A importância do setor de comunicação corporativa para uma empresa em crescimento

megafone

A comunicação corporativa é responsável por fazer com que os públicos interno e externo da empresa recebam informações relevantes sobre seu trabalho.

A comunicação é o processo por meio do qual uma pessoa codifica uma mensagem contendo as suas ideias, de modo que outra pessoa possa decodificar a mensagem e ter acesso àquilo que estava na mente da primeira pessoa. Em termos mais simples, é o ato de transmitir o que pensamos, o que pode ser feito por meio da fala, da escrita, do desenho, dos símbolos, dos gestos, da linguagem corporal, das expressões faciais, e por aí vai.

Na vida de uma empresa, a comunicação é extremamente necessária, tanto no que diz respeito aos seus públicos internos (colaboradores e parceiros de negócios) quanto aos seus públicos externos (os clientes, o governo, a concorrência e a sociedade como um todo).

Cada setor de uma empresa tem a sua parcela de importância na construção e na manutenção de um negócio. Mas de quem é a missão de mostrar como tudo isso está à disposição do consumidor? De qual setor é a responsabilidade de transmitir essas e outras informações a todos os públicos da empresa? O setor de comunicação!

Neste artigo, você vai compreender melhor o significado da comunicação corporativa, as suas subdivisões e a importância de cada uma delas para a vida e para a prosperidade das empresas. Siga em frente e tenha uma ótima leitura!

Comece a ter o

Destaque

que você merece!

Preencha os campos abaixo para receber o e-book.

Comunicação corporativa: o que é?

Com o objetivo de motivar, informar e convencer os públicos internos e externos a respeito da responsabilidade e qualidade da organização, a comunicação corporativa é a soma de todos os esforços de uma organização para estabelecer uma comunicação eficaz, eficiente e integradora.

Assim, a comunicação corporativa, também conhecida como comunicação organizacional ou comunicação empresarial, contempla duas áreas: a comunicação interna e a comunicação externa, sendo que ambas são muito importantes para a sobrevivência e para o crescimento contínuo da instituição.

Há empresas que contam com departamentos específicos de comunicação, enquanto outras “acoplam” essas funções a outros departamentos, como a área de recursos humanos (que geralmente cuida da comunicação interna) e a área de marketing (que cuida da comunicação externa). Com relação à comunicação externa, a atividade também pode ser terceirizada a agências e empresas de comunicação.

Comunicação interna

O público interno é formado pelos colaboradores, prestadores de serviço, investidores, sócios, fornecedores e parceiros da empresa. Para esse público, é importante traçar estratégias de comunicação voltadas para a motivação e o aumento da produtividade, incentivando todos a “vestirem a camisa” da empresa.  O conjunto de estratégias de marketing voltadas para o público interno é chamado de endomarketing. As principais ações do endomarketing são:

  • Atualizar o quadro de avisos;
  • Realizar palestras motivacionais;
  • Emitir comunicados por e-mail;
  • Administrar a intranet;
  • Executar workshops.

A comunicação interna atualiza todos os colaboradores acerca das atividades da empresa. Ela inclui temas como: resultados do bimestre/trimestre, eventos que serão realizados, novas metas e objetivos, abertura de processos seletivos, mudanças administrativas, contratações/desligamentos, procedimentos rotineiros (como recadastramento, exames médicos etc.), reforço às regras internas da empresa, feedbacks individuais aos colaboradores, divulgação de cursos e treinamentos etc.

Todos esses assuntos podem ser trabalhados de maneiras diferentes nas organizações, como: murais de avisos, intranet, blog da empresa, rede de e-mail, reuniões presenciais, reuniões por videochamadas, comunicados internos impressos, mensagens de texto, softwares de gerenciamento de projetos, entre outras tecnologias.

Essa área não é “perfumaria”, como alguns possam pensar. A comunicação interna é essencial para manter os colaboradores e parceiros bem informados, motivados e atentos ao que se passa em seu ambiente de trabalho, o que lhes permite executar um trabalho com mais atenção, dedicação e competência.

Comunicação externa

O público externo, por sua vez, diz respeito aos consumidores, aos clientes em potencial, ao governo, à concorrência e à sociedade de maneira geral. Para lidar com eles, é preciso ter uma equipe de comunicação e marketing preparada para elaborar estratégias de comunicação eficientes.

No que diz respeito ao governo e à sociedade, é muito importante que as pessoas tenham uma visão positiva acerca daquela marca, como uma empresa que gera empregos, que trata bem os seus colaboradores, que satisfaz os seus clientes, que é financeiramente saudável, que gera relatórios de sustentabilidade ambiental, que respeita a diversidade, que apoia causas sociais, que cumpre a lei e que age com responsabilidade.

Quanto ao cliente e ao potencial cliente, a empresa também precisa se comunicar com esses públicos, no sentido de construir autoridade no segmento, divulgar a qualidade dos seus produtos e serviços, demonstrar como as suas soluções resolvem os desejos e necessidades do público, além de exibir diferenciais competitivos em relação às empresas concorrentes.

No que diz respeito à comunicação externa, diversas técnicas podem ser utilizadas, como:

  • Publicidade tradicional (em meios de comunicação de massa, como a televisão, os jornais, as revistas, o rádio, os cartazes, a mídia externa etc.);
  • Marketing digital (por meio dos websites, blogs, redes sociais, mecanismos de busca, redes de e-mail e materiais ricos);
  • Força de vendas;
  • Relações públicas;
  • Assessoria de imprensa;
  • Ações de merchandising;
  • Ações promocionais;
  • Promoção de eventos.

Dicas gerais de comunicação

Independentemente de comunicar-se com o público interno ou com o público externo, o fato é que precisamos nos comunicar com muita clareza e objetividade, de modo a evitar o surgimento de conflitos com qualquer um dos públicos citados — colaboradores, sócios, fornecedores, clientes, potenciais clientes, governo, associações empresariais e a sociedade em geral. Confira alguns dos cuidados básicos:

  • Conheça em profundidade o público-alvo da sua comunicação;
  • Defina o tema da mensagem;
  • Selecione o canal de comunicação mais apropriado para a emissão da mensagem, considerando o público-alvo e o contexto comunicacional;
  • Estabeleça o melhor momento para fazer essa comunicação;
  • Determine o estilo de linguagem (verbal e visual) ideal a ser adotado — cuidando para não pecar na falta ou no excesso de formalidade;
  • Revise a gramática, pois o domínio da língua portuguesa é relevante na imagem corporativa;
  • Treine os profissionais responsáveis pelas apresentações orais;
  • Mantenha-se acessível, tendo em vista que a comunicação é uma via de mão dupla, em que ora precisamos falar, ora precisamos ouvir;
  • Esclareça as dúvidas e os mal-entendidos o quanto antes;
  • Jamais comunique qualquer coisa em nome da sua empresa que possa ser ofensiva, desrespeitosa, preconceituosa ou insensível de alguma maneira. Tenha bom-senso e empatia para verificar se aquilo que você vai falar/escrever é o que você gostaria de ouvir/ler.

Colocando as dicas acima em prática, a sua comunicação corporativa será uma ferramenta que só vai potencializar a sua empresa em crescimento. Cuide da comunicação interna e da comunicação externa com a mesma dedicação, considerando que ambas são essenciais ao progresso.

Gostou deste conteúdo? Deixe o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!

E aí, curtiu esse conteúdo?

Saiba que ele é apenas a pontinha do iceberg e você pode desenvolver suas habilidades de liderança muito mais. Baixe agora o ebook Leader Coach e aprenda como extrair o máximo resultado da sua equipe.
Preencha o formulário, é de graça.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010