Quais os tipos de comportamento organizacional

comportamento organizacional Conheça os tipos de comportamento organizacional

 

Compreender e interpretar a maneira como os profissionais e equipes, que fazem parte de uma empresa, interagem entre si é fundamental para o bom andamento de todo e qualquer tipo de organização. Isso porque são os colaboradores que estão por trás do sucesso dos mais diversos segmentos de negócios, que estão no mercado. 

Analisar o comportamento organizacional e a forma como cada profissional desempenha seu trabalho é importante, não só para avaliar o bom andamento das atividades e divisões de demandas, mas também para implementar mudanças, definir políticas organizacionais e mensurar resultados.

No artigo de hoje, vou abordar com profundidade este tema, para que você entenda quais são os tipos mais comuns de comportamentos organizacionais e quais atitudes devem ser estimuladas entre os colaboradores, para que todos tenham a oportunidade de colher bons resultados no ambiente organizacional todos os dias.

Continue esta poderosa leitura e confira!

O Coaching é uma poderosa ferramenta de desenvolvimento humano!
Conheça mais sobre essa metodologia, acesse “Tudo Sobre Coaching”!

O que é comportamento organizacional?

Comportamento organizacional, como o próprio nome sugere, é o conjunto de comportamentos e atitudes dos colaboradores dentro do meio corporativo. Trata-se, basicamente, do estudo voltado para a análise da forma como os indivíduos se comportam nos ambientes organizacionais, levando em consideração a interação que ocorre entre este próprio indivíduo e a empresa de maneira geral. 

Um de seus objetivos é potencializar ainda mais a eficácia das empresas, no que diz respeito às relações que nelas são estabelecidas e às ações que são realizadas a partir destas. Além disso, o seu foco é também analisar a forma como as pessoas se comportam dentro das organizações e de que maneira isso impacta, direta e indiretamente, a performance desta como um todo. 

Para isso, os estudos de comportamentos organizacionais leva em conta também fatores relacionados ao emprego, como o nível de satisfação com o trabalho, o índice de rotatividade, a produtividade, entre diversos outros, que são capazes de demonstrar se a empresa é verdadeiramente eficaz ou não. 

Principais tipos de comportamento organizacional

Confira, a seguir, quais são os principais tipos de comportamento organizacional e seus efeitos no ambiente de trabalho.

Ética

A palavra ética significa um conjunto de regras de conduta, a soma de princípios morais que se deve observar no exercício prático da vida, assim como de uma profissão.

No contexto empresarial, a ética está relacionada ao conjunto de valores morais que norteiam uma organização. Ela diz respeito ao cumprimento de todas as atividades e tarefas de cada profissional, segundo os padrões determinados pela empresa em que ele está inserido.

A ética profissional está diretamente ligada à honestidade, ao cumprimento das regras estabelecidas pela própria organização, ao respeito aos colegas de trabalho, clientes e superiores, a manter uma atitude de humildade para ouvir e aprender com os outros, a ser um profissional confiável, entre outras coisas.

Controle gerencial

Controle gerencial é o método utilizado pela administração de uma empresa para controlar as atividades e tarefas de determinado projeto ou da organização como um todo.

Trata-se de um comportamento organizacional bastante complexo no meio corporativo, uma vez que existem diferentes níveis de controle gerencial, cada qual com um impacto diferente nos colaboradores e, consequentemente, nas atitudes de cada um deles.

Tipos de controle gerencial

Controle familiar: é feito de maneira informal, assemelhando-se a um contexto familiar, como o próprio nome sugere. Neste caso, as relações e os comportamentos organizacionais são baseados em laços de amizade, lealdade e confiança;

Controle burocrático: realizado por meio de normas e regulamentos rígidos, em que os colaboradores têm pouca autonomia. Trata-se de um sistema empresarial que normalmente não permite mudanças;

Controle por resultados: como o próprio nome diz, este tipo de controle é baseado em resultados. É aplicado em ambientes corporativos altamente hostis, em que os colaboradores são avaliados por seu desempenho e pelos resultados apresentados;

Controle ad-hoc: baseia-se no uso de instrumentos não formais, que promovem o autocontrole de empresas não estruturadas. Ele é utilizado em ambientes de trabalho competitivos, em que o comportamento organizacional é complexo e está em constante mudança, sendo difícil de manter uma rotina, um planejamento e demandas bem estruturadas.

Responsabilidade

Este é um comportamento considerado ideal por qualquer empresa ou organização. A responsabilidade não está apenas relacionada a cumprir com as obrigações e demandas no prazo determinado, mas também à forma como o profissional se comporta, à sua postura e suas atitudes dentro do ambiente corporativo.

Perseguição

Este é um comportamento organizacional negativo que pode estar presente em qualquer ambiente corporativo. A perseguição profissional pode causar queda de desempenho e produtividade, demissão e até problemas de saúde como estresse e depressão.

A perseguição consiste em importunar, aborrecer ou assediar um colaborador, constrangê-lo sobre uma atividade mal feita, usar palavras ofensivas ou palavrões ou até mesmo chamar a atenção de um trabalhador em público.

Nestes casos, é importante relatar o ocorrido aos superiores para que a situação seja resolvida e, nos casos mais extremos, procurar auxílio de um advogado e dos sindicatos responsáveis.

Como ocorre a análise do comportamento organizacional?

Para que análise do comportamento organizacional seja verdadeiramente efetiva, é preciso levar alguns pontos em consideração, pontos estes que são essenciais dentro das empresas, como seus valores e princípios, bem como os aspectos relacionados ao seu ambiente, seus processos e, principalmente, as características dos colaboradores, no que diz respeito às suas condutas, atitudes e hábitos diários. 

Além destes pontos, existem alguns níveis que também são observados em um processo de análise do comportamento organizacional. Veja abaixo cada um deles:

Nível individual

Neste nível de análise o ponto que é levado em consideração é o perfil do colaborador, sua personalidade e principais características individuais. A forma como trabalha, desempenha suas funções e atividades diárias, bem como o seu rendimento, produtividade e resultados que obtém, a partir destes fatores, também são analisados neste contexto individual.

Dentro deste nível, que também é chamado de comportamento micro-organizacional, a psicologia entra em ação, no sentido de investigar os fatores que são motivacionais, para que os profissionais que fazem parte da empresa realizem um trabalho de excelência, assim como as habilidades e competências que possuem e têm potencial para serem desenvolvidas, com o intuito de que tenham um desempenho ainda melhor no dia a dia.

Nível grupal 

Este nível é responsável pela análise do comportamento meso-organizacional. Isso quer dizer que aqui os pontos que são observados são, basicamente, os departamentos e áreas que compõem a empresa. 

Aqui o foco de estudos da psicologia e sociologia, principalmente, é a forma como ocorrem as interações entre as pessoas e também se os processos de comunicação são realmente eficientes. Tudo isso para que se possa apresentar as melhorias necessárias, no sentido de tornar os grupos mais unidos e verdadeiramente efetivos durante o expediente dentro da empresa. 

Nível empresarial

Partindo para uma análise mais ampla, este nível fica a cargo de observar os comportamentos macro-organizacionais. Aqui, os pontos que são levados em consideração estão relacionados à estrutura, aos valores, à cultura empresarial, normas e ambiente de trabalho de um modo geral. 

O impacto do comportamento organizacional no desempenho empresarial

A relação existente entre comportamento organizacional e desempenho empresarial é íntima. Isso porque ao voltar a sua atenção para o gerenciamento das atitudes dos colaboradores, o gestor tem a oportunidade de tornar tais ações cada vez mais qualificadas, o que, em consequência, contribui, efetivamente e na prática, para que os processos dentro da empresa sejam otimizados. 

Algo que eu costumo sempre falar, seja em meus artigos, palestras ou treinamentos, e que tem real conexão com este tema, é que empresas são resultados de pessoas. Com isso, quero dizer que dificilmente um negócio será bem-sucedido em seu mercado de atuação se não der a devida atenção aos seus profissionais, de forma individual, aos grupos e equipes que o compõem, bem como aos processos que aplica diariamente.

Neste sentido, é verdadeiramente importante que empresas atentem-se a este fato e passem a elaborar e implementar políticas de valorização de seus colaboradores, para que assim o comportamento organizacional destes seja positivo e traga aos negócios os resultados extraordinários almejados.

No vídeo abaixo eu dou ainda mais detalhes sobre o impacto do comportamento organizacional nas empresas. Confira:

Dicas para estimular o desempenho de excelência dos colaboradores 

Após saber de forma mais detalhada quais são os reais impactos do comportamento organizacional nos resultados obtidos pela empresa, compartilho com você algumas dicas, que considero essenciais para que você estimule o bom desempenho de seus colaboradores e assim tenha cada vez mais sucesso em seu segmento no mercado. 

Continue a leitura e confira:

Capacitação e desenvolvimento

Uma empresa que se preocupa com a valorização de seus colaboradores se preocupa também em investir na capacitação e no desenvolvimento destes. Isso porque é através deste processo que é possível aprimorar ainda mais as competências, as habilidades e, consequentemente, a sua performance.

Neste sentido, oferecer-lhes cursos, incentivá-los a participar de eventos, que lhes agreguem ainda mais conhecimento, além de lhes oferecer também oportunidades de crescimento na empresa, são formas extraordinárias de investir em capacitação e no desenvolvimento destes profissionais que fazem parte dos seus negócios. 

Reconhecer necessidades individuais

Conforme expliquei um pouco mais acima, um dos níveis de análise do comportamento organizacional é o individual, que diz respeito ao perfil do colaborador, suas principais características e também à forma como este interage com o meio ao seu redor.

Neste sentido, é preciso levar em consideração este ponto, entendendo que cada profissional é um indivíduo, que tem suas próprias necessidades, anseios, objetivos de vida e de carreira, que precisam ser respeitadas e atendidas, para que assim estes trabalhem com mais motivação e entreguem os resultados que se espera deles. 

Assim, o papel das empresas é tratar e reconhecer essas necessidades individuais de seus colaboradores, pois, a partir do momento que eles percebem que estão sendo valorizados, sua performance aumenta de forma significativa, o que contribui, de maneira efetiva, para que os resultados extraordinários sejam realmente alcançados. 

Condições de trabalho adequadas

Outra forma de estimular, efetivamente e na prática, o bom desempenho por parte dos colaboradores é lhes oferecer condições de trabalho adequadas. Neste sentido, é preciso verificar se a estrutura física, se os equipamentos, o maquinário e os softwares, por exemplo, estão em boa situação de uso, pois, dessa maneira, permite-se que os profissionais tenham a oportunidade de colocar o seu potencial pleno a cargo das necessidades da organização. 

Além disso, é fundamental que se analise, de tempos em tempos, os processos que são colocados em prática dentro da empresa, para que estes sejam constantemente melhorados e assim seja possível eliminar as barreiras e adversidades diárias enfrentadas por todos os funcionários. 

Fazendo isso, a possibilidade de que se ofereça condições favoráveis de trabalho a todos, bem como desenvolvimento contínuo, são muito maiores. 

O Coaching é uma poderosa ferramenta de desenvolvimento humano!
Conheça mais sobre essa metodologia, acesse “Tudo Sobre Coaching”!

Plano de carreira

Por fim, algo que grande parte dos profissionais que estão no mercado de trabalho atual buscam é por empresas que lhes ofereçam oportunidade de crescimento e desenvolvimento. Quando encontram locais com estas características para trabalhar, eles dão o seu melhor e permanecem por bastante neste tipo de organização, pois sabem que conseguirão alcançar seus objetivos de carreira nelas. 

Dessa forma, o que a sua empresa precisa fazer neste caso, é investir em um plano de cargos e salários, bem como em um plano de desenvolvimento de carreiras eficiente, que deixe claro aos seus colaboradores as possibilidades de crescimento que eles têm, ao se dedicarem ao alcance dos resultados extraordinários para os negócios. 

Tendo essa clareza, dos pontos onde podem chegar dentro da organização, fica muito mais fácil trabalhar de forma dedicada, para que assim seja possível crescer continuamente e alcançar as metas e objetivos de carreira planejados. 

Espero ter esclarecido todas as suas dúvidas sobre comportamento organizacional e te ajudado a implementar boas práticas, que contribuam para o desempenho de excelência de seus colaboradores. 

Deixe nos comentários o que você achou e se realmente este conteúdo foi interessante e proveitoso para você. E lembre-se de sempre de se lembrar de curtir e compartilhar o conhecimento em suas redes sociais, para que seus amigos também possam aprimorá-los!

Copyright: 1436801075 – https://www.shutterstock.com/pt/g/arturszczybylo

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010