O perigo de subestimar seu concorrente

Entenda mais sobre os perigos relacionados ao fato de subestimar o seu concorrente.

Existem empresas que, após conquistarem a preferência do público, passam a subestimar os concorrentes, como se o jogo estivesse ganho de forma permanente. Fazendo isso ignoram que o mercado é dinâmico e está em constante movimento, por isso, não dá para fechar os olhos para o que está acontecendo ao redor.

Ao longo do artigo iremos explicar os motivos para não ignorar a concorrência e as consequências que isso pode trazer. Siga a leitura e saiba mais!

Por que não se deve subestimar o concorrente?

O respeito pelo adversário é uma qualidade de todo campeão, o que se aplica ao esporte e, também, aos negócios. Afinal de contas, quem está do outro lado provavelmente está se dedicando tanto quanto você para alcançar os mesmos objetivos. Em se tratando de empresas que fazem parte de um mesmo segmento, esse objetivo é ganhar a preferência dos consumidores.

Dentro desse contexto, por mais que veja a sua empresa como melhor do que as outras do mesmo setor, elas têm muito em comum. Mesmo que os concorrentes pareçam ter produtos inferiores, em algum momento eles podem “acordar” e mudar de estratégia. Se você não estiver atento a esse movimento corre o risco de ficar para trás.

Um exemplo bastante interessante sobre o quanto é importante estar de olho na concorrência é o caso da Nokia. A empresa finlandesa reinava quase que absoluta no mercado de celulares, até que, em 2007, a Apple lançou o iPhone e o resto dessa história você já sabe. Por mais que uma marca esteja consolidada, ela jamais pode fechar os olhos para os concorrentes.

A ideia não é que viva sob o medo constante de ser derrubado por outras empresas, muito menos que tente prejudicá-las, e sim que esteja atento ao que elas estão fazendo, aos seus erros e acertos. Essa observação é extremamente positiva e pode te ajudar a antecipar tendências e evitar que seu produto ou serviço fique ultrapassado.

Comece a ter o

Destaque

que você merece!

Preencha os campos abaixo para receber o e-book.

Benefícios de analisar a concorrência

Veja, a seguir, quais são os benefícios que a atenção em relação à concorrência pode proporcionar ao seu negócio.

1 – Maior conhecimento sobre o mercado

Conhecer o mercado no qual seu negócio está inserido é fundamental e isso envolve especialmente a concorrência. Saber o que as outras empresas estão fazendo, os produtos que estão lançando e no que estão investindo irá te proporcionar um conhecimento bastante valioso para tomar boas decisões.

2 – Evitar cometer os mesmos erros

Através de uma análise da concorrência é possível identificar falhas cometidas pelos concorrentes e isso é extremamente válido para evitar cometer os mesmos erros. Se um produto lançado não foi bem aceito, por exemplo, procure entender o motivo para não cair nas mesmas armadilhas.

3 – Inovação

Para inovar é preciso ter uma boa bagagem de informações sobre o mercado, os consumidores e o seu segmento de atuação. Isso inclui dados sobre a concorrência, seu público, os produtos mais vendidos, entre outros. Quanto mais conhecimento se tem, mais ideias surgem.

4 – Identificar necessidades do consumidor

Através da observação da concorrência é possível, ainda, identificar necessidades do consumidor, entender se elas estão sendo supridas ou se existem lacunas a preencher. Muitos aspectos importantes podem ser observados e fornecer um panorama amplo a respeito do que as pessoas desejam e procuram.

5 – Evitar surpresas

Ter atenção ao que a concorrência está fazendo ajuda a evitar surpresas, como um lançamento que desbanque totalmente o seu produto e o torne ultrapassado, por exemplo. Estando atento aos movimentos do mercado, torna-se possível tomar atitudes antes que algo assim aconteça.

5 Dicas para manter atenção em relação aos concorrentes

Depois de entender a importância de se manter atento em relação aos concorrentes e evitar subestimá-los, confira dicas de como fazer isso.

1 – Identifique seus principais concorrentes

Antes de iniciar a sua pesquisa é preciso identificar quem são os seus principais concorrentes. Além de incluir na lista aqueles que já conhece, faça uma busca no Google. Pode ser que a concorrência seja maior do que imagina, então, não subestime isso.

2 – Observe as redes sociais deles

Nas páginas das redes sociais das empresas é possível obter um panorama bastante interessante do relacionamento que elas têm com seus clientes. Observe como é a interação, se há muitos elogios ou reclamações, quais são os produtos que parecem atrair mais engajamento e assim por diante.

3 – Torne-se um cliente

Uma etapa bastante importante da pesquisa envolve se tornar um cliente dessas empresas e experimentar seus produtos e serviços. Assim, poderá analisar os aspectos mais relevantes para o segmento em que atuam. Se você tem um restaurante, por exemplo, poderá experimentar os pratos, analisar os ingredientes, a preparação, o atendimento e assim por diante.

4 – Converse com os clientes

Ouvir os clientes é mais uma maneira de entender o que eles pensam da sua empresa e dos concorrentes. Procure descobrir o que os leva a preferir o seu produto ou o da concorrência, o que eles procuram e o que não aceitam. Essas informações são extremamente valiosas e podem te ajudar a evitar perder a preferência do consumidor.

5 – Conheça-os como empregadores

Um ponto que, muitas vezes, passa batido quando o assunto é análise da concorrência é considerar o quão boas empregadoras essas empresas são. Quesitos como remuneração, benefícios, clima organizacional e possibilidades de crescimento devem ser considerados.

Isso é relevante porque envolve a satisfação e o engajamento dos colaboradores, o que tem ligação direta com os resultados. Além do mais, se você não for um bom empregador, corre o risco de perder seus talentos para os concorrentes e isso pode colocar a sua companhia em uma posição de desvantagem.

Preze sempre pela ética

Para finalizar, é preciso deixar claro que todo esse movimento em relação à concorrência deve ser sempre realizado respeitando os limites éticos. Todas as sugestões dadas ao longo do artigo podem ser praticadas ser infringir esses limites. Práticas como oferecer vantagens a funcionários de outras empresas em troca de informações devem ser totalmente evitadas.

Outro ponto a ser mencionado é que essa atenção não deve ser confundida com fixação. Esteja atento ao que está acontecendo no mercado, mas sem deixar de se concentrar nas atividades do seu negócio.

Se este artigo te ajudou de alguma maneira, deixe seu comentário abaixo e aproveite para compartilhar através das suas redes sociais e passar o conhecimento adiante!

E aí, curtiu esse conteúdo?

Saiba que ele é apenas a pontinha do iceberg e você pode desenvolver suas habilidades de liderança muito mais. Baixe agora o ebook Leader Coach e aprenda como extrair o máximo resultado da sua equipe.
Preencha o formulário, é de graça.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds