Gestão de talentos e desenvolvimento organizacional

ícones de colaboradores

Confira 5 Passos para elaborar um plano de gestão de talentos.

Cada vez mais, gestores e empresários têm tomado consciência sobre a importância de investir na gestão de talentos. Ter colaboradores preparados e em constante desenvolvimento é fundamental para garantir a conquista de resultados extraordinários e positivos.

Empresas são feitas por pessoas. Companhias que não investem no seu capital humano têm o seu crescimento comprometido. Afinal de contas, são seus colaboradores que estão por trás de todo sucesso.

Mas, como realizar uma gestão de talentos eficaz para contribuir com o desenvolvimento organizacional? Siga a leitura para saber mais.

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

O que é gestão de talentos?

Quando falamos a palavra talento, muitos logo associam a dons artísticos, como cantar, dançar, entre outras atividades que fazem parte do setor de entretenimento. Contudo, no âmbito empresarial, talento está relacionado às qualidades de um profissional e do quanto ele pode contribuir para o sucesso de uma companhia.

Com o foco voltado para o desenvolvimento profissional e ascensão de carreiras, a gestão de talentos é um conjunto de estratégias ligadas à contratação, treinamento e retenção de colaboradores. É importante destacar aqui que essas estratégias precisam estar embasadas por processos de avaliação e reconhecimento do desempenho profissional.

O investimento em gestão de talentos em uma organização é importante para que a empresa possa manter em seu quadro de colaboradores os profissionais que contribuem positivamente para o seu crescimento.

Além disso, é graças à gestão de talentos que a organização promove o desenvolvimento e o despertar de competências e habilidades em colaboradores que apresentam potencial e, principalmente, disposição para aprender.

Estratégia de desenvolvimento de talentos

Os profissionais responsáveis pela gestão de talentos devem ficar atentos aos processos de seleção para conseguirem recrutar profissionais qualificados e bem preparados para os cargos oferecidos pela organização.

É importante, também, que a companhia invista em programas de treinamento e capacitação de colaboradores. Nas etapas de seleção, como em dinâmicas de grupo, por exemplo, nem sempre o candidato ideal pode ser aquele de maior destaque.

O talento pode ser identificado através de outras atividades e até mesmo pequenos comportamentos. O mesmo acontece no dia a dia de uma empresa, é através da gestão de talentos que o perfil comportamental dos profissionais vai sendo avaliado ao longo do tempo.

Descubra como anda o grau de felicidade em seus relacionamentos!
Acesse gratuitamente nosso Teste ” O Termômetro da Felicidade”!

Como gerir novos talentos? – O Coaching pode ajudar!

Gestores e líderes que desejam desenvolver seus colaboradores podem investir em formações em Coaching que auxiliam e estimulam profissionais a potencializar todas as competências necessárias para se tornarem colaboradores altamente qualificados.

Através do treinamento e preparo do Coaching, os colaboradores vivenciam uma experiência intensa de aprimoramento de capacidades e habilidades por meio do autoconhecimento, reflexão e automotivação.

Os benefícios de uma formação em Coaching são muitos, dentre eles estão:

  • Liderança baseada nos princípios do Coaching;
  • Comunicação;
  • Melhoria contínua;
  • Retenção e desenvolvimento de equipes;
  • Aumento da motivação e diminuição do estresse;
  • Delegação de tarefas e responsabilidades;
  • Visão sistêmica;
  • Maximização de performances.

5 Passos para elaborar um plano de gestão de talentos

Cada empresa deve gerenciar seus talentos de acordo com os seus objetivos. Para chegar ao plano ideal, é importante considerar os passos que iremos apresentar a seguir, acompanhe!

1. Identificar os objetivos da empresa

A primeira ação a ser tomada é identificar quais são as pretensões e objetivos da empresa. Em seguida, é necessário transformá-los em metas que possam ser mensuradas. É assim que será possível realizar o acompanhamento e verificar se está no caminho certo.

Se o índice de rotatividade estiver alto, por exemplo, isso será rapidamente identificado. Então, ficará mais simples agir rapidamente para solucionar essa questão. Sem acompanhamento, problemas como esse acabam passando despercebidos no dia a dia. Então, quando os gestores percebem os estragos já foram feitos. 

2. Definir um foco

Quando o assunto é gestão de talentos, são vários os aspectos envolvidos. Embora todos sejam importantes, cada empreendimento deve definir o seu foco, que é para onde serão destinados os maiores esforços.

Se os gestores desejam que sua companhia seja reconhecida como um excelente lugar para trabalhar, por exemplo, a gestão de talentos deve ser pensada considerando esse fim. Assim, questões como clima organizacional positivo, oportunidades de desenvolvimento, salário e benefícios atrativos, deverão estar entre as principais estratégias adotadas.

3. Entender em qual área a empresa se difere da concorrência

Os profissionais mais talentosos são os mais desejados pelas empresas. Nesse sentido, é importante que cada negócio saiba quais são seus diferenciais como empregador para usar isso como um atrativo para os melhores talentos do mercado.

A equipe responsável pela gestão de talentos deve identificar essas áreas em que a companhia se difere e, então, focar nelas para criar suas políticas. Assim, será construída uma identidade que será fundamental para atrair e reter talentos.

4. Encontrar formas de monitorar e melhorar constantemente

Ações voltadas para a gestão de talentos devem ser realizadas continuamente. É assim, dia após dia, que os melhores resultados podem ser alcançados. Dessa maneira, é extremamente importante encontrar formas de monitorar o desempenho e, com isso, encontrar pontos que precisam ser aperfeiçoados.

Os maiores talentos da companhia estão sendo mantidos? Há um plano para mantê-los a longo prazo? Ouvir a opinião sincera dos funcionários é fundamental para entender o que eles buscam e desejam e, então, desenvolver as melhores estratégias.

5. Transmitir a visão da empresa aos colaboradores

Os profissionais da atualidade, de modo geral, buscam mais do que um cargo e um salário, eles querem ser parte de uma companhia na qual acreditem verdadeiramente. Dessa forma, é fundamental que tenham clareza sobre a visão da empresa, sua missão e seus valores.

Uma cultura forte é essencial para que a equipe se sinta parte do empreendimento. Unindo isso a todos os outros pontos, as chances de reter os melhores talentos aumenta de maneira significativa.

E para você, a gestão de talentos é importante para o sucesso das organizações? O que pensa a respeito? Use o espaço abaixo para nos contar a sua experiência e a sua opinião sobre o assunto. Se este conteúdo te ajudou de forma positiva, compartilhe-o com os seus amigos que tenham interesse no tema e leve o conhecimento adiante!

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63