7 Dicas para desenvolver a cumplicidade nas suas relações

amigos e familiares reunidos

Confira a importância da cumplicidade nas relações.

Cumplicidade significa parceria, companheirismo, estar ao lado da pessoa para o que der e vier. Trata-se de uma qualidade fundamental nas relações, sejam elas de amizade, entre familiares e amigos.

De 0 a 10, o quanto acha que existe cumplicidade nas suas relações? Saiba que, para isso acontecer é preciso que ambos os lados estejam dispostos a estar presentes na vida um do outro, ajudar, oferecer apoio e compartilhar momentos.

Continue a leitura para conferir dicas de como desenvolver a cumplicidade nas suas relações e manter conexões poderosas com os seus entes mais queridos.

Por que é importante desenvolver a cumplicidade nas relações?

Imagine uma pessoa que tem um relacionamento amoroso, amigos e familiares, com quem compartilha muitos momentos felizes. Entretanto, um dia ela descobre uma doença grave e precisa iniciar um longo tratamento.

Durante os meses seguintes, irá precisar de muito apoio, carinho e ajuda para ir ao hospital e realizar tarefas do dia a dia. Se houver cumplicidade em todas as suas relações, ninguém irá pestanejar em ajudar e apoiar nesse momento delicado.

Por outro lado, se os relacionamentos forem superficiais e não houver parceria, muitos irão criar desculpas para não permanecerem ao lado da pessoa. É por isso que a cumplicidade é tão necessária, porque é através dela que podemos confiar naqueles com os quais convivemos.

Amor e amizade envolvem muito mais do que dividir experiências divertidas. Embora elas sejam muito importantes, devemos também estar ao lado de quem amamos nos momentos de dor e desafios. Isso fortalece os laços e nos ajuda a enfrentar obstáculos com mais força e confiança.

Como desenvolver a cumplicidade nas relações?

Agora que já falamos sobre a importância da cumplicidade nas relações, é hora de compartilharmos dicas para desenvolvê-la. Embora para muitos ela venha de forma natural, é sempre importante mantermos atenção para realmente sermos parceiros daqueles que amamos, companheiros para todas as horas.

1. Lembre-se do motivo que te faz permanecer em cada relação

A cumplicidade acontece quando se tem uma sólida base de amor e do desejo de estar perto de alguém. Por isso, é preciso que tenha clareza em relação aos motivos que te fazem permanecer em cada relação.

Essa reflexão é importante tanto para identificar relacionamentos que você tem levado apenas por obrigação quanto para fortalecer o que sente pelos entes queridos. Assim, terá a motivação necessária para se dedicar e ser um grande companheiro.

2. Mantenha o diálogo aberto

O diálogo é fundamental em toda relação, afinal, é através dele que conhecemos melhor o outro, apresentamos nossa essência e resolvemos eventuais divergências. Portanto, para ter cumplicidade é necessário haver comunicação.

Se você é uma pessoa mais reservada, procure se abrir um pouco mais com as pessoas próximas. Inclusive, ao dar esse passo irá estimulá-las a fazerem o mesmo contigo. Assim, construirão laços fortes e serão grandes companheiros um para o outro.

3. Fale abertamente sobre suas necessidades

Ainda no âmbito da comunicação, é extremamente importante que fale abertamente sobre suas necessidades para as pessoas próximas. Afinal, para que sejam suas cúmplices e te ajudem, elas precisam entender o que está precisando.

Mais uma vez, se você é uma pessoa mais fechada, repense isso. De nada adianta sofrer calada, com pessoas ao seu redor sem saberem o que está acontecendo. Pedir ajuda não é sinal de fraqueza, é algo totalmente natural e pelo qual todos já passaram ou irão passar um dia.

4. Seja cúmplice das pessoas que ama

Antes de exigirmos algo de terceiros, precisamos fazer a nossa parte. Então, se deseja desenvolver a cumplicidade nas suas relações, comece por você. Demonstre às pessoas que é digna da confiança delas, apoie, aconselhe, ajude.

O ser humano tem a tendência natural de retribuir, o que não é uma regra, mas acontece na maioria dos casos. É por isso que devemos agir com os outros do modo que gostaríamos que agissem conosco. 

5. Saiba separar cumplicidade de permissividade

Um ponto importante a ser mencionado é que a cumplicidade é diferente da permissividade. Ser cúmplice significa estar ao lado, apoiar, ajudar, mas não ser permissivo e concordar com tudo o que o outro faz.

Se, por exemplo, um amigo está agindo de uma forma que você sabe que será prejudicial a ele, tem o dever de alertar. Não vire as costas, mas deixe claro que não concorda e que acredita que aquilo não fará bem a ele.

Essa sim é a verdadeira cumplicidade, que é aquela que tem como objetivo ver as pessoas queridas bem, saudáveis e seguras.

6. Tenha interesse pela vida das pessoas que ama

A cumplicidade não deve estar presente apenas em situações desafiadoras, mas também no dia a dia. Para isso, é preciso demonstrar interesse pela vida das pessoas que ama.

Você sabe resumir o trabalho da pessoa amada, dos seus amigos e familiares? Conhece os gostos deles, cantores, bandas, filmes e livros preferidos? Mergulhar no universo de indivíduos tão especiais para você é uma forma de demonstrar o seu carinho e estreitar os laços.

7. Entenda que você e as outras pessoas são humanos

Por fim, é preciso que entenda que, por mais que se esforcem, você e as outras pessoas continuarão sendo seres humanos. Portanto, se deixarem a desejar em algum quesito e faltarem com a cumplicidade em alguma situação, isso não deve ser visto com o fim do mundo.

Erros nos fazem aprender, são oportunidades para evoluirmos. Nesse sentido, se algo assim acontecer, em vez de se culpar ou apontar dedos, seja gentil consigo e com o outro. Aproveitem para conversar, falar sobre o que sentiram com a experiência, apontar as arestas e seguirem em frente.

Conclusão

A cumplicidade é importante nas relações porque é ela que gera a empatia, a união e o apoio que precisamos para seguir adiante. Não há nada mais poderoso do que saber que se tem com quem contar, seja para superar um obstáculo ou comemorar uma vitória.

Seja cúmplice das pessoas queridas, mas sem concordar com tudo o que elas fazem. Preze sempre pelo equilíbrio e irá encontrar um meio termo entre apoiar e fechar os olhos para aquilo que discorda.

Você já havia parado para pensar na importância da cumplicidade nas relações? Comente abaixo e compartilhe o conteúdo nas redes sociais para passar a reflexão adiante!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds