A diferença entre ética e moral e a aplicação no ambiente empresarial

Ética

Ética no ambiente empresarial. Conheça as principais características

 

Os termos ética e moral podem ser facilmente confundidos, porém, no artigo de hoje vamos mostrar que, embora complementares, eles não têm o mesmo significado. Ambos são firmados em princípios, crenças e valores que direcionam as condutas colocadas em prática em todas as situações dentro de uma sociedade e, por consequência, da empresa que está inserida nela. Continue a leitura para saber mais!

Entenda os conceitos de Ética e Moral

A palavra “ética” vem do grego antigo “ethikos”, que deriva de “ethos” e que, por sua vez, significa costume ou hábito. O político romano Cícero criou o termo “moralis”, moral, como uma versão latina de “ethikos”. Dessa forma, historicamente, as raízes das palavras ética e moralis significavam a mesma coisa, já que uma era uma tradução da outra. Nesse sentido, no passado, perguntar a um romano qual é a diferença entre ética e moral era como perguntar a uma pessoa hoje a diferença entre negócios e business.

Antes que você conclua que as palavras são realmente sinônimas, saiba que hoje as coisas mudaram, afinal, a língua é viva e se transforma de acordo com as mudanças da sociedade. Atualmente, a palavra ética tem um significado relacionado ao jeito de ser e agir. Já moral diz respeito aos costumes de uma pessoa ou, no caso que estamos abordando aqui, uma empresa e todos aqueles que fazem parte dela.

A importância da Ética e Moral na cultura organizacional

A formação da ideia do que é ética e moral dentro de uma empresa começa a partir do que a sociedade em que ela está inserida considera como ético e moral. Portanto, uma corporação fundada no Brasil e outra na Turquia terão reflexões diferentes a respeito de muitos princípios. O objetivo aqui não é dizer quem está certo ou errado, e sim mostrar que as organizações se comportam de maneiras distintas por causa do ambiente em volta delas.

Para dar segurança às decisões e aos procedimentos dos colaboradores, a organização deve construir um documento importantíssimo chamado Código de Conduta, que deve conter pontos importantíssimos, tais como o que é ética e o que é moral na visão da empresa e daquela comunidade, quais são as regras básicas de vestimenta, quais comportamentos não são aceitos, entre outros temas.

É essencial lembrar que esse conjunto de regras, regulamentos, rotinas e controles é construído também a partir dos objetivos da empresa. É possível, por exemplo, que uma agência de publicidade não exija um código de vestimenta específico, porém, uma indústria farmacêutica sim. Do mesmo modo que é possível que essas duas empresas exijam que todos os colaboradores respeitem as escolhas pessoais uns dos outros.

O Código de Conduta ajuda a construir a cultura organizacional da corporação, portanto, ele não deve ser estagnado. Regularmente, é obrigatório que as áreas responsáveis façam uma revisão. Afinal, como dizia o filósofo grego Heráclito de Éfeso: “Ninguém pode entrar duas vezes no mesmo rio, pois, quando nele se entra novamente, não se encontra as mesmas águas, e o próprio ser já se modificou”.

Promover uma cultura organizacional pautada nos princípios defendidos pela empresa é a maneira mais efetiva de estabelecer um padrão de comportamento ideal, que deve ser adotado por todos que fazem parte da organização. É indispensável que o colaborador tenha ciência dos valores e princípios da empresa, desde o momento de sua aprovação no processo seletivo. Ele deve declarar, por meio de um contrato, que possui conhecimento, está de acordo e se compromete em direcionar suas condutas pautadas nessas diretrizes.

Esse documento também deve ser assinado por parceiros, fornecedores, acionistas e todas as partes que se relacionam com a empresa e influenciam os resultados de alguma forma. Com todos os stakeholders alinhados, previnem-se possíveis conflitos e, principalmente, alinham-se os procedimentos, acelerando o alcance dos objetivos organizacionais.

O que Ética e Moral representam no código de conduta de uma empresa?

A moral está relacionada à obediência das normas do Código de Conduta de uma empresa, enquanto a ética, no contexto organizacional, diz respeito ao profissional que cumpre as suas atividades segundo os princípios estipulados pelo empregador. Vale ressaltar que a ética pode variar de acordo com a profissão e área de atuação, embora existam fatores universais aplicáveis em situações gerais, como responsabilidade, compromisso, honestidades, entre outros.

Todos os integrantes de uma empresa possuem um papel importante, independentemente do seu nível hierárquico, e suas atribuições têm impacto direto nos resultados da organização. Portanto, as decisões e atitudes que o colaborador realiza devem ser pautadas na ética e moral compartilhada para que suas ações estejam de acordo com o esperado.

Lembre-se sempre de que você é a representação da sua empresa. Sendo assim, as suas atitudes devem ser as mesmas que a companhia adotaria. É uma questão de consciência e de responsabilidade junto aos valores e objetivos da empresa. Fique atento aos seus comportamentos dentro e fora dela, principalmente quando estiver a representando.

10 Pontos a considerar para manter a Ética e Moral no ambiente empresarial

Fazer a coisa certa não irá garantir sucesso ao seu negócio, contudo, ignorar a ética quase sempre leva ao fracasso. É por isso que prezar pela moral e pela ética dentro do ambiente organizacional é fundamental, até mesmo por uma questão de valores e princípios. Veja, a seguir, 10 pontos que devem ser considerados.

  1. O gestor deve ver as coisas como elas são e não como ele gostaria que fossem, somente assim será possível identificar a necessidade de mudanças.
  2. Os profissionais de cargos de destaque, como gestores, gerentes e supervisores, devem liderar dando bons exemplos de conduta aos demais.
  3. A empresa jamais deve demonstrar indiferença em relação a situações inadequadas que estejam acontecendo em seu ambiente.
  4. Antecipar possíveis conflitos morais e éticos a fim de evitá-los.
  5. Entender que é natural que as pessoas se comportem de maneiras diferentes, o que não significa que elas possam ignorar as normas éticas e morais estabelecidas pela companhia.
  6. Definir quais são as expectativas da empresa para com seus colaboradores logo no início do processo de contratação.
  7. Oferecer apoio aos supervisores para que mantenham uma conduta ética e estejam preparados para resolver conflitos dessa natureza.
  8. Estimular a todos os membros da organização a se manifestarem ao verem comportamentos antiéticos.
  9. Prezar pela comunicação clara entre líderes e liderados.
  10. Mostrar a todos que a virtude é sua própria recompensa, ou seja, ninguém deve agir de forma ética e moral esperando ser recompensado e sim porque é a coisa certa a fazer.

O Coaching como processo transformador no ambiente empresarial

O Coaching está modificando vidas ao redor do mundo de maneira positiva, movimentando US$ 2,3 bilhões. Incrível, não é mesmo? E, claro, que todo esse sucesso não é à toa! O Coaching é uma poderosa ferramenta capaz de colocar na superfície o que há de melhor em você, o que é ótimo para gestores que desejem construir uma cultura empresarial forte e pautada na ética e na moral.

No Instituto Brasileiro de Coaching (IBC) existem formações excelentes que podem elevar você ao seu nível máximo. Isso vale para todo o tipo de profissional, inclusive para aquele que está no processo de construir o Código de Conduta da empresa em que trabalha. O curso de Consultor em Análise Comportamental é uma ótima maneira de buscar entender como os funcionários se comportam, como a corporação quer que eles sejam e como conectar todos esses pontos de modo saudável.

Com uma carga horária rápida e ao mesmo tempo profunda, o conteúdo da formação é baseado em pesquisas e estudos comportamentais que consideram o perfil cultural do brasileiro. São aulas teóricas e práticas que te levarão a ter domínio completo da Teoria dos Perfis Comportamentais e ainda irá usar um método testado e aprovado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), FUMSOFT e FINEP.

Como se não bastasse, você terá a chance real de desenvolver seu processo de gestão; potencializar os seus processos de Coaching; saber como promover melhorias nos relacionamentos interpessoais dos colaboradores, contribuindo para um bom clima organizacional; aprender a implementar a cultura organizacional da empresa; exercitar o autoconhecimento, o autodesenvolvimento, a inteligência emocional; e muito mais!

Tudo isso irá contribuir fortemente com o seu planejamento do Código de Conduta e, também, na sua argumentação para defendê-lo. Além disso, após passar por essa formação, você será um Consultor em Análise Comportamental capaz de usar todas as ferramentas do Coaching para a contratação de novos colaboradores.

Seus novos conhecimentos serão essenciais para otimizar os processos de recrutamento e seleção para ter resultados assertivos; trazer mais produtividade e agilidade ao setor; desenvolver e otimizar os resultados das áreas de treinamento e desenvolvimento; e compreender melhor como os candidatos e colaboradores constroem suas metas e regras pessoais. É incrível como o Coaching consegue maximizar o potencial não só da pessoa que passa pelas sessões, mas de todos que estão à volta dela.

Sem contar que você será um funcionário ou gestor, se for esse o caso, com mais capacidade para entender melhor a si mesmo e ao próximo. Com certeza, seu desempenho profissional será aperfeiçoado e sua conduta pessoal mais admirada. Não se assuste se começar a perceber as mudanças prontamente, pois elas poderão chegar a curto, médio e longo prazo.

Agora é sua vez! Que tal começar a mudar suas atitudes e dar uma chance para dar continuidade à sua educação? Pense em como você irá mudar tanto em âmbito profissional quanto pessoal e em como isso irá reverter em situações positivas desses dois universos para você e para quem está à sua volta.

Conte o que achou do artigo nos comentários abaixo e aproveite para compartilhar este conteúdo em suas redes sociais!

 

Copyright: 697660129 – https://www.shutterstock.com/pt/g/kritchanut

 

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.

 



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010