Autodisciplina no trabalho: 6 dicas para desenvolvê-la

Autodisciplina no trabalho: 6 dicas para desenvolvê-la
A autodisciplina no trabalho permite que o indivíduo seja capaz de entregar resultados de excelência para a empresa em que trabalha.

Com o mundo tão ágil e cheio de distrações, a autodisciplina no meio corporativo se tornou uma característica muito valorizada. O principal fator para que um profissional consiga desenvolver a autodisciplina é a força de vontade, uma característica que leva a pessoa a superar suas limitações individuais e encontrar a motivação necessária para praticar a autodisciplina.

A autodisciplina, por sua vez, permite que a pessoa se torne resistente, suporte as dificuldades e alcance metas e objetivos. No meio corporativo, ela contribui para que o profissional entenda sua função na empresa e trabalhe com responsabilidade, praticando a gestão do tempo, reformulando ideias e pensamentos, cumprindo prazos e fazendo uma autogestão eficiente. Tudo isso contribui para que o colaborador construa resultados de excelência para a organização.

A capacidade de exercer a autodisciplina é o que difere os grandes profissionais dos medianos. Isso porque esta é uma ferramenta capaz de promover desenvolvimento pessoal e profissional, permitindo que a pessoa tenha controle sobre sua própria vida. 

Dicas para desenvolver a autodisciplina no trabalho

Desenvolva o autoconhecimento

A ferramenta de autoconhecimento promove crescimento e desenvolvimento. Por meio desse processo, o indivíduo consegue identificar suas qualidades, bem como seus pontos de melhoria, limitações, fraquezas e desejos. Como consequência, a pessoa se torna capaz de traçar metas e objetivos, além de construir um plano para exercer a autodisciplina de forma eficaz.

Tenha foco

Ter capacidade de manter a atenção voltada para as suas atividades na empresa é uma das principais formas de desenvolver a autodisciplina. A condição mais eficiente para promover esta característica é por meio da definição de metas e objetivos. A partir daí o colaborador se sente motivado a iniciar e finalizar suas atividades e, assim, alcançar aquilo que preestabeleceu.

Faça pausas  

De nada adianta manter o foco nas atividades se a mente do profissional estiver cansada. O ideal é que você divida seu dia de trabalho em blocos e, de tempos em tempos, descanse a mente por alguns minutos. Esse período de relaxamento permite que o rendimento do profissional se mantenha nivelado.

Crie hábitos

A criação de hábitos possibilita que as atividades sejam desenvolvidas de forma organizada, o que aumenta a produtividade do colaborador e o mantém motivado.

Tenha prioridades  

O profissional deve definir quais são as suas prioridades profissionais. Quando isso ocorre, a pessoa trabalha com base em uma motivação e consegue atingir de forma rápida aquilo que deseja.  

Organize

Com uma rotina organizada, o profissional consegue alinhar suas demandas e prazos, o que facilita a gestão de tempo e permite que a entrega de resultados seja exemplar.

A autodisciplina é uma ótima maneira de garantir que o colaborador direcione seu comportamento e se torne um profissional com diferenciação, que garante resultados de excelência para a empresa em que trabalha. Uma pessoa que desenvolve autodisciplina consegue ser dona de suas ações, reações e entregas. Em um mundo tão competitivo e veloz, isso faz toda a diferença.

E você, pratica a autodisciplina? Conhece outras dicas para desenvolve-la? Comente e compartilhe o artigo nas redes sociais.

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.

Imagem: Kaspars Grinvalds / Shutterstock

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010