10 Principais características de um bom copywriter

Mulher trabalhando de copywriter.

Veja as características mais importantes de um bom copywriting.

O marketing digital é uma realidade há alguns anos e uma das suas principais bases é a produção de conteúdo. Empresas de todos os portes precisam de uma boa estratégia de inserção digital para se alinhar com seu público. Nesse contexto, a função de copywriter ganhou mais relevância.

O copywriter é o responsável por produzir conteúdos que impactarão a audiência. Esses textos podem ser para e-mails, anúncios, redes sociais, entre outros. O profissional deve utilizar as ferramentas da escrita para desenvolver conteúdos capazes de reter a audiência e realizar a sua conversão. 

A profissão de copywriter é uma das mais promissoras na área de marketing, pois o conteúdo vem adquirindo cada vez mais espaço. No artigo a seguir iremos destacar as 10 principais características para ser um bom profissional dessa área. 

Copywriter: conheça as 10 principais características de um bom profissional

A palavra copywriter pode ser traduzida livremente como redator, alguém especializado em redigir conteúdos. Os textos devem ser persuasivos ajudando na conversão.

Trata-se de um profissional de marketing que precisa reunir algumas aptidões para ser bem-sucedido em sua empreitada. Confira abaixo quais são as 10 principais características mais importantes de profissões de copywriting.

1. Gosto pela leitura

Para ser bem-sucedido em qualquer atividade que envolva a escrita é importante desenvolver uma boa base de leitura. O copywriter precisa conhecer tanto as ferramentas gramaticais quanto as de composição. Reter e convencer a audiência em textos curtos demanda ter repertório. 

A leitura amplia os horizontes e também o vocabulário, contribuindo para reduzir o medo da tela em branco. Quem tem um bom arcabouço de conhecimentos tende a lidar melhor com situações de bloqueios criativos. 

2. Capacidade persuasiva

O bom texto de um copywriter é aquele que convence o leitor a se informar mais sobre o produto/serviço ou a realizar a compra. Na vida, podemos ser mais ou menos persuasivos com aqueles à nossa volta. Indivíduos que demonstram talento para persuadir tendem a ser mais bem-sucedidos nessa empreitada.

É importante destacar que persuasão não é o mesmo que manipulação. Uma pessoa persuasiva é aquela que entende quais são as necessidades do outro e lhe oferece uma solução pertinente. Essa solução geralmente é benéfica para ambas as partes. 

3. Anotar as ideias

O ato de anotar as ideias que não serão usadas no momento é uma forma de não sobrecarregar o seu cérebro. Sendo assim, uma característica pertinente para quem deseja ser copywriter é ter um caderno ou aplicativo de anotações. O objetivo é claro: liberar o cérebro das obrigações de armazenamento.

Ao fazer isso, o indivíduo consegue utilizar as suas habilidades de maneira plena na execução das tarefas. A melhor parte é que nenhuma ideia se perde somente porque não estava no seu momento de brilhar. 

4. Flexibilidade linguística

Já percebeu como algumas pessoas são capazes de adequar a sua linguagem verbal a diferentes contextos? A linguagem escrita também pode e deve ser adequada a situações distintas, especialmente na publicidade. Pessoas que apresentam essa flexibilidade nata conseguem melhores resultados em termos de persuasão com seus conteúdos.

O uso de palavras ou expressões que não funcionam com esse ou aquele grupo podem colocar as estratégias em risco. Comece a observar a dinâmica da sua linguagem verbal e aplique na linguagem escrita para ser um copywriter melhor. 

5. Introversão

A introversão costuma ser apontada como uma característica ruim no contexto profissional. No entanto, no caso dos copywriters é exatamente o oposto. Para trabalhar com a escrita é necessário ter boa capacidade de concentração e gostar de passar longos períodos sozinho com seus pensamentos.

Um ambiente com ruídos e diversas atividades acontecendo no entorno não costuma ser o mais indicado para a escrita. Logo, uma pessoa introvertida tende a se adaptar mais facilmente com essa necessidade de “retiro” que a escrita tem. Pessoas extrovertidas podem se sentir angustiadas com essa “solidão”.

6. Assume seus erros

Assumir os erros na vida é uma característica essencial para ser um bom profissional em qualquer área. No que tange a função de copywriter, é uma característica ainda mais relevante. Aquele que escreve com o objetivo de alcançar a audiência não pode amar seu texto acima do objetivo.

Isso significa que o copywriter deve estar aberto para as opiniões alheias e assumir quando sua produção apresenta erros. Somente com essa leitura crítica do próprio trabalho é possível evoluir. 

7. Perfil analítico e capacidade de observação

Trabalhar com a escrita persuasiva exige que o copywriter seja analítico e tenha boa capacidade de observação. Lembra que dissemos que ler aumenta o repertório? Observar o mundo também e as melhores ideias de composições textuais podem surgir em momentos aleatórios.

O fato de ser analítico e observador permite que o indivíduo mantenha seu cérebro maquinando as ideias e problemáticas do trabalho. Quando identificar algum elemento que pode lhe ser útil, o copywriter logo irá elaborar em seus pensamentos uma resposta.

8. Desejo de saber mais

Quem trabalha como copywriter deve gostar de aprender sobre tudo o que for possível. A construção de bons textos depende daquilo que se sabe inerentemente. Obviamente, existe um trabalho de pesquisa, mas ter conhecimentos prévios leva a resultados mais verdadeiros. Gostar e ansiar aprender mais é determinante para construir uma base sólida de produtor de conteúdo. 

9. Empatia

Quem escreve o faz para outra pessoa, certo? Entender quem é essa pessoa e como envolvê-la é essencial para o trabalho de copywriter. Como os conteúdos produzidos por esse profissional objetivam a conversão, precisam ser direcionados para atender suas dores.

A empatia é a capacidade de se colocar no lugar do outro compreendendo o seu ponto de vista. Para ter sucesso nessa carreira é essencial conseguir fazer esse exercício de se distanciar de suas próprias crenças para considerar as dos outros. 

10. Gosto por escrever

Com certeza essa é a principal característica para ser um bom copywriter. Contudo, é importante que fique claro a que ela se refere. Algumas pessoas podem realmente amar escrever, mas não necessariamente em um sentido profissional. 

Antes de iniciar a sua carreira, certifique-se de que você realmente vai ser feliz produzindo conteúdos sobre os mais variados temas. Você gosta de escrever sobre aquilo de que gosta ou gosta de escrever? São duas coisas distintas. 

Essas são as principais características para um bom copywriter! Quais delas você possui? Comente abaixo!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63