Produtividade e competitividade: os segredos para o sucesso de uma equipe

Homens e mulheres em pé

Saiba mais sobre produtividade e competitividade.

Líderes de equipe devem estar atentos à produtividade dos seus liderados e investir em estratégias de potencialização de talentos. Mas, como conquistar o máximo de produtividade do time? Como fazer com que todos os profissionais realizem a sua melhor performance individual e coletiva? 

Há diferentes formas de trabalhar com os liderados no sentido de buscar pelo seu crescimento. Um dos métodos que mais tem ganhado espaço na gestão contemporânea é o da competitividade. No entanto, é fundamental destacar que é necessário saber como trabalhar de forma saudável com ela.

O objetivo é oferecer estímulo para que os colaboradores entreguem os melhores resultados, mas sem criar animosidades. Continue lendo para entender como a produtividade e competitividade podem caminhar lado a lado levando ao crescimento da empresa. 

O que é produtividade?

Se você acredita que tem a resposta na ponta da língua para essa pergunta, deve ter um pouco de calma. Muito se fala sobre produtividade nos corredores das empresas e em reuniões de setor, mas nem todo mundo compreende o âmago do conceito. Em linhas gerais, produtividade nada mais é do que conseguir fazer mais em menos tempo.

Ao falarmos em produtividade nas empresas, estamos pensando em equipes que produzem mais usando menos recursos. Esses recursos a que nos referimos podem ser matérias primas, equipamentos ou até mesmo tempo. Basicamente, a produtividade significa ser eficiente fazendo o máximo com menos recursos. 

O que é competitividade?

Quando se fala sobre competitividade, é natural que nos venha à mente uma imagem de rivalidade e conflito. Embora esteja associada à animosidade em nossos pensamentos, a competitividade é uma disputa estabelecida para alcançar uma meta sem observar questões pessoais. 

A base da disputa movida pela competitividade é o conjunto de habilidades dos envolvidos e não questões pessoais. A competitividade saudável é estimulada quando a disputa se mantém meramente no campo das habilidades. Em algumas equipes, pode haver o estímulo negativo da competitividade, criando uma rivalidade pessoal entre os profissionais. Para potencializar a produtividade, manter um bom clima organizacional é determinante para evitar que surjam rivalidades pessoais.

O primeiro passo para evolução empresarial é identificar seu nivel de felicidade! Faça o nosso teste e descubra qual o seu nível de felicidade!

Competitividade e produtividade: os segredos para o sucesso da equipe

Nos últimos anos, foram realizadas algumas pesquisas que visam entender como o estímulo da competitividade impacta as equipes. De maneira geral, essas pesquisas apontam para resultados positivos. Isso quer dizer que pode ser bastante salutar estimular que os colaboradores disputem entre si um lugar de destaque no grupo.

Quando os colaboradores têm como foco se sobressair, tendem a entregar resultados que superam as expectativas. Há o desejo de fazer mais e melhor as suas tarefas, alcançando e batendo metas. No entanto, é determinante que o foco se mantenha apenas na questão prática do trabalho, não seguindo para um contexto pessoal. 

A competitividade funciona como o combustível para que os colaboradores tenham mais foco e bons resultados. Trata-se de um recurso que ajuda os profissionais a se destacarem mais em suas funções. A empresa ganha porque o desempenho dos colaboradores sobe. Os profissionais, por sua vez, ganham porque se tornam melhores para o mercado.

Competitividade é o segredo para a unificação

Por mais curioso que pareça, a competitividade pode funcionar como um fator de unificação dos colaboradores. Mesmo que estejam disputando entre si, os funcionários estão trabalhando em prol de um objetivo geral. Dessa forma, a competitividade se torna um elemento que liga os membros da equipe e, de certa forma, os aproxima.

Muitos profissionais entendem a competitividade como a força motriz capaz de levar a empresa mais longe. O líder da equipe deve ter apenas o cuidado de não criar acirramentos entre os colaboradores. Todos devem se sentir estimulados a fazer o seu melhor para alcançar bons resultados e se destacar. O que não pode acontecer é se criar a impressão de que o sucesso de um profissional depende da queda do outro.

Como estimular a competitividade produtiva?

Competir deve ser algo divertido e que enriquece os competidores. Isso significa que não se deve criar atritos pessoais entre os colaboradores. Para manter a competitividade em um âmbito saudável e produtivo, é importante saber como conduzir o processo. Abaixo apresentaremos dicas de como conduzir esse processo sem causar danos às relações entre os colaboradores.

Programas de recompensas

Uma forma de estimular a competitividade sem gerar conflitos pessoais entre os colaboradores é desenvolver um programa de recompensas. Esse programa tem como foco definir regras para definir quais serão os colaboradores que se destacarão. O programa deve ter como base critérios passíveis de mensuração, como o alcance de resultados.

Os membros da equipe devem ter a percepção de que se trata de um método justo de avaliação. Se os profissionais não sentem que a avaliação e contemplação dos melhores segue um padrão sério, podem passar a se sentir irritados. Essa irritação tende a se voltar contra os colaboradores que parecem estar sendo “beneficiados”.

Estabeleça metas coletivas

Além de estabelecer metas individuais para cada colaborador, o líder deve trabalhar com metas coletivas. Dessa forma, os profissionais se mantêm tanto trabalhando para seu próprio sucesso quanto o da equipe. Os membros do time não podem se ver apenas como elementos individuais. A ideia de grupo e de coletividade deve estar presente como um todo.

Para uma competição realmente saudável, os profissionais devem se ver como engrenagens que funcionam melhor quando trabalham juntas. Uma boa dica é oferecer recompensas coletivas, ou seja, se a equipe atingir as metas do grupo, ganha um prêmio em conjunto.

Aproxime e integre os colaboradores

Para que a competitividade entre os membros da equipe se desenvolva de maneira saudável, é necessário aproximar os profissionais. Além de criar oportunidades para que todos trabalhem juntos, é interessante investir em programas de integração. Quando novos colaboradores são contratados é essencial realizar esse trabalho de integração com o restante da equipe.

Outra forma de promover essa aproximação é através de eventos como jantares e confraternizações. Não precisa deixar essas reuniões apenas para o fim do ano, elas podem acontecer também para celebrar o fim de semestres ou a conclusão de projetos.

Se você acredita que a sua equipe pode ser mais produtiva, é importante traçar estratégias que estimulem a competitividade entre os colaboradores. Lembre-se sempre de que a competitividade é algo saudável e pode ser até divertido.

E para você, como a competitividade pode contribuir para o aumento da produtividade da sua equipe? Tem alguma dica para compartilhar conosco? Use o espaço abaixo para nos contar a sua experiência e a sua opinião sobre o assunto. Se este conteúdo te ajudou, compartilhe em suas redes sociais para passar o conhecimento adiante!

Copyright: 553975063 Rawpixel.com https://www.shutterstock.com/pt/g/Rawpixel.com

E aí, curtiu esse conteúdo?

Saiba que ele é apenas a pontinha do iceberg e você pode desenvolver suas habilidades de liderança muito mais. Baixe agora o ebook Leader Coach e aprenda como extrair o máximo resultado da sua equipe.
Preencha o formulário, é de graça.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010