Habilidades da Inteligência Emocional que o mercado procura

Profissionais com Inteligência Emocional

Para garantir sua empregabilidade no mercado, procure desenvolver cada vez mais suas habilidades comportamentais.

Há algum tempo, bastava ser um especialista de qualquer habilidade técnica para garantir um bom trabalho, hoje, tudo mudou. Ter uma formação, inteligência e um grau de especialização se tornaram requisitos básicos. O que as empresas estão observando é o quanto as pessoas sabem administrar os próprios sentimentos, a fim de alcançarem o sucesso tanto nos negócios quanto nos relacionamentos pessoais.

O desenvolvimento do potencial técnico está cada vez mais atrelado ao desenvolvimento de habilidades emocionais. Ter um bom relacionamento com os colegas e saber se posicionar diante de situações difíceis contribui para ter mais sucesso em suas empreitadas. Por isso, empresas de todos os portes têm se atentado mais para essas habilidades. 

Como anda a sua inteligência emocional? Você é capaz de lidar com suas emoções, sejam elas positivas ou negativas? A grande vantagem é que a inteligência emocional pode ser aprendida e aperfeiçoada. Para garantir sua empregabilidade no mercado, procure desenvolver cada vez mais suas habilidades comportamentais. Confira a seguir quais são as habilidades desse escopo mais procuradas pelo mercado. 

Por que a Inteligência Emocional é tão importante para o mercado de trabalho?

Estima-se que as pessoas com melhor gerenciamento de suas emoções, provavelmente são mais bem-sucedidas no mercado de trabalho. Além disso, apresentam melhor qualidade de vida. O que não quer dizer que aqueles que tiverem alto desempenho em termos acadêmicos e competências técnicas, não serão levados em consideração. Mas, é fato que as empresas estão em busca de “algo a mais”.

As empresas estão em busca de competências que, somadas aos conhecimentos específicos de um profissional, facilitem a sua integração no mundo do trabalho. Na era digital, comunicar-se com eficiência tornou-se imprescindível para ter melhores resultados. Assim, saber conviver de forma harmoniosa e trocando experiências não é um diferencial e sim um requisito. 

Inteligência Emocional: quais são as habilidades mais procuradas pelo mercado?

Como mencionamos, a inteligência emocional está se tornando cada vez mais relevante na hora de escolher profissionais para ocupar cargos estratégicos. A seguir falaremos mais sobre as principais habilidades buscadas pelos entrevistadores. 

1. Trabalho em Equipe

Pessoas com inteligência emocional bem desenvolvida conseguem estabelecer relações mais saudáveis e positivas com os colegas de trabalho. Por esse motivo, trabalhar em equipe não é uma dificuldade. Ter clareza a respeito dos seus sentimentos e limitações ajuda no seu posicionamento diante dos outros membros da equipe. Fica mais simples administrar as diferenças evitando conflitos. 

2. Comunicação eficiente

O controle das próprias emoções contribui para que o indivíduo desenvolva uma comunicação eficiente. Entender a si mesmo é imprescindível para poder entender o outro e estabelecer com ele uma ligação sem ruídos. A pessoa com as emoções bem resolvidas tem muito mais facilidade para se expressar porque sabe o que quer dizer. Além disso, a inteligência emocional potencializa o tato com o outro. 

3. Adaptação a mudanças

Nem todo mundo reage bem diante de mudanças, no contexto profissional pode ser desastroso não conseguir administrar esse sentimento de incerteza. Aqueles que entendem e aceitam suas emoções conseguem se posicionar de forma menos conflituosa diante do incerto. Isso acontece porque a pessoa compreende que em qualquer situação estará tudo bem. 

4. Saber manter um bom relacionamento

Independentemente do setor em que o profissional atua é importante conseguir manter bons relacionamentos. Os profissionais precisam ter uma boa troca entre si para que possam obter resultados melhores. A falta de habilidade social é uma das grandes dificuldades para que as equipes desenvolvam melhor seus potenciais individuais e coletivos. 

5. Pensar de forma clara

Objetividade é fundamental em um cenário em que estamos recebendo informações o tempo todo. Sendo assim, é cada vez mais relevante que os profissionais tenham essa habilidade bem desenvolvida para se destacar dentro das equipes. Sem foco fica muito difícil filtrar quais são os tópicos que realmente merecem nossa atenção. 

6. Controle de ansiedade

O ritmo de vida cada vez mais acelerado tem contribuído para aumentar o número de casos clínicos de ansiedade. Ter autoconhecimento e saber gerir as próprias emoções é crucial para evitar que a ansiedade seja potencializada. Contar com pessoas mais bem preparadas para superar os desafios cotidianos é essencial para as empresas competitivas. 

7. Lidar com situações adversas

A inteligência emocional bem desenvolvida é fundamental para saber como lidar com situações adversas. Quando algo não sai como esperamos, é determinante ter equilíbrio emocional para analisar o cenário e buscar uma solução.

O tempo dedicado a lamentações é tempo perdido. Por isso, as companhias buscam por profissionais que se perguntem primeiro “como resolver?”, ao invés de “por que isso aconteceu comigo?”. 

8. Saber resolver problemas sob pressão

No mundo ideal, após receber uma notícia adversa teríamos tempo para processar o ocorrido e então pensar em como resolver. No entanto, no mundo real, ao mesmo tempo em que descobrimos o problema já devemos ter uma resposta. Profissionais que conseguem resolver problemas sob pressão são preciosos para as organizações e estão entre os mais procurados. 

Você possui alguma dessas competências? Apresentar apenas um bom currículo não é mais uma vantagem competitiva. Uma dica para desenvolver essas habilidades é investir no processo de Coaching que ajuda a promover autoconhecimento. 

Inteligência Emocional: você possui essa competência?

Para saber essa resposta, você precisa se submeter a testes psicológicos que raramente são gratuitos. Mas, o consultor norte-americano Travis Bradberry, coautor do livro “Emotional Intelligence 2.0”, listou em seu LinkedIn alguns traços que são típicos dos profissionais que sabem administrar seus próprios sentimentos. 

Confira uma lista de atitudes e comportamentos de pessoas que possuem a inteligência emocional:

– Sabe gerir seus próprios sentimentos e quais são eles;

– Conhece o seu lado mais frágil;

– Sabe interpretar sentimentos, intenções e motivações de outras pessoas;

Sabe dizer “não”;

– Sabe perdoar a si mesmo;

– Sabe perdoar os outros;

– É generoso;

– Consegue neutralizar pessoas tóxicas;

– Sabe que a perfeição não existe.

A pessoa que possui inteligência emocional consegue reconhecer seus próprios sentimentos e também os dos outros. Como consequência, se envolve com pessoas que trazem algo positivo para a sua vida. Se você possui essa competência, utilize-a para se relacionar melhor com as pessoas, estabelecer relacionamentos saudáveis, conquistar o sucesso no trabalho e levar uma vida mais gratificante.

Quer ter mais controle sobre seus sentimentos? Invista em autoconhecimento! Para isso, você pode fazer a nossa Formação Professional & Self Coaching – PSC, desenvolver a sua inteligência emocional e garantir uma carreira de sucesso.

A melhor forma de aproveitar o conhecimento absorvido é passando adiante. Então, se fizer sentido para você, comente e compartilhe o conteúdo nas redes sociais!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63