Senso Crítico – Como ele vai agregar a sua empresa

Mulher pensativa

Veja 5 motivos pelos quais o senso crítico ajuda as empresas.

Estamos acostumados a ouvir em várias expressões a palavra “senso” no seu contexto: bom senso, senso de humor, senso comum e o famigerado senso crítico. No entanto, você já parou para pensar sobre o real significado do senso crítico e se o tem aplicado de forma construtiva na sua vida profissional e pessoal?

Um dos grandes objetivos da construção do senso crítico é poder se posicionar de formar criteriosa, construtiva e responsável em quaisquer situações. Ele permite que as pessoas tomem decisões mais eficazes não apenas em sua vida pessoal, mas também nos negócios e em suas obrigações profissionais. Neste artigo, você vai compreender melhor o que é o senso crítico e como ele pode fazer a diferença no dia a dia das empresas. Siga em frente e tenha uma ótima leitura!

Comece a ter o

Destaque

que você merece!

Preencha os campos abaixo para receber o e-book.

O que é o senso crítico?

Se pensarmos no sentido filosófico, o senso crítico é o desenvolvimento de uma consciência reflexiva sobre os assuntos ao nosso redor, baseados primeiramente em uma autocrítica e posteriormente no mundo.

A palavra crítica tem origem grega, significando pergunta, questionamento. Isso quer dizer que é preciso questionar sempre. O senso crítico é desenvolvido a partir do hábito de se questionar; de perguntar se o que temos à nossa volta realmente é suficientemente bom para nós, se existem oportunidades de aperfeiçoamento. Esse hábito nos torna pessoas mais pensantes e exigentes.

O senso crítico para a construção de uma nova atitude

Manter uma postura crítica em todos os aspectos da sua vida torna você uma pessoa mais seletiva, não capaz de aceitar tudo o que lhe é imposto sem prévia análise. Ao contrário do que muitos pensam, a crítica não é apenas encontrar defeitos ou censurar. A crítica é uma atividade que envolve análises, avaliações, julgamentos e o estabelecimento de relações a partir do seu pensamento e ponderação.

A premissa para um “bom julgamento”, em que não basta apenas questionar, está enraizada em fundamentar as suas ideias com critérios, ser autocorretivo e sensível ao contexto. Isso nos afirma a importância de ser criterioso para poder diferenciar o pensamento crítico do acrítico.

Para a construção de uma nova postura, é preciso não apenas avaliar questões sobre a sua vida pessoal e profissional, mas também assuntos inerentes a questões éticas e morais concernentes à vida humana. Uma avaliação de julgamento feita de forma “macro” propicia a reflexão sobre os próprios valores que servem de parâmetros para o seu juízo.

O primeiro passo para evolução empresarial é identificar seu nível de felicidade! Faça o nosso teste e descubra qual o seu nível de felicidade!

O senso crítico como agregador de valor no seu negócio

Levar os colaboradores da sua empresa a estabelecer critérios referentes aos seus cotidianos de trabalho, seja com fornecedores e com a qualidade que os colegas e demais departamentos entregam seus trabalhos, é um estímulo valioso para o desenvolvimento do senso crítico, pois ele interfere de maneira significativa nos parâmetros de avaliação e exigência da empresa de uma forma geral.

Além disso, é claro, ele também oferece uma sensível contribuição de caráter ético e político, colaborando com a melhoria do clima organizacional.

5 motivos pelos quais o senso crítico ajuda as empresas

Na sequência, você vai entender, de forma mais prática, como o senso crítico nas empresas oferece vantagens ao dia a dia dos seus colaboradores — independentemente do porte ou do segmento da organização.

1. Tomar decisões mais estratégicas

Diretores e presidentes de empresas com senso crítico apurado jamais vão agir com o senso comum, ou seja, fazer o que todo mundo está fazendo. Ao contrário, esses indivíduos fogem dos modismos, justamente porque sabem que nem tudo o que é popular é bom. O senso crítico leva um empreendedor a avaliar as oportunidades de negócios que chegam até ele, fazendo com que levante as vantagens e as desvantagens de cada uma delas.

A partir dessa análise, ele identifica quais ideias têm um bom potencial para evoluir, dentro daquilo que a sua empresa permite que seja feito. Portanto, é fato que ter senso crítico dentro das organizações permite que decisões estratégicas mais eficazes sejam tomadas.

2. Fazer contratações mais certeiras

Assim como ocorre com as avaliações das oportunidades de negócios que citamos no item anterior, o senso crítico também pode ser extremamente útil nas contratações dos colaboradores da empresa. Os processos seletivos precisam ser bastante criteriosos, de modo que sejam contratados profissionais cujas competências e habilidades sejam compatíveis com as exigências da vaga e com a cultura da organização.

O mesmo vale para a contratação de fornecedores e empresas que prestam serviços. É fundamental avaliar o custo-benefício que cada um pode oferecer, o que permite que a empresa selecione aquele que puder proporcionar os melhores resultados, sem prejudicar as finanças da empresa. Todas essas decisões dependem de um elevado senso crítico.

3. Manter a ética em relação à concorrência

O senso crítico não tem apenas o objetivo de fazer com que uma empresa cresça e evolua, mas também que ela compreenda as regras do jogo em que está inserida. A falta de senso crítico pode levar os empreendedores a não apenas fazer escolhas equivocadas, como também a tomar atitudes prejudiciais à concorrência e ao consumidor, de um jeito desleal e desonesto.

O senso crítico é como um sensor que deve ser acionado em 360º, identificando qualquer possibilidade de dar erro ou de ser prejudicial a alguém. Com esse sensor ativado, as empresas mantêm a sua honra, a competitividade, o respeito aos concorrentes e a credibilidade junto ao público.

4. Identificar oportunidades de melhorias

Além de ser extremamente útil para reconhecer oportunidades de negócios, o senso crítico também permite que a empresa olhe para si mesma de forma criteriosa, identificando os processos internos que têm produzido bons resultados e aqueles que precisam ser revistos.

É preciso identificar práticas, políticas, ferramentas, tecnologias e comportamentos que já não são mais benéficos para a empresa. O mundo muda, e as organizações precisam se adaptar no sentido de acompanhar essas mudanças. O senso crítico fortalece a identificação desses pontos que podem e devem ser melhorados.

5. Aumentar a produtividade

Em uma consequência natural de todos os itens anteriores, é fato que a empresa como um todo, por meio do desenvolvimento do senso crítico, conseguirá solucionar problemas com mais rapidez e eficácia, o que favorece a produtividade. Além disso, os próprios colaboradores, identificando esse senso crítico em seus líderes, tendem a reproduzir esse comportamento exemplar, tornando-se mais cuidadosos e precisos na execução das suas tarefas diárias.

O senso crítico ajuda as pessoas a argumentar com clareza, avaliar diferentes opções, definir prioridades, tomar decisões eficazes, conectar ideias, identificar erros e inconsistências, antever consequências, questionar as próprias crenças, adaptar-se a diferentes contextos e resolver problemas de forma consistente e sistemática. Tudo isso contribui para que uma empresa seja mais produtiva e bem-sucedida!

E você, tem tentando fortalecer o seu senso crítico? De que maneira você acha que pode contribuir para a consolidação do senso crítico na empresa em que trabalha? E na vida pessoal? Deixe o seu comentário no espaço a seguir. Por fim, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!

E aí, curtiu esse conteúdo?

Saiba que ele é apenas a pontinha do iceberg e você pode desenvolver suas habilidades de liderança muito mais. Baixe agora o ebook Leader Coach e aprenda como extrair o máximo resultado da sua equipe.
Preencha o formulário, é de graça.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010