Sincericídio – O que é e como evitá-lo?

homem fazendo voto de honestidade

Você sabe o que é Sincericídio? Trata-se de forma exagerada e bem humorada, para se referir aos perigos da sinceridade excessiva. Acompanhe-me nesta leitura para saber mais.

A expressão sincericídio é um neologismo criado a partir da junção da palavra sinceridade com o sufixo “cídio”, que está ligado à ideia de morte. Trata-se de um trocadilho usado, de forma exagerada e bem humorada, para se referir aos perigos da sinceridade excessiva.

Se você é uma pessoa sincera, mas deseja encontrar o equilíbrio para saber quando é hora certa de deixar essa característica se aflorar ou se manter em silêncio, é só continuar a leitura.

O que é sincericídio?

Uma amiga acaba de chegar do salão de beleza após cortar o cabelo e pergunta o que você achou do resultado. Sua primeira impressão é de que o corte não ficou muito harmônico com o rosto dela, porém, percebe que ela está radiante e muito feliz com o novo visual.

Dizer exatamente o que pensa sobre o corte é um exemplo de sincericídio. Afinal, a amiga não terá como fazer o seu cabelo voltar ao comprimento anterior. Além disso, esse comentário será como um balde de água fria em toda aquela alegria.

Nesse caso, a melhor saída é focar em como ela está radiante e encontrar uma maneira de dizer que gostou sem parecer mentiroso. Embora pareça impossível encontrar esse meio termo, saiba que não é, basta ter bom senso e jogo de cintura.

Esse é apenas um exemplo corriqueiro para mostrar que nem sempre precisamos falar tudo o que pensamos. Às vezes, essa sinceridade servirá apenas para magoar alguém. Lembrando que a ideia aqui não é defender a mentira e sim sentir o momento e, com isso, escolher as palavras certas.

Quer eliminar hábitos tóxicos da sua vida?

Preencha AGORA o formulário para saber como!

logo detox branca

Exemplos de sincericídio

Basicamente, a sinceridade se torna sincericídio quando o único efeito que as palavras podem ter é magoar ou desestimular alguém. Confira alguns exemplos.

  • Dizer que a profissão escolhida por uma pessoa não tem futuro;
  • Criticar a roupa de uma pessoa quando ela não tem mais a oportunidade de trocar;
  • Desacreditar o esforço e a dedicação de uma pessoa;
  • Criticar o corpo alheio;
  • Falar sobre questões íntimas de uma pessoa e deixá-la constrangida;
  • Expor alguém desnecessariamente;
  • Enfim, dar qualquer opinião não solicitada ou que não possa agregar de nenhuma maneira a outra pessoa.

Dicas para evitar o sincericídio

Se você deseja se manter sincero de forma equilibrada, sem esbarrar no sincericídio, considere as dicas a seguir. Assim, irá evitar magoar pessoas desnecessariamente, mas sem precisar mentir, apenas usando o bom senso.

1. Faça uma análise sobre seu nível de sinceridade atual

Em primeiro lugar, procure refletir sobre o seu nível de sinceridade atual. O que seus amigos e familiares dizem a seu respeito? Eles costumam atribuir a palavra sincericídio aos comentários que você faz?

Essa autoanálise é muito importante porque é através dela que irá identificar os pontos que precisa mudar. Assim, poderá direcionar seus esforços, seja para controlar o excesso de sinceridade ou o que identificar ser necessário.

2. Aprenda a identificar situações em que sua opinião pode ou não agregar

Para evitar o sincericídio é preciso aprender a identificar situações em que a sua opinião pode ou não agregar. Se, por exemplo, uma palavra sua puder ajudar alguém a se proteger de algum perigo, não hesite em falar. Porém, verifique alguns detalhes, como a proximidade que tem com a pessoa e do que se trata o assunto em questão.

É preciso deixar claro que não existe uma lista padrão com o que é ou não sincericídio. Cada pessoa precisa se conhecer, conhecer aqueles com os quais convive e, a partir daí, analisar cada situação para encontrar o melhor caminho. Por mais desafiador que isso pareça, saiba que com o tempo se torna natural.

3. Coloque-se sempre no lugar do outro

A empatia é uma habilidade muito poderosa e um ótimo antídoto contra o sincericídio. Significa se colocar no lugar do outro antes de dizer algo que possa magoá-lo. E, dentro desse contexto, a ideia não é se colocar no lugar dele considerando as suas próprias convicções e sim as dele. Perceba que não se trata de você e sim de outra pessoa. Esse exercício te ajudará a saber quando o melhor a fazer é se calar ou fazer um comentário mais leve e gentil.

4. Queira sempre o bem do outro

Mais uma ação que poderá te ajudar a evitar o sincericídio é desejar sempre o bem do outro. Talvez você já sinta isso, só precisa organizar os sentimentos e as ações que se originam deles. Querer o bem do outro é deixar de lado o ego quando o assunto que estiver em pauta for a felicidade e o bem-estar dele.

5. Trate as pessoas com gentileza

Não quer ser um sincericida? Então seja sempre gentil com todos, independentemente se eles estejam ou não em uma posição que possa oferecer algum tipo de vantagem. Você nunca irá perder nada por ter a gentileza como uma marca do seu comportamento. Inclusive, isso poderá te abrir muitas portas nas mais diferentes situações.

6. Aperfeiçoe suas habilidades sociais

O ser humano é um ser social, embora cada indivíduo tenha a sua personalidade e alguns sejam mais expansivos do que outros. De qualquer maneira, o que todos podem e devem fazer é se esforçar para aperfeiçoar habilidades sociais. Isso ajuda a evitar comportamentos como o sincericídio, além de trazer benefícios para a carreira.

7. Escolha ser feliz a ter razão

Por fim, a última dica é: escolha ser feliz em vez de ter razão. Embora em muitos momentos se posicionar seja importante, você não precisa fazer isso o tempo todo. Permita-se escolher ser feliz e liberte-se da necessidade de dizer o que pensa sempre.

Exponha a sua verdade quando o seu silêncio puder ameaçar algum direito seu ou de outra pessoa. Ou, ainda, quando suas ideias possam agregar a alguém. Se o ato de se expressar tiver como único resultado magoar um terceiro que não merece ouvir palavras tão duras, é sinal que o melhor a fazer é se calar.

Você já havia parado para refletir sobre o sincericídio e suas consequências? Aproveite para deixar seu comentário sobre o assunto abaixo e compartilhar o conteúdo em suas redes sociais para levar mais pessoas a pensarem a respeito desse comportamento.

Imagem: Por WAYHOME studio

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.





*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010