Descubra como foi desenvolvida a psicologia analítica

Psicologia Analítica

A psicologia analítica é uma vertente da psicologia que se baseia no conceito de individuação e ajustamento dos opostos

 

Para realizarmos um trabalho de excelência, que contribua para o desenvolvimento pessoal e profissional que cada indivíduo, é necessário que estejamos sempre em busca de novos conhecimentos, principalmente aqueles que dizem respeito e são inerentes ao comportamento humano.

Aqui no Instituto Brasileiro de Coaching nós temos essa premissa. Estamos sempre estudando, pesquisando e nos aprimorando, no sentido de melhorar continuamente nossas ações, seja em nossas formações ou em nosso dia a dia dentro da empresa. Tudo isso para que entreguemos os melhores produtos e serviços, que atendam com maestria às necessidades de nossos clientes, colaboradores, fornecedores e demais pessoas que tenham a oportunidade de estar em contato conosco.

Assim, uma das áreas que mais exploramos, para que possamos compreender melhor cada uma das pessoas que participam de nossas formações, a fim de lhes ajudar a alcançar seus objetivos, saindo do estado atual, rumo ao estado desejado, é a área da Psicologia.

Por isso, para que você também tenha a oportunidade de aprimorar seus conhecimentos, para desenvolver cada vez melhor o seu trabalho, bem como a sua relação com as pessoas que lhe cercam, hoje vou escrever sobre a Psicologia Analítica e como ela foi desenvolvida, pois assim, você entenderá um pouco mais as questões que envolvem o ser humano, podendo, inclusive, se conhecer ainda mais através deste conteúdo.

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

O que é e como foi desenvolvida a Psicologia Analítica?

A Psicologia Analítica é uma vertente da Psicologia que se baseia no conceito de individuação e ajustamento dos opostos.

O psiquiatra e psicoterapeuta Carl Gustav Jung foi o responsável pela criação da psicologia analítica, um conceito centrado na individuação — um processo psicológico de ajustamento dos opostos, englobando o consciente com o inconsciente e mantendo a autonomia relativa. Jung conceituou a individuação como o processo central do desenvolvimento humano e do desenvolvimento pessoal.

A individuação é a base do desenvolvimento da Teoria dos Sete Níveis do Processo Evolutivo, e seu conceito se faz presente em vários campos, podendo ser identificado em estudos de Gilbert Simondon, Bernard Stiegler, Friedrich Nietzsche, Arthur Schopenhauer, David Bohm, Henri Bergson, Gilles Deleuze e Manuel De Landa.

A individuação na Psicologia Junguiana

Na Psicologia Junguiana, a individuação se evidencia no processo em que o “eu” individual se intensifica através de um inconsciente indistinto. Nesse campo, a individuação se configura como desenvolvimento do processo psíquico durante o qual elementos inatos da personalidade, os componentes da imaturidade da psique e as experimentações da vida se integram em um todo que funciona.

Conforme descrita por Jung, a individuação é um processo pelo qual a pessoa passa de um estado infantil de identificação para um estado maior de diferenciação, gerando uma ampliação da consciência e a promoção do autoconhecimento.

Jung enfatizou que o processo de individuação não entra em tumulto com a norma coletiva do ambiente em que o indivíduo se encontra, uma vez que esse processo exige que o ser humano se adapte ao ambiente e se torne um membro dinâmico de sua comunidade.

O psicólogo destacou, ainda, que um número muito reduzido de pessoas alcançava a meta da individuação de forma ampla. Um dos passos essenciais para a individuação seria a assimilação das funções – sensação, pensamento, intuição e sentimento – conceitos definidos por Jung em sua teoria dos tipos psicológicos.

Quer descobrir qual grau da sua felicidade?
Clique aqui e acesse o “Termômetro da Felicidade”!

Jung e sua contribuição para um melhor entendimento da mente humana

Para compreender ainda mais como funciona a Psicologia Analítica, é preciso aprofundar os conhecimentos sobre seu criador, já que ele é a figura central em meio a todo este processo. Digo isso, pois Jung utilizou suas próprias experiências para formular as teorias, que hoje são amplamente utilizadas pela área da Psicologia para explicar diversos fenômenos que cercam a mente e o comportamento humano.

Psicólogo e psiquiatra suíço, nascido na cidade de Keswill, viveu até 1961 e desenvolveu grande parte de sua obra, tendo como principal fonte de pesquisa os acontecimento vividos por ele mesmo. Seus estudos sobre o inconsciente, tinham como base seus próprios sonhos, intuição, fantasias, entre diversas outras experiências, que, para ele, foram fundamentais para embasar cada vez mais suas teorias e continuar empenhado em compreender melhor a psique humana.

Jung era um indivíduo altamente dedicado a seus estudos e aberto a novos conhecimentos, independentemente da origem destes conhecimentos. Assim, teve a oportunidade conviver com os maiores nomes da psiquiatria, como Freud, Adler, Bleuler; trocou experiências e manteve contato com personalidades fora do universo médico, como Einstein; e dedicou-se a estudar com profundidade filósofos, como Nitzsche, Schopenhauer, entre muitos outros.

Por se tratar de uma mente inquieta, Jung não focou apenas na área médica, como é possível perceber, para embasar suas teorias. Ele também procurou estudar Mitologia, Alquimia, bem como diversas filosofias e religiões, principalmente as orientais, como o I Ching, para formular elaborar teorias como a dos arquétipos, por exemplo.

Coaching e Psicologia Analítica

Como eu disse no início do artigo, em nossas práticas no IBC, tudo o que nos aproxima de uma compreensão cada vez melhor do ser humano e suas nuances, se torna objeto de estudos e pesquisas para nós, para que assim possamos elaborar as melhores técnicas e ferramentas, que nos permitam contribuir para o crescimento e desenvolvimento daqueles que têm a oportunidade de estar em contato conosco.

Assim, a Psicologia Analítica nos ajuda a compreender melhor os fenômenos que envolvem a psique humana, e, dessa maneira, auxiliar as pessoas que participam de nossas formações, por exemplo, a iniciarem e realizarem o seu processo de desenvolvimento humano, através do autoconhecimento, que nada mais é a possibilidade de se conhecer melhor, para que assim, tenha mais chances de obter resultados extraordinários ao longo de suas jornadas evolutivas.

Para ter acesso a este crescimento e a esta possibilidade de obter ainda mais evolução em sua vida, convido você a conhecer a participar do Professional & Self Coaching – PSC, a formação em Coaching mais completa, que vai te oferecer ferramentas e técnicas ideias, para que você alcance os resultados mais extraordinários em sua trajetória.

 

Permita-se ir além e comece agora mesmo a transformar a sua realidade, através do PSC

 

Como eu disse, é importante conhecer as nuances que envolvem os fenômenos psíquicos do ser humano, para que assim possamos melhorar a relação que temos com as pessoas ao nosso redor e também a nossa relação com a gente mesmo. Dessa forma, as chances de que tudo em nossa vida comece a se desenvolver da melhor maneira possível, trazendo-nos também os melhores resultados, aumentam significativamente.

Agora me conte: o que você achou deste conteúdo? Já conhecia a ou tinha ouvido falar sobre a Psicologia Analitica e seu criador, Carl Gustav Jung? Deixe o seu comentário, contribuindo com seus conhecimentos, opinioes e sugestoes, e lembre-se sempre de se lembrar de nunca esquecer, de compartilhar com seus amigos este artigo, para que eles também tenham acesso a estas informações e conhecimentos.

 

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.

Imagem: Alex_Po / Shutterstock

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010