Currículo para jovem aprendiz: dicas de como fazer

Jovem aprendiz

Dicas para fazer um bom currículo para Jovem aprendiz

As primeiras experiências no mercado de trabalho são muito importantes para o desenvolvimento profissional de qualquer pessoa. Adquirir o conhecimento da dinâmica organizacional e das responsabilidades da vida adulta são fatores que contribuem muito para a formação de um jovem. A porta de entrada para o mercado de trabalho para muitas pessoas são os programas de estágios e os programas de jovem aprendiz.

Conseguir o primeiro emprego não é tarefa fácil. Pensando nisso, foi criado o programa Jovem Aprendiz. Esse programa serve para auxiliar jovens de todo o território nacional a conseguirem o seu primeiro emprego. A ideia de que muitas empresas não contratam jovens pela falta de experiência e responsabilidade, agora não é mais realidade. Entenda como funciona.

Você já perguntou a si mesmo se é verdadeiramente feliz?
Clique aqui e descubra qual é o grau da sua felicidade!

O que é o programa Jovem Aprendiz

O programa jovem aprendiz é um projeto do governo federal criado a partir da Lei da Aprendizagem (Lei 10.097/2000), que determina que empresas de médio e grande porte contratem jovens como aprendizes.

O contrato de trabalho pode durar até dois anos e, durante esse período, o jovem recebe aprendizado teórico (em sala de aula) e prático (dentro da empresa contratante). A ideia principal é que o jovem receba capacitação para melhorar habilidades na área que atua na empresa.

Para participar do programa é preciso ter entre 14 e 24 anos e estar matriculado ou já ter concluído o Ensino Médio. Estudantes de escolas públicas podem ter preferência na seleção e a frequência e o desempenho escolar também podem ser diferenciais no processo de recrutamento.

Dicas para montar um currículo

Antes de se inscrever em um programa de Jovem Aprendiz, você precisa de um bom currículo, que é a peça chave para você ser selecionado. Como falamos, neste momento, é importante ressaltar a sua formação e atividades complementares, como a participação em projetos sociais, por exemplo.

Pensando nisso, selecionei algumas dicas de como se fazer um currículo. Confira:

Especifique sua escolaridade

Coloque sua escolaridade de forma correta, cronológica e atualizada. Isso significa especificar o nome da sua instituição de ensino, o curso que você faz, o ano ou semestre que está cursando e o total de anos ou semestres do curso.

Preste atenção aos erros de português: preste muita atenção em erros de português. Em caso de dúvida, consulte um dicionário, uma gramática ou até mesmo o seu professor.

Insira cursos complementares

insira informações sobre cursos complementares que você tenha feito. Fez um curso rápido de informática? Estudou algum idioma? Especifique no currículo. Mesmo que você ainda esteja cursando e seu conhecimento ainda esteja no nível básico, a informação mostra que você está investindo na sua formação e chama a atenção dos recrutadores.

É importante lembrar que os cursos online também são válidos. Então aproveite o seu tempo livre e descubra qual é o curso ideal para você. Há uma infinidade de formações gratuitas na internet!

Coloque as palestras que tenha participado

Participou de palestras na sua escola ou fora dela? Elas também são importantes e contam pontos nos processos seletivos. Descreva quais foram elas, quando ocorreram e, se for o caso, que tipo de conhecimento elas trouxeram para sua vida.

Insira atividades complementares

Atividades complementares também são importantes para o currículo de jovem aprendiz. Se participa de algum trabalho voluntário ou de projetos especiais na escola, lembre-se de contar tudo isso no currículo. Essas atividades demonstram que você tem determinação, sabe trabalhar em equipe e sabe lidar com desafios.

O que não colocar no currículo de Jovem Aprendiz

  • Não informe o seu CPF, nem RG. Esses dados devem ser informados apenas no ato da contratação.
  • Não coloque “Curriculum Vitae” como título. A primeira coisa que o recrutador tem que ver é o seu nome, seguido de seus dados pessoais e suas informações.
  • Evite informar quanto você gostaria de ganhar. Devido a pouca experiência, isso pode prejudicar o seu currículo. Coloque, apenas informe se for um dos pré-requisitos para a participação no processo seletivo.

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

Coaching e o desenvolvimento profissional de quem está iniciando

É comum encontrar pessoas que crescem sabendo qual profissão seguir, outros, por sua vez, formam opinião com o passar do tempo e às vezes precisam de uma ajuda profissional nesse período de escolhas. Independentemente da situação, é importante pensar em um plano de carreira sempre. Nesse sentido a metodologia do coaching, pode auxiliar o jovem aprendiz a um direcionamento assertivo no âmbito profissional.

Esqueça os testes vocacionais e os apontamentos vagos de que rumo seguir na vida. Pense em uma condução profissional para conseguir identificar o que você realmente deseja. O coach (profissional em coaching), através de técnicas e ferramentas auxiliará o coachee (no caso esse jovem aprendiz) a enxergar de maneira clara seus objetivos, traçando metas e um plano de ação para que ele alcance suas metas profissionais.

Durante o trabalho de coaching, o jovem aprendiz passa por um processo de autorreflexão, em que seus valores e crenças são bem definidos, além disso, ele também toma consciência de suas habilidades e torna-se capaz de aprimorá-las, o que significa que seu plano será realizado respeitando toda sua individualidade, todas as suas competências e suas características comportamentais, psicológicas, neurológicas e emocionais e seus anseios pessoais.

É fundamental que o jovem aprendiz enxergue onde está, e aonde quer chegar, utilizando suas características mais marcantes para alcançar seus objetivos, e trabalhar os pontos de melhoria, além da eliminação de bloqueios, medos e inseguranças que impeçam de realizar o que deseja.

Você já perguntou a si mesmo se é verdadeiramente feliz?
Clique aqui e descubra qual é o grau da sua felicidade!

Além disso, no coaching são desenvolvidas competências altamente valorizadas pelas organizações, independentemente da área de atuação, como a comunicação, flexibilidade, inteligência e controle emocional, resiliência, relacionamento interpessoal, melhoria na performance, foco, maior comprometimento, motivação, entre outras.

Pensando nisso, Instituto Brasileiro de Coaching (IBC) criou o curso Professional & Self Coaching. Essa formação é essencial para quem quer viver uma experiência única e que irá influenciar em todos os setores da sua existência. Sim, esse curso tem esse efeito! O principal objetivo é contribuir com a sua evolução profissional e trazer um retorno a curto prazo. Assim você estará investimento em você mesmo e com bom retorno!

Ao realizar a formação, o jovem aprendiz estará munido de técnicas e ferramentas, tendo um diferencial competitivo de mercado, pois ele começará a capacitar ainda mais seus pontos fortes e descobrir outras características que podem se tornar pontos fortes também. Além disso, o curso permite que ele encontre quais são os pontos considerados como fracos e que precisam de maior atenção para que não se tornem itens sabotadores mais tarde.

Se você já foi um jovem aprendiz, conte como o programa auxiliou o seu desenvolvimento profissional!

Vale lembrar que esse artigo pode ser útil para outras pessoas, então que tal compartilhar nas redes sociais?

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.

Copyright: 403667023 – https://www.shutterstock.com/pt/g/minervastudio

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010