, quando se conversa com alguma pessoa que não larga o celular e não dá a devida importância ao assunto.

Uma pesquisa realizada pela VitalSmarts Brasil, uma empresa que é especializada em comportamento corporativo e desempenho organizacional, comprova que até mesmo os usuários, em um número de 89% dos entrevistados, acreditam que a utilização dessas tecnologias prejudica relacionamentos.

90% deles afirmam também que ninguém deve checar o celular e suas redes quando estiverem vivenciando interações pessoalmente com alguém. Contudo, sabemos que essa não é a realidade. 1 entre 4 entrevistados afirmou já ter tido sérios problemas com pessoas próximas por conta de dispositivos móveis e internet.

A pesquisa também revelou onde as pessoas mais utilizam os seus smartphones, conectadas à internet, e os resultados apresentados podem ser assustadores. Confira:

– 93% enquanto dirigem;
– 67% à mesa de jantar;
– 52% durante uma interação de atendimento ao cliente;
– 35% na Igreja;
– 25% na escola.

O que chama a atenção é que todas as atividades acima exigem um mínimo de atenção, especialmente a direção — que aparece em primeiro lugar. O fato é que, quando utilizamos o celular, mergulhamos num universo de notificações e redes sociais cuidadosamente programado para fazer com que as pessoas não saiam de lá tão cedo.

Isso prejudica a execução das atividades realmente importantes ao longo do dia, comprometendo o desempenho das pessoas no trabalho, a atenção delas ao dirigir e até mesmo a qualidade dos seus relacionamentos pessoais — namoros, amizades e relações familiares.

Como utilizar o celular e a internet com sabedoria?

Confira 5 dicas práticas para evitar que você prejudique a sua produtividade e jogue fora os momentos bacanas da vida real por estar “viciado” no celular e na internet.

1. Desative as notificações no celular

Sabe aquelas notificações que aparecem na tela inicial do celular? Desative-as. Cada vez que você olhar para a tela do celular e perceber que há uma notificação, ficará tentado a abri-la. Por isso, deixe esse recurso desativado e cheque as suas notificações apenas quando de fato precisar mexer no celular.

2. Utilize o WhatsApp web

Ao longo do dia, o WhatsApp é possivelmente o aplicativo com a maior quantidade de notificações recebidas, não é mesmo? Por isso, se você trabalha em frente ao computador, prefira utilizar a versão web do app. Assim, você nem precisará pegar no celular quando receber alguma mensagem, evitando cair na tentação de checar outras redes sociais.

3. Defina horários específicos para checar e-mails

Assim como as redes sociais, também há pessoas que ficam consultando a caixa de entrada de e-mails toda hora. Com isso, entram num ciclo de procrastinação das suas obrigações. Para evitar que isso ocorra, a dica é definir horários específicos para conferir os e-mails. O ideal é que você faça isso assim que chegar ao trabalho, ao voltar do almoço e, se desejar, alguns minutos antes de desligar o computador. Em casa, não verifique os seus e-mails. Se for algo urgente, alguém vai te ligar.

4. Deixe o celular fora do seu alcance quando for fazer algo importante

Se você for trabalhar, fazer uma refeição, dirigir ou simplesmente passar um tempo de qualidade com a família e com os amigos, mantenha o celular fora do seu alcance. Deixe-o na bolsa, na mochila ou em algum cômodo mais distante, de modo que você não interrompa a atividade motivado pela tentação de verificar se há alguma nova notificação. Só pegue o celular novamente quando a tarefa já tiver sido encerrada.

5. Selecione as suas redes sociais e defina uma hora do dia para acessá-las

Existem dezenas de redes sociais atualmente. Mas será que você precisa marcar presença em todas elas para se divertir e interagir com as pessoas? Selecione aquelas que lhe sejam mais importantes ou interessantes e exclua as “menos necessárias”. Por fim, assim como você deve fazer com os seus e-mails, também é importante definir uma hora do dia para checar essas redes.

Entretanto, ao contrário dos e-mails, que têm um caráter de maior importância e merecem ser checados mais de uma vez por dia, as redes sociais não são tão essenciais. Por isso, o ideal é checá-las uma vez ao dia, de preferência à noite, quando você estiver mais tranquilo e sem obrigações.

Os celulares e a internet, em geral, são muito importantes hoje em dia. São ferramentas para trabalhar, acompanhar as notícias e interagir com as pessoas. No entanto, defina horários para utilizá-los adequadamente. Lembre-se: por mais incrível que seja o universo digital, ele não é mais importante do que a vida real!

E você, o que pensa sobre o assunto? Deixe um comentário com a sua opinião no espaço abaixo. Por fim, compartilhe este artigo nas suas redes sociais (no momento oportuno!) para ajudar quem mais possa estar enfrentando essa dependência digital!

Imagem: Por DisobeyArt

 

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63