Quais são as necessidades básicas do ser humano?

Quais são as necessidades básicas do ser humano?
Alcançar suas necessidades básicas é essencial para que uma pessoa se sinta motivada e em harmonia com os indivíduos e o restante do mundo.

Ao longo da vida, o ser humano se depara com diferentes necessidades, sendo que cada uma delas influencia diretamente sua motivação e seu nível de realização. De acordo com o psicólogo estadunidense Abraham Maslow, o indivíduo rege sua vida de acordo com as suas necessidades, que podem ser divididas em:

  • Fisiológicas: ar, água, comida, exercício, repouso e saúde;
  • Segurança: abrigo, estabilidade, segurança;
  • Social: se sentir querido, pertencer a um grupo, ser incluso;
  • Estima: poder, reconhecimento, prestígio e autoestima;
  • Autorrealização: desenvolvimento, criatividade, autonomia, realização.

De acordo com Maslow, as necessidades fisiológicas são as necessidades básicas do ser humano. Ao alcançá-las, ele consegue avançar para o alcance das necessidades de segurança — e assim sucessivamente, até atingir as necessidades de autorrealização.

Essa teoria é bastante conhecida e estudada, não apenas na área da psicologia, mas também na administração, na gestão de recursos humanos e no marketing. Cada camada de necessidades pode ter sua interpretação adaptada a cada uma dessas áreas do conhecimento.

Quais são suas necessidades? Você quer ser feliz? Posso te ajudar!
Preparei um desafio de 21 dias. Clique aqui! Viva mais Leve e Feliz!

Vamos compreender melhor essas cinco camadas das necessidades humanas:

1. Necessidades fisiológicas

As necessidades fisiológicas constituem a base da pirâmide das necessidades de Maslow. Elas correspondem às mais essenciais necessidades do ser humano, ligadas, sobretudo, à sua sobrevivência.

Entre essas necessidades, encontram-se: alimentação, respiração, descanso, sono, hidratação e atividade sexual — afinal de contas, perpetuar a espécie é também uma necessidade de sobrevivência. Se essas necessidades não forem sanadas, o individuo morre.

Quando aplicamos essa camada de necessidades à vida profissional, nos referimos a aspectos como: salários suficientes à sobrevivência do indivíduo, direito ao descanso (férias, fins de semana, limite de jornada diária), intervalos para a alimentação do profissional, licença em casos de adoecimento físico ou mental etc.

2. Necessidades de segurança

A segunda camada da pirâmide corresponde às necessidades humanas de segurança. Ela ainda está bastante associada à autopreservação e à sobrevivência, assim como a primeira camada. No entanto, este segundo nível diz respeito à estrutura que nos cerca, e não ao nosso organismo.

As necessidades de segurança incluem o abrigo, a estrutura básica para o trabalho, o conforto, o transporte seguro e a proteção à saúde e à integridade física de cada indivíduo.

Em âmbito profissional, as necessidades de segurança são equivalentes a ter um mínimo de estabilidade no emprego, um ambiente de trabalho seguro e confortável, equipamentos e ferramentas adequados ao exercício da profissão e salários adequados.

3. Necessidades sociais

As necessidades sociais correspondem ao terceiro nível da pirâmide de Maslow. Este é o ponto em que as questões físicas e estruturais dão lugar aos aspectos psicológicos, motivacionais e emocionais.

O ser humano é um ser social por natureza. Precisamos uns dos outros, pois ninguém é autossuficiente, ou seja, faz tudo sozinho. Precisamos de afeto e de uma sensação de pertencimento e acolhimento em um grupo. É por isso que temos necessidades de relações de amor, amigos, familiares, colegas de trabalho, entre outros.

No âmbito profissional, essas necessidades equivalem aos nossos relacionamentos com colegas de trabalho (de nossa equipe ou de outros departamentos), clientes, parceiros, chefias etc. Essa necessidade é suprida quando encontramos um clima organizacional de harmonia, respeito e amizade.

4. Necessidades de estima

Se no item anterior a necessidade é a de pertencimento a um grupo, com acolhimento e relações saudáveis, a quarta camada da pirâmide de necessidades humanas refere-se à estima, ou seja, ao prestígio que recebemos dessas pessoas.

Prestígio, aceitação, valorização e reconhecimento (além do respeito, obviamente) são as necessidades desse nível. As pessoas não estão mais procurando apenas fazerem parte de um grupo, mas se sentirem prestigiadas dentro dele, seja pessoal ou profissionalmente.

No trabalho, as necessidades de estima incluem a aprovação e o reconhecimento do desempenho profissional do indivíduo — tanto em feedbacks positivos quanto por meio de melhores remunerações, bônus, premiações etc.

5. Necessidades de autorrealização

Por fim, chegamos ao topo da pirâmide de Maslow, que corresponde às necessidades de autorrealização. Essa camada se refere ao alcance de objetivos, à realização de sonhos e à felicidade, de maneira geral.

As necessidades de autorrealização incluem: independência, satisfação pessoal, inteligência e liberdade. Na vida profissional, essas necessidades se referem a itens como: escolha profissional com base em preferências pessoais, liberdade criativa no dia a dia de trabalho, autonomia, flexibilidade, entre outros.

É possível perceber que a pirâmide das necessidades de Maslow parte das necessidades humanas mais básicas até as mais complexas. De acordo com a natureza do comportamento humano, quando as necessidades de um nível são supridas, partimos para o alcance das necessidades do próximo nível até encontrarmos a autorrealização — o topo da pirâmide.

Quer eliminar hábitos tóxicos da sua vida?

Preencha AGORA o formulário para saber como!

logo detox branca

Qual a relação entre as necessidades humanas e o marketing?

O marketing é a área do conhecimento responsável pela pesquisa do comportamento de determinados públicos para identificar quais são suas necessidades e desejos principais. A partir da identificação desses itens, cabe ao marketing criar, divulgar e comercializar produtos e serviços que resolvam as necessidades encontradas.

Dessa forma, os profissionais da área precisam entender em qual estágio da pirâmide de necessidades está o público-alvo daquele produto, serviço ou empresa. É assim que o marketing será capaz de compreender melhor o estilo de vida dessas pessoas e de que elas precisam para que se sintam mais realizadas.

Há produtos, como alimentos e medicamentos, que se aplicam às camadas inferiores da pirâmide, pois resolvem necessidades mais básicas. Em compensação, produtos culturais, aparelhos tecnológicos e cosméticos, por exemplo, referem-se às camadas superiores da pirâmide, já que resolvem necessidades sociais e de estima.

Quanto mais a empresa compreender o universo de seu público e seu estilo de vida, melhores serão as decisões tomadas. Isso diz respeito não apenas ao produto ou serviço em si, mas também à política de preços, às opções de pagamento, às redes de distribuição e às estratégias de comunicação e divulgação do produto.

Qual a relação entre as necessidades humanas e a metodologia Self Coaching?

Na formação em Coaching do Instituto Brasileiro de Coaching (IBC), o Professional & Self Coaching, José Roberto Marques apresenta as três necessidades básicas do ser humano no que diz respeito a seu comportamento. São elas:

  • Ser ouvido na essência;
  • Ser notado, reconhecido e amado;
  • Ter direito de errar (perdoar a si mesmo e aos outros, ressignificação).

Todas as pessoas buscam alcançar felicidade, satisfação e motivação, seja no âmbito pessoal ou profissional. É necessário primeiro estar em equilíbrio consigo mesmo para, em seguida, ser capaz de entrar em harmonia com as outras pessoas e o restante do mundo.

Nesse sentido, caso alguma das necessidades básicas (fisiológicas ou comportamentais) não esteja alinhada, o ser humano se depara com uma série de problemas. São eles: insatisfação, desmotivação, agressividade, insônia, baixa autoestima, insegurança, entre outros.

Por meio da metodologia de Coaching e suas técnicas e ferramentas comprovadas, o indivíduo se torna capaz de desenvolver suas habilidades e competências, além de superar suas crenças limitantes, identificar pontos de melhoria, trabalhar em seus aspectos comportamentais e definir metas.

Com todas essas mudanças, ele pode sair do estado A (atual) e chegar ao estado B (desejado), suprindo suas necessidades básicas. Assim, a pessoa se sente motivada e alcança felicidade e resultados extraordinários.

E você, acredita ser uma pessoa que já atingiu suas necessidades básicas? O que você tem feito para que isso ocorra? Quais são seus próximos passos? Deixe suas respostas nos comentários aqui embaixo e não se esqueça de compartilhar este artigo com aqueles que você ama!

Imagem: SCOTTCHAN / Shutterstock

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.

 



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010