Veja dicas de como implantar a cultura colaborativa no ambiente empresarial

Cultura colaborativa Benefícios da cultura colaborativa na empresa

 

Uma das bases para o sucesso das empresas atualmente no mercado é adotar uma cultura colaborativa entre os seus funcionários. O incentivo à troca de experiências entre os colaboradores impacta de modo significativo os resultados de projetos de diferentes áreas. A organização tem muito a ganhar quando tem um time multifacetado e com competências complementares.

Entendendo a cultura colaborativa

O termo cultura colaborativa vem sendo bastante utilizado nos dias de hoje e refere-se à capacidade das equipes de trabalharem realmente em conjunto, com seus membros expondo suas ideias entre si e estando abertos para o ponto de vista dos colegas. Durante muito tempo, os profissionais foram instigados a ter medo de compartilhar seus conhecimentos com os demais pelo fato de acreditarem em um potencial “roubo” de ideias nesse universo.

Estabelecer um ambiente de confiança e com um bom clima organizacional é fundamental para impulsionar as organizações a serem mais produtivas. Assim, com o passar do tempo, os funcionários vão se sentindo mais integrado à corporação e se dedicam ainda mais à realização de suas atividades. Além de ter a chance de ampliar o horizonte de conhecimento de todos, o ambiente colaborativo também contribui para a criação da sensação de pertencimento.

Benefícios da cultura colaborativa no ambiente empresarial

Destacam-se como principais benefícios da cultura colaborativa em uma companhia o diálogo mais profundo entre os membros da equipe, assim como o desenvolvimento de estratégias mais alinhadas com as principais necessidades. A autoestima dos colaboradores também é alavancada quando eles sentem que suas opiniões estão contribuindo para a melhoria do todo.

O contato mais próximo entre os funcionários e a troca de ideias permite identificar questões estratégicas que antes passavam despercebidas. É possível identificar novos talentos e até observar o surgimento de novas lideranças. Um dia a dia de trabalho mais focado em integrar os funcionários, permite alcançar resultados ainda mais extraordinários do que as metas previstas.

7 Dicas de como implantar a cultura colaborativa na empresa

Após ter lido o quanto a cultura colaborativa pode trazer de benefícios para a sua organização, você vai gostar de conferir as dicas que listei a seguir a respeito como implantar esse conceito. É possível tornar as equipes multidisciplinares mais colaborativas, adotando algumas mudanças no cotidiano e alcançando resultados mais pertinentes.

1 – Estimule a colaboração pelo ambiente físico

Uma forma bastante efetiva de aproximar os funcionários da sua companhia é promover a interação por meio do ambiente corporativo físico. Observe como é o design dos espaços e salas de trabalho atualmente, será que esse espaço tal qual é promove a possibilidade de troca no dia a dia? As pessoas conseguem conversar entre si e se inteirar do que as outras estão produzindo?

Muitas organizações vêm repensando seus espaços de trabalho, exatamente para permitir que os colaboradores possam trocar ideias a respeito dos projetos durante a sua execução. Diminuir a quantidade de divisórias e paredes pode ajudar a fazer com que os colaboradores se sintam mais predispostos a interagir com os outros. No entanto, é importante que esse processo não seja uma experiência traumática para aqueles que valorizam o seu espaço.

Antes de promover a reforma estrutural, o gestor deve conversar com os colaboradores e explicar quais são os objetivos e porque é tão relevante repensar o espaço. Além disso, a nova configuração deve trazer benefícios palpáveis para os funcionários, como acesso simplificado a equipamentos de uso comum e um espaço mais aconchegante para o cafezinho.

2 – Valorização do trabalho em equipe

Os líderes de equipe devem ser estimulados a dar mais ênfase para a realização de tarefas em conjunto. Ainda que uma atividade possa ser feita por apenas um indivíduo, vale a pena promover a interação com um ou mais colegas, visando uma troca de perspectivas. De maneira geral, a principal barreira que as organizações enfrentam para conseguir chegar à cultura colaborativa é o fato de que os funcionários estão muito focados em resolver as questões corporativas sozinhos.

Aos poucos, deve ser incutido o conceito de trabalho feito por mais de uma pessoa para ter respostas mais variadas. O incentivo a atividades realizadas por mais pessoas é relevante para vencer a dificuldade de alguns profissionais em dividir o crédito com os colegas ou de, simplesmente, compreender que suas ideias não serão roubadas. Os gestores devem reconhecer o mérito dos resultados de equipe e demonstrar que a organização está observando essa forma de trabalhar. Quanto mais os funcionários compreenderem que podem ter resultados melhores atuando juntos, mais irão se unir.

3 – Crie espaços de convivência

Além de promover mais interação durante a realização das atividades de trabalho, é possível estimular a cultura colaborativa, criando espaços de convivência. Basicamente, são espaços com elementos de conforto, como sofás e poltronas, para que as pessoas possam se sentar e ter conversas pessoais. O estímulo a momentos de troca pessoal é importante para fortalecer os laços entre os colaboradores.

Não subestime o poder dos laços de simpatia criados entre os funcionários, essa identificação pessoal contribui para criar um ambiente de mais respeito. Empresas que não se preocupam com o relacionamento pessoal entre os funcionários podem ter que enfrentar problemas bastante sérios como o surgimento de fofocas e picuinhas. Além de poltronas e sofás, pode ser legal investir em atividades de lazer para esses espaços.

Alguns jogos rápidos, uma pequena estante de livros, carregadores para celular, entre outros, ajudam a desviar o foco de conversas maldosas sobre os colegas ausentes. Mal-entendidos e fofocas nascem de ambientes socialmente insalubres, em que os indivíduos não têm uma ocupação divertida e estimulante para a sua mente.

4 – Defina metas claras para a equipe

Quando cada membro da equipe está correndo atrás de uma meta diferente, fica difícil direcionar os esforços para um ponto em comum, que é a base para um trabalho mais interativo e colaborativo. Os gestores devem começar a pensar nas metas como tópicos que abranjam a equipe como um todo. Claro que cada membro ou núcleo da equipe pode ter as suas metas específicas, no entanto, o grupo deve ter uma meta geral, o objetivo central do esforço de todos.

A meta geral deve ser subdividida em objetivos mais simples de serem realizados e esses objetivos serem definidos como metas dos membros da equipe. Contar com uma ferramenta de gestão de projetos, que permita a todos os membros acompanhar o desenvolvimento do trabalho dos demais, contribui para um senso mais fortalecido de equipe e colaboração. O líder deve incentivar os colaboradores a ter iniciativa de ajudar os colegas ao identificar dificuldades da parte deles de alcançarem o que foi proposto.

5 – Recompensas para equipes

Já faz anos que a motivação dos funcionários se tornou um ponto bastante importante de discutir no tocante ao crescimento das companhias. Contudo, esse processo de estímulo de maior e melhor produtividade tem focado cada vez mais nas equipes como um todo. Antes, era comum que os funcionários que mais se destacassem no contexto geral recebessem a recompensa.

Essa metodologia gerava uma intensa competitividade entre os funcionários e, atualmente, se tem a percepção de que se mostra mais válido recompensar as equipes bem-sucedidas como um todo. Ao longo do ano, é possível manter os funcionários engajados em realizar as suas atividades com a oferta de uma recompensa no final do período.

6 – Diálogo

Para que a cultura colaborativa seja implantada com sucesso na sua empresa, é importante estimular o diálogo entre os funcionários, tanto horizontal quanto verticalmente. Basicamente, isso significa promover um ambiente mais acessível, em termos de diálogo entre funcionários do mesmo nível hierárquico e os gestores com cargos mais elevados.

As organizações que mantêm a separação por hierarquias muito marcada, perdem oportunidades de troca e de exposição de questões-chave a serem transformadas. Se houvesse um contato mais próximo entre os funcionários que estão na linha de frente cotidianamente e os líderes de setores, seria possível chegar a soluções muito mais práticas e eficazes. Quem não atualiza essa visão de redução de hierarquias pode acabar ficando defasado.

7 – Use a tecnologia a favor

Empresas que veem tecnologias como aplicativos de mensagens como vilãs, dificilmente conseguirão promover uma cultura colaborativa entre os seus funcionários. Embora haja casos em que os colaboradores se tornam menos produtivos, devido ao uso demasiado de aplicativos e sites, não se pode generalizar.

O ponto central dessa questão é saber como direcionar o uso para algo relevante, ou seja, para aumentar a produtividade no dia a dia de trabalho. Os apps de mensagens podem ser bastante úteis para resolver questões práticas que surgem durante a execução de projetos. É possível substituir o uso de um app convencional de mensagens por um aplicativo de perfil corporativo, por exemplo.

A questão é pensar estrategicamente como as soluções com viés pessoal podem ser integradas com sucesso ao dia a dia de trabalho. Também é importante orientar a todos sobre o quanto é importante o uso consciente da tecnologia para melhorar os seus resultados.

Gostou dessas dicas de como implantar a cultura colaborativa dentro da sua companhia? Tem alguma observação a acrescentar? Deixe sua contribuição no espaço para comentários abaixo e lembre-se de compartilhar o artigo em suas redes sociais! 

 

Copyright:  379905193 – https://www.shutterstock.com/pt/g/Rawpixel

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010