Como lidar com vampiros emocionais no ambiente de trabalho

vampiros emocionais na vida profissional
Você sabe identificar os vampiros emocionais que te afetam na vida profissional?

O ambiente de trabalho é um local em que estamos em contato com os mais diversos tipos de pessoas. Cada um tem suas crenças, com seu modo de pensar, agir e enxergar o mundo ao seu redor e de reagir aos acontecimentos que lhes cercam.

Trata-se de um lugar em que não temos a opção de simplesmente escolher com quem vamos conviver, restando-nos apenas respeitar o modo de ser de cada um, para que assim seja possível todos conviverem em paz e harmonia.

Entretanto, existem pessoas com as quais temos contato no ambiente profissional, que sentimos que não nos fazem tão bem, pois quando estamos próximos a elas, a sensação é que toda a nossa energia está sendo consumida e não conseguimos desempenhar nossas atividades satisfatoriamente.

Você já se sentiu ou se sente assim também ao lado de algum de seus colegas de trabalho? Então te convido a continuar esta leitura, para saber de que maneira você pode lidar com os chamados vampiros emocionais no ambiente profissional. Confira:

Quer eliminar hábitos tóxicos da sua vida?

Preencha AGORA o formulário para saber como!

logo detox branca

Vampiros emocionais no trabalho: quem são eles?

Ao estabelecermos uma relação com alguém, seja no ambiente de trabalho ou não, a intenção é sempre que haja uma troca de ideias, de experiências, algo saudável, em que ambas as partes envolvidas tenham a oportunidade de crescer e se desenvolver, contando com o apoio uma da outra.

Acredito, verdadeiramente, que este seja o pressuposto para todo e qualquer tipo de relacionamento saudável, ou seja, aquele que faz suas partes sentirem-se bem na presença uma da outra. No entanto, quando nos deparamos com vampiros emocionais, não é bem isso o que acontece. Pelo contrário, ao termos contato com este perfil de indivíduo e profissional, sentimos que a nossa energia, vitalidade e, principalmente, o nosso ânimo são sugados por ele e vão imediatamente embora.

Assim, podemos definir os vampiros emocionais como pessoas que, por meio de seus comportamentos, atitudes e da maneira como se relacionam conosco, criam contextos altamente negativos e tóxicos, e acabam por, consciente ou inconscientemente, fazer com que nos sintamos facilmente esgotados e desgastados, minando, assim, a nossa saúde mental e física, caso sustentemos a relação por muito tempo ou não façamos nada para nos proteger ou impedir que esta energia chegue até nós.

Na relação com o vampiro emocional não há troca, ou uma comunicação saudável, em que todos possam se manifestar. Pelo contrário, a sensação que se tem é que não existe aquela reciprocidade necessária para que se construa um relacionamento saudável. O que existe é uma carga de emoções e sentimentos negativos, que são descarregados sobre aqueles que estão ao seu redor, principalmente os mais próximos, e que, conforme o tempo vai passando, geram estresse, bem como anulação, vulnerabilidade e fuga do outro.

No ambiente de trabalho estas pessoas são caracterizadas por aquelas que vivem falando de seus problemas pessoais e profissionais, que ficam espalhando boatos, fazem fofocas, que estão sempre focadas nos aspectos negativos das situações, são maldosas e maliciosas, vivem criticando os demais, são narcisistas, não se empenham para ouvir o outro na essência, fazem-se de vítimas o tempo todo, querem controlar a tudo e a todos, são constantemente reativas e agressivas, vivem sendo irônicas e sarcásticas com tudo, entre muitas outras características.

Desta maneira, com o passar da convivência, tudo isso vai fazendo com que percamos o ânimo, a motivação, bem como a nossa autoestima, sem nem percebermos ou entendermos o porque estamos nos sentindo assim.

Como lidar com o vampiro emocional no trabalho?

É fundamental que encontremos formas para lidar com os vampiros emocionais no trabalho, pois, além de tudo o que citei até aqui, eles também nos levam ao cansaço, à fadiga, sentimos nossas pálpebras pesadas o tempo todo, dores de cabeça constantes, provocadas pela tensão de estar próximos a pessoas assim, desânimo, frequente sensação e vontade de fugir, falta de concentração e foco, e a pior de todas as consequências, baixo rendimento e desempenho no trabalho.

Assim, se você está passando ou convivendo com alguém com todas estas características, aqui vão algumas dicas para lidar com isso com maestria. Confira:

A felicidade é imprescindível para o bom desempenho profissional!
Clique aqui, faça nosso “TESTE” e descubra como anda sua felicidade!

Pergunte se está tudo bem

Por mais que o primeiro impulso ao perceber que a sua energia e vitalidade estão sendo sugadas por algum vampiro emocional seja fugir e ficar totalmente distante dele, acredito que o primeiro passo para lidar com a situação seja fazer exatamente o contrário.

Chame a pessoa para uma conversa e pergunte se está tudo bem com ela, se ela precisa de algum tipo de ajuda, veja de que forma você pode contribuir para esta mudança de comportamento. Neste momento, fale aberta e francamente sobre o que você está sentindo e percebendo, tomando cuidado com as palavras para não magoá-la.

Fazendo isso, você pode estar ajudando alguém que talvez não esteja se dando conta de como está agindo, para que assim possa melhorar e mudar de agora em diante.

Afaste-se

Se mesmo depois desta conversa a pessoa continuar com os mesmos comportamentos, o ideal, até mesmo para o seu próprio bem é se afastar ou limitar o seu contato com ela. Ao optar por esta ação, você estará preservando a si mesmo, cuidando do seu próprio bem-estar, para que assim possa manter-se tranquilo e saudável, tanto no ambiente de trabalho, quanto fora dele também.

Fortaleça a sua própria energia

Neste processo, é fundamental que você cuida de si mesmo, fortalecendo-se internamente, para não deixar a sua energia ser consumida e muito menos se deixar abater por esta relação tão tóxica. Neste sentido o que você pode fazer é:

  • Respirar fundo e não levar em consideração o que a pessoa está lhe dizendo;
  • Desconsidere as críticas que ela fizer, seja para você ou outras pessoas;
  • Conte e cerque-se sempre de pessoas com a energia e com o foco no positivo;
  • Caso você se sinta afetado por algo que o vampiro emocional lhe disse, lembre-se que o problema está sempre com ele e não com você;
  • Trabalhe o seu autoconhecimento, a sua autoestima e também a sua autoconfiança, pois serão elementos essenciais para não se deixar cair nas armadilhas deste perfil de colega de trabalho.

A felicidade é imprescindível para o bom desempenho profissional!
Clique aqui, faça nosso “TESTE” e descubra como anda sua felicidade!

E caso você perceba que precisa de ajuda profissional para fortalecer a sua energia, para lidar com os vampiros emocionais no ambiente de trabalho, você pode contar também com o apoio do Coaching, realizando a formação Professional & Self Coaching – PSC, que oferece técnicas e ferramentas essenciais para lidar com este tipo de situação da melhor maneira possível.

Agora me conte, querida pessoa: o que você achou deste artigo? Identificou algum vampiro emocional em sua vida? Como você lida com ele? Deixe o seu comentário, me falando sobre suas experiências e lembre-se de compartilhar este conteúdo com seus amigos, em suas redes sociais, para que eles também expandam seus conhecimentos sobre este assunto.

Créditos da Imagem: Por Fred Ho – ID do vetor stock livre de direitos: 300228731

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.


*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010