Como empreender em novos negócios

Mulher atrás de um balcão em sua butique

Novos empreendimentos podem dar trabalhos nos primeiros anos.

Em 2020, ano marcado pelo auge da pandemia de coronavírus, houve um aumento de 42% na busca por consultorias para empreender em novos negócios no Brasil. Esse dado é do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Ainda que o cenário econômico esteja complicado, o empreendedorismo segue em destaque.

A elevada taxa de desemprego tem forte relação com esse aumento do número de empreendedores. Como há falta de colocações no mercado, os profissionais têm optado por abrir seus próprios empreendimentos.  A pandemia criou a necessidade de as pessoas se reinventarem para que possam continuar no jogo do mercado.

Se você está considerando entrar para o grupo de novos empreendedores, deve ficar atento para algumas questões essenciais. Em primeiro lugar, é importante saber como escolher o segmento em que sua empresa irá atuar. Além disso, também é importante saber como organizar essa abertura e estar preparado para os desafios do mercado. 

Quer saber mais sobre como empreender em novos negócios aumentando as chances de sucesso? É só continuar acompanhando!

Comece a ter o

Destaque

que você merece!

Preencha os campos abaixo para receber o e-book.

Empreender em novos negócios: segmentos mais procurados

Ao decidir abrir um negócio próprio, é essencial estar a par de quais segmentos apresentam as melhores oportunidades. De acordo com dados do Sebrae, o segmento de beleza e estética lidera os registros de abertura de empresas na categoria de Microempreendedor Individual (MEI).

As áreas que têm apresentado maior volume de novos empreendimentos são: 

  • Varejo (nicho de roupas)
  • Cabeleireiros, manicure e pedicure;
  • Alimentos para consumir em casa;
  • Obras de alvenaria;
  • Restaurantes e estabelecimentos afins. 

Cuidados importantes ao empreender em novos negócios

Novos empreendimentos podem estar condenados desde o início porque o cenário em que foram construídos, muitas vezes, foi baseado em modelos de negócio falhos.

O Sebrae dispõe de dados que informam que é no primeiro ano de vida que pequenas e médias empresas têm maiores possibilidades de fracassar. Dentre todos os motivos, a falta de experiência do empreendedor em colocar em prática seu modelo de negócio e a falta de preparo na administração da empresa são dois dos principais fatores que levam a esse fato.

A ausência de pesquisa, a falta de planejamento, a falta de dados concretos sobre o mercado de atuação e a inexistência de um diferencial competitivo em relação à concorrência, também são fatores decisivos que aumentam a taxa de fechamento dessas empresas logo no início de suas vidas.

Dicas de como empreender em novos negócios 

Iniciar um novo negócio pode ser, ao mesmo tempo, animador e preocupante. Os empreendedores precisam estar preparados para os desafios iniciais que a empresa oferece. Saber enfrentar esses momentos com sabedoria é determinante para se consolidar no mercado. Pensando nisso, listamos as principais dicas para quem está se preparando para dar início à sua empreitada empreendedora. 

1. Ampla pesquisa do mercado e do empreendimento

Antes de dar início à sua empreitada no mercado empreendedor, é determinante pesquisar amplamente o produto/serviço que será oferecido. Saber para quem irá oferecer e por quanto também é crucial. O público-alvo deve ser definido com o máximo de alinhamento com a realidade, observando tópicos como faixa etária, gênero, classificação econômica, entre outros. 

Para que fique mais claro, daremos um exemplo, imagine que Sueli irá abrir negócio na área de estética. Ela define que seu empreendimento será direcionado para o atendimento de mulheres entre 25 e 50 anos de classe média do bairro X. Sueli precisa ainda estudar a concorrência para saber como pode desenvolver diferenciais que atraiam seu público. 

2. Separação das finanças pessoais e empresariais 

Um dos primeiros passos que todo empreendedor deve dar, é o de saber separar as finanças pessoais e profissionais. Trata-se de um dos princípios essenciais da boa gestão financeira. Em seguida a essa medida, devem ser adotadas outras ações focadas na saúde financeira, como definir um orçamento mínimo. 

Determine quais são os custos e como manter a operacionalidade de forma saudável para o empreendimento. Em um primeiro momento, não é necessário se preocupar com a teoria. O mais relevante é trabalhar para o fortalecimento da área financeira da sua empresa.

3. Desenvolvimento de plano de negócios

Para iniciar sua jornada empreendedora, é determinante ter uma descrição clara do empreendimento. Entenda qual é o diferencial do seu empreendimento no mercado. Quais serão os produtos/serviços comercializados? Quais os benefícios principais desses produtos? Como e onde a companhia oferecerá seus produtos/serviços? 

Também é essencial fazer um planejamento do investimento inicial e dos períodos de tempo seguintes. Outra importante dica é saber diversificar os fornecedores e barganhar os preços. A minimização dos custos contribui para ter uma margem de retorno maior e um preço mais competitivo. 

4. Pesquise a legislação

Quando um empreendedor decide dar início a uma jornada empreendedora, deve se atentar para a legislação do seu segmento. Cabe ao empreendedor ter o enquadramento jurídico e tributário bem definidos para fazer um planejamento mais embasado. Dedique algum tempo para pesquisar e conhecer a legislação. 

5. Conheça o mercado

Conhecer o público é a melhor forma de planejar como fará as suas vendas. De maneira geral, os últimos tempos ajudaram na compreensão de que tanto o braço digital quanto o físico têm sua relevância. O que se observa é que quem investiu tudo no digital está em busca do físico e vice-versa. É válido pesquisar o mercado em que se deseja investir para entender qual é o melhor passo. 

6. Aprenda a fazer gestão financeira

O controle das finanças da empresa é essencial para manter a sua operacionalidade em médio e longo prazo. Os empreendedores podem e devem fazer cursos focados nessa área. É possível contar com o apoio do Sebrae e também encontrar bons cursos no Senac. 

Os gestores devem ter conhecimento sobre as ferramentas que lhes ajudarão a levar o empreendimento para um novo patamar. Saber quanto dinheiro entra e sai é crucial para dar um bom direcionamento.

Todo início de empresa é incerto, por isso, o cuidado deve ser redobrado com os investimentos e o capital de giro. Acompanhe e avalie sempre as análises financeiras desde a abertura de sua empresa. Isso irá sinalizar se algo no âmbito financeiro não estiver indo tão bem. É absolutamente importante ter avaliações sobre custos fixos e variáveis, receitas e, talvez, o mais importante, os resultados.

7. Busque orientação

No tópico anterior, mencionamos o Sebrae e o Senac, essas duas instituições são de grande ajuda para os empreendedores. Ambas oferecem cursos para qualificação em gestão, há cursos gratuitos e outros pagos. O Senac, por exemplo, oferece cursos livres através do Senac Online. Essas formações têm carga horária variando entre 9 e 72 horas.

O Senac oferta ainda cursos técnicos com mensalidades bastante acessíveis. O Sebrae, por sua vez, oferece, além de formação, consultorias para novos empreendimentos. Dentre os temas que mais têm se destacado nas buscas estão gestão financeira, gestão de capital de giro, formação de preço de vendas, marketing e comunicação e melhora de planejamento. 

A qualificação do empreendedor para ser um bom gestor é determinante para que o negócio se mantenha próspero. Ao tomar a decisão de comandar sua própria empresa, independentemente do porte, é essencial se atentar para o seu preparo. Não é uma empreitada fácil, mas pode se tornar muito mais frutífera se houver o correto direcionamento.

Pretende abrir um novo negócio? Prepare-se para essa jornada!

E aí, curtiu esse conteúdo?

Saiba que ele é apenas a pontinha do iceberg e você pode desenvolver suas habilidades de liderança muito mais. Baixe agora o ebook Leader Coach e aprenda como extrair o máximo resultado da sua equipe.
Preencha o formulário, é de graça.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds